Os 10 melhores clássicos da literatura brasileira de 2022: Auto da Compadecida, Memórias Póstumas de Brás Cubas e mais!

Os 10 melhores clássicos da literatura brasileira de 2022: Auto da Compadecida, Memórias Póstumas de Brás Cubas e mais!

Buscando um bom livro clássico de literatura brasileira? Neste artigo, confira os melhores livros e dicas especiais para você selecionar o melhor clássico!


Descubra qual é o melhor clássico da literatura brasileira de 2022!

Pilha de livros e homem lendo um no fundo

Os clássicos da literatura brasileira possuem uma imensa variedade de gêneros e histórias que retratam diferentes aspectos sócio-histórios (e até mesmo geográficos) do Brasil. Se adentrar nesses clássicos é fundamental para qualquer amante da literatura, já que a sua importância vai muito além da necessidade para quem irá prestar concurso em vestibulares.

Além disso, os clássicos da literatura brasileira possuem personagens marcantes e narrativas que nos acompanham no imaginário desde a infância. É impossível não pensar em grandes autores como Guimarães Rosa, Clarice Lispector ou Machado de Assis. Ademais, as obras clássicas da literatura brasileira são excelentes opções para quem busca entender a questão universal do próprio ser humano.

Contudo, há ainda diversos(as) autores(as) brasileiros(as) brilhantes que irão garantir entretenimento e fortes emoções durante a sua leitura. Quer descobrir mais? Confira neste artigo as principais dicas de como escolher um bom livro da literatura brasileira, incluindo os principais gêneros literários, o ranking dos dez melhores clássicos da literatura brasileira e surpreenda-se na sua próxima leitura com livros incríveis!

Os 10 melhores clássicos da literatura brasileira de 2022

Foto 1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Nome Memórias Póstumas de Brás Cubas Os Sertões, Euclides da Cunha A Hora da Estrela, Clarice Lispector Auto da Compadecida, Ariano Suassuna Incidente em Antares, de Érico Veríssimo Grande Sertão: Veredas, João Guimarães Rosa Antes do Baile Verde, Lygia Fagundes Telles Macunaíma, Mário de Andrade O Cortiço, Aluísio Azevedo O bem-amado, de Dias Gomes
Preço A partir de R$ 29,89 A partir de R$ 34,90 A partir de R$ 29,90 A partir de R$ 29,90 A partir de R$ 35,39 A partir de R$ 61,53 A partir de R$ 40,89 A partir de R$ 31,88 A partir de R$ 18,95 A partir de R$ 39,91
Editora Penguin Principis Rocco Nova Fronteira Companhia de Bolso; Companhia das Letras Companhia das Letras Nova Fronteira Penguin Bertrand Brasil
Adaptação Sim Sim Sim Sim Sim Sim Não Sim Sim Sim
Publicação 6 de setembro, 2014 2020 2020 2018 2006 2019 2009 2013 2016 2014
Páginas 368 páginas 368 páginas 88 páginas 208 páginas 496 páginas 560 páginas 208 páginas 240 páginas 320 páginas 126 páginas
Gênero Novela, ficção, comédia dramática Romance realista Romance Comédia, aventura Realismo fantástico Romance Ficção, contos Novela, humor, ficção Naturalismo, ficção Comédia, drama, sátira, realismo fantástico
Edição 1ª edição 2ª edição 1ª edição 39ª edição Edição de bolso 22º edição 1ª edição 1ª edição 1ª edição 24ª edição
Link

Como escolher o melhor clássico da literatura brasileira

Para quem busca um bom clássico da literatura brasileira, é necessário levar em consideração alguns fatores cruciais. Dentre eles, o estilo, gênero e escola literária podem ser fundamentais. Confira nesta seção as principais informações que irão te ajudar a escolher a sua próxima leitura.

Leia a sinopse e veja se ele está de acordo com ao estilo que você deseja

Livro aberto

Um dos fatores essenciais para escolher ler um livro é a leitura da sinopse. A sinopse é um tipo de resumo que consegue sintetizar a obra contando apenas o essencial para cativar o leitor. A sinopse poderá informar o tipo de livro que você lerá através de uma escrita concisa e atraente.

Os livros de literatura clássica brasileira podem variar muito em questão do enredo, estilo, narrativa, etc., além de existirem diversos estilos. Portanto, requerem uma atenção maior em relação ao resumo e à sinopse, que toma como papel crucial conquistar o leitor através dela.

Em suma, o papel que a sinopse desempenha é de delimitar se o tipo de livro que você está lendo está de acordo com o que busca ou se interessa mais. Portanto, ao procurar pelo melhor clássico da literatura brasileira, não deixe de ler esta sucinta mas tão importante parte do livro.

Procure características de livros que você já leu e gostou

Homem lendo livro

Um dos pontos positivos de se ler os clássicos de literatura brasileira está na sua imensa variedade de histórias, gêneros, estilo e até mesmo da narrativa. No entanto, conforme essa imensa variedade, pode ser difícil para o leitor escolher um bom livro de literatura brasileira com base em um aspecto tão amplo, como a sinopse.

Felizmente, será possível encontrar algumas das principais características dos livros dos clássicos brasileiros em outros que você provavelmente já tenha lido. Você poderá usar diversos recursos na internet para realizar a comparação entre livros e para encontrar livros semelhantes ao tipo que mais gosta.

Por exemplo, as pessoas que gostam de romances da literatura russa, como os do escritor Dostoevksy, irão se aventurar com as obras de Machado de Assis, pois ambos se aproximam muito com a maneira de representar a 'realidade'.

Sendo assim, você poderá utilizar como base para escolher um bom livro dos clássicos brasileiro as inúmeras semelhanças que determinado livro possui em relação a outros estilos literários que você tenha lido e apreciado, assim como as narrativas ou até mesmo outros gêneros.

Saiba se os clássicos foram adaptados para TV e cinema

Dois livros em cima da mesa ao ar livre

É indispensável e insubstituível a leitura do romance na íntegra, mas as produções e adaptações cinematográficas podem ajudar na decisão de ler uma obra da literatura brasileira ou não. Nesse sentido, há diversas obras da literatura brasileira que foram adaptadas para o cinema.

Por exemplo, 'O Auto da Compadecia' surpreende em termos de qualidade tanto pela escrita de Ariano Suassuna em 1955, quanto pelo filme de longa metragem lançado nos anos 2000 pela Rede Globo, também prestigiado mundialmente.

Outro romance que tive a adaptação para o cinema inclui 'Memórias Póstumas de Brás Cubas', de Machado de Assis, lançado em agosto de 2001 e dirigido por André Klotzel, elogiado por ser fiel ao livro e aos trajes/costumes da época.

Veja a quantidade de páginas ao escolher

Mulher lendo livros

Para os leitores mais experientes, a quantidade de páginas pode ser um fator completamente irrelevante na hora de escolher um livro para a leitura. No entanto, a quantidade de páginas total de um livro pode ser decisiva dependendo dos seus objetivos.

Caso esteja procurando um clássico que não seja tão denso, aposte em romances como 'O bem-amado', de Dias Gomes, 'A Hora da Estrela', de Clarice Lispector, ou até mesmo livros de crônicas, já que não requerem necessariamente uma leitura constante.

Os amantes de crônicas poderão apostar, por exemplo, nos livros de crônica de Clarice Lispector ou no livro 'Antes do Baile Verde', de Lygia Fagundes Telles. Os leitores que quiserem buscar uma leitura longa e envolvente podem buscar livros de Machado de Assis e Guimarães Rosa, já que apresentam uma narrativa desafiadora, como o 'Grande Sertão: Veredas'.

Veja informações sobre a editora e a edição para uma leitura confortável

Pilha de livros

A editora em que o livro foi publicado é um dos aspectos menos considerados pelas pessoas na hora de escolher um determinado livro. No entanto, a editora pode garantir (ou não) uma gratificante experiência de leitura. A editora é responsável pela diagramação, tradução (no caso de livros escritos em outros idiomas), revisão e edição de um livro, aspectos que podem conferir à sua leitura muito mais praticidade e conforto.

Por exemplo, o modo inserção de notas podem ser feitas de modo a ficar no final da página ou no final do livro. Além disso, o tipo da fonte e tamanho pode variar muito de acordo com a editora. Nesse sentido, é recomendável escolher o seu livro de acordo com uma editora de sua preferência para deixar a leitura ainda mais gratificante.

Veja se o livro escolhido possui opção de e-book

Aparelho Kindle

Muitos leitores não abrem mão do livro físico. Muitos acreditam que são mais práticos, confortáveis e que podem até mesmo embelezar a estante da casa. No entanto, carregar livros físicos pode ser desconfortável, e é ai que o e-book entra em jogo.

O e-book pode ser lido em notebook, tables ou celulares, sendo uma versão digital dos livros. É uma excelente opção para quem precisa se locomover com frequência e não quer carregar muito peso. Além disso, são muito mais econômicos do que os livros impressos.

Escolha o melhor de acordo com a classe literária

A classe literária também diz muito a respeito do momento histórico e da escola literária ao qual o livro foi escrito, podendo justificar até mesmo o aspecto formal do livro que poderá ser de sua preferência ou não. Confira a seguir as principais escolas literárias e as suas características:

Barroco

Pilha de livros e copo de café

O barroco brasileiro possui como marco inicial a obra "A prosopopeia" de Bento Teixeira, escrita em 1601. Outras referências dessa época são: Gregório de Matos (conhecido como Boca do Inferno e pela sua escrita de poesia satírica) e Botelho de Oliveira (obras marcadas por analogias e diversos paradoxos).

Esse movimento literário aborda uma estética da era colonial brasileira, tendo fortes influências também da política e cultura lusitana, já que o Brasil ainda era um país dependente naquela época. Sendo assim, a literatura barroca irá contemplar aspectos da época colonial brasileira. Em termos estéticos-literário, o barroco na literatura brasileira será marcado pela contradição e dualidade.

Quinhetismo

Livro aberto

Com a data de início em 1500 em paralelo com o Classicismo português, o quinhetismo é considerado a primeira manifestação literária brasileira, que reúne relato de viagem e diversas descrições com textos altamente informativos.

Não é à toa que é chamada também como "literatura de informação", pois os textos descrevem com ricos detalhes as terras (incluindo a fauna, flora e os habitantes locais) brasileiras após a descoberta em XVI.

Dentre as categorias do quinhentismo, os jesuítas criaram a literatura de catequese, utilizando uma linguagem simples. Os textos quinhentistas podem abordar também crônicas de viagens. A principal obra é do José de Anchieta "Arte de gramática da língua mais usada na costa do Brasil, de 1595.

Romantismo e Realismo

Livros em uma mesa de madeira

O romantismo (1836-1881) é um modelo literário que nasce em oposição aos modelo literário clássico, propondo sentimentos nacionalistas e uma idealização da sociedade. Dentre os principais autores, o romantismo conta com José de Alencar e suas obras indianistas, como "Iracema".

Opondo-se ao romantismo, o realismo (1881-1893) é uma escola que possui uma abordagem mais descritiva, crítica e objetiva da realidade, além de criticar e questionar as principais estruturas sociais de poder. O principal autor dessa época é o Machado de Assis, marcando também pela a icônica obra 'Memórias Póstumas de Brás Cubas'.

Naturalismo

Mulher lendo livro

Com início no Brasil no final do século XIX, o naturalismo teve como objetivo textos objetivos e a impessoalidade através de uma linguagem coloquial e com características do naturalismo europeu, que enfatizava a questão de como o ambiente influenciava no ser.

Dentre os principais temas abordados no naturalismo, os problemas sociais e humanos eram os principais, com uma tentativa de retratar a realidade calcados no evolucionismo, positivismo e cientificismo. Dentre as principais obras dessa época, 'O Cortiço' (1890) de Aluíso de Azevedo ganha destaque.

Parnasianismo

Homem lendo livro ao ar livre

Originado no século XIX, também como uma crítica ao Romantismo, o parnasianismo brasileiro teve como principal influência o estilo literário parnasiano francês. No entanto, o parnasianismo brasileiro não se preocupou com a objetividade.

As obras valorizavam a perfeição estrutural e estética, além da abordagem detalhada de assuntos universais para o homem. Dentre os principais autores, Olavo Bilac, Raimundo Correia e Goulard Andrade ganham destaque pelas rimas estruturais.

Simbolismo

Pessoa segurando livro aberto e copo de café

Datado de 1893 a 1910, o simbolismo brasileiro é marcado pela dissolução dos valores realistas e naturalistas. Sendo cativado também pela artes plásticas, o simbolismo aborta elementos místicos e transcendentais, além da extrema subjetividade e textos com caráter sinestésicos. Augusto dos Anjos e o poeta Cruz e Souza são um dos nomes representantes do simbolismo.

Pré Modernismo, Modernismo e Pós Modernismo

Livro e café

O pré-modernismo (1910-1922) é um período de transição de modelo literário bastante eclético, já introduzindo as principais divergências do conceito posterior de 'modernidade'. Euclides da Cunha em 'Os Sertões' são um dos principais autores desta época.

Posteriormente, o Modernismo (1922-1950), marcado pela Semana de Arte Moderna, busca inovar o uso da linguagem e romper com o modelo do passado, se opondo aos ideais românticos e da ideia de nacionalismo exacerbado. 'Macunaíma', de Mário de Andrade, já que buscava resgatar a imagem do Brasil, com um caráter nacionalista, mas sem dar da mesma forma a idealização do índio, havendo um caráter crítico.

Já o pós-modernismo é datado entre e após a segunda guerra mundial, pregando ainda mais a ausência de valores, a liberdade de expressão e a pluralidade. João Guimarães Rosa é um dos principais autores dessa época, marcando com sua obra 'Grande Sertão: Veredas'.

Os 10 melhores clássicos da literatura brasileira de 2022

Como vimos, a sinopse, a editora, o número de páginas e muitos outros fatores são essenciais para decidir o livro de seu interesse. Separamos aqui um ranking dos dez maiores clássicos da literatura brasileira com suas principais informações. Confira!

10

O bem-amado, de Dias Gomes

Um retrato da política brasileira que pouco mudou


Escrita por Dias Gomes em 1962, O Bem-Amado é uma peça teatral que trata de uma icônica farsa sociopolítico-patológica. A obra também retrata os costumes do interior baiano (acontecimentos da cidade de Sucupira) onde se passará a inauguração de um cemitério que nada mais é do que uma parte do programa político do ambicioso prefeito, Odorico Paraguaçu. Para isso, o prefeito precisava de um morto.

A obra "Bem-Amado" possui uma forte contestação política e social, já que Odorico representa a vida política latino-americana, como ditadores sanguinários, sem escrúpulos e que não medem esforços para atingir os seus objetivos.

Além disso, os personagens são retratados de forma cômica patética, sempre retratando um ser humano conturbado e demagogo. O livro de Dias Gomes, além de ter uma escrita de forma cativante, ainda é admirável pelo caráter atemporal de toda a política brasileira.

Editora Bertrand Brasil
Adaptação Sim
Publicação 2014
Páginas 126 páginas
Gênero Comédia, drama, sátira, realismo fantástico
Edição 24ª edição
9

O Cortiço, Aluísio Azevedo

Maior obra naturalista 


Sendo considerado o maior romance de naturalismo brasileiro, "O Cortiço" , de Aluísio Azevedo, foi publicado em 1880 e apresenta um marco inesquecível para a literatura brasileira ao retratar inesquecíveis personagens, sobre tudo os de vida menos favorecidas. Sendo um romance praticamente atemporal, o "O Cortiço" é ainda uma das leituras obrigatórias de muitos vestibulares brasileiros.

Representa ainda a vida e o cotidiano da classe popular que precisavam morar nos cortiços, habitações populares insalubres do Rio de Janeiro. Os personagens também são constantemente explorados pelos seus patrões, evidenciando um período em que o Brasil passava por um processo de urbanização. É nesse contexto que parte de toda a narrativa irá passar e onde o leitor irá adentrar.

Além disso, diversos personagens irão marcar essa rica obra, como João Romão (português que irá ascender socialmente), Bertoleza, Jerônimo, etc. A obra ainda cativa pela sua escrita objetiva, sendo essencial para qualquer pessoa que se interesse pela literatura brasileira

Editora Penguin
Adaptação Sim
Publicação 2016
Páginas 320 páginas
Gênero Naturalismo, ficção
Edição 1ª edição
8

Macunaíma, Mário de Andrade

Livro de realismo místico 


Macunaíma é um dos maiores romances brasileiros. Publicado em 1928, Mario de Andrade escapa das convenções realistas e escreve uma história de caráter mítico buscando construir um retrato do povo brasileiro. Macunaíma, personagem principal, é abandonado pela mãe ao nascer às margens do Uraricoera (floresta Amazônica) por ser muito levado e preguiçoso.

No entanto, o personagem passa por uma reviravolta buscando solucionar diversos conflitos que enfrentará durante a sua jornada, especialmente após a sua chegada em São Paulo e no Rio de Janeiro. O leitor irá se apaixonar pela narrativa de caráter místico e até mesmo sinestésico.

O livro "Macunaíma" foi severamente elogiado pelos modernistas pela sua linguagem e inovação da narrativa, utilizando elementos também do realismo mágico ao compor diversos dialetos dos povos indígenas do interior de São Paulo e de outras regiões do Brasil. 

Editora Nova Fronteira
Adaptação Sim
Publicação 2013
Páginas 240 páginas
Gênero Novela, humor, ficção
Edição 1ª edição
7

Antes do Baile Verde, Lygia Fagundes Telles

Contos variados e cativantes


"Antes do Baile Verde" é considerado um livro de dezoito contos excepcionais escritos por Lygia Fagundes Telles entre 1949 e 1969. Todos os contos apresentam situação diversas, com enfoques diversos e surpreendentes sobre a loucura, medo e fragilidade.

Recheadas de conflitos e de caráter altamente dramático, as temáticas variam também entre a insatisfação conjugal e a vida de famílias urbanas do Brasil de classe média. As diversidades da narrativa dos contos se dão através das histórias e de seu caráter reflexivo.

Por exemplo, o primeiro conto apresenta a discussão entre duas jovens que precisam decidir ir para o baile de carnaval ou ficar com o pai doente de uma das amigas. O leitor vai se entreter ao entrar com profundidade na leitura para tentar desvendar e esmiuçar todo o significado e simbologia de cada conto presente no livro.

Editora Companhia das Letras
Adaptação Não
Publicação 2009
Páginas 208 páginas
Gênero Ficção, contos
Edição 1ª edição
6

Grande Sertão: Veredas, João Guimarães Rosa

Um dos maiores clássicos brasileiros e mundiais 


Escrito por João Guimarães Rosa em 1956, "Grande Sertão: Veredas" é considerado um dos maiores clássicos de literatura brasileira que retrata parte do sertão de Minas Gerais, além de uma escrita peculiar repleta de particularidades da fala sertaneja mineira.

No entanto, o livro e o seu enredo alcançam questões universais do próprio homem. Dentre as questões universais que irão aparecer no livro, o amor, a violência, sofrimento e alegria. A história consiste na trajetória de Riobaldo, que irá relembrar a sua vida de jagunço, suas lutas e seu amor por Diadorim que foi severamente reprimido.

Apesar de ser um desafio para a maioria dos leitores, o livro encanta também com seu rico vocabulário, já que Rosa cria novas palavras, reinventando a língua. Não é à toa que foi considerado um dos cem livros mais importantes de todos os tempos pelo Círculo do Livro da Noruega.

Editora Companhia das Letras
Adaptação Sim
Publicação 2019
Páginas 560 páginas
Gênero Romance
Edição 22º edição
5

Incidente em Antares, de Érico Veríssimo

Livro clássico na versão de bolso 


O livro Incidente em Antares de Érico Verissimo, sendo uma das últimas criações do autor, conta a história de uma greve geral de todos os trabalhadores em Antes no dia 11 de dezembro de 1963. A história, que é dividida em duas partes (Antares e o Incidente) é retratada em uma remota cidade do Rio Grande do Sul, onde um acontecimento inesperado ocorre.

Após a greve geral, os sete defuntos que não foram enterrados pelos coveiros que deixaram de trabalhar resolveram agir e passaram a perambular pela cidade para reivindicar o direito de serem enterrados.

Lançado em 1971, a história do Incidente em Antares trata-se de uma sátira política da ditadura militar que estava ocorrendo no Brasil, e inova ao abordar temas sobre a corrupção e tortura que ocorreram nessa época de uma forma cômica. Essa versão de bolso é ideal para quem busca praticidade para transportar o livro em qualquer lugar.

Editora Companhia de Bolso;
Adaptação Sim
Publicação 2006
Páginas 496 páginas
Gênero Realismo fantástico
Edição Edição de bolso
4

Auto da Compadecida, Ariano Suassuna

Comédia em forma de cordel com regionalismo nordestino


Retomando os elementos do teatro popular, a peça O Auto da Compadecida foi escrita em 1955 por Adriano Suassuna e é um dos livros mais conhecidos da literatura de cordel brasileiro. Retratada no Nordeste brasileiro, O Auto da Compadecida exalta os humildes ao satirizar as estruturas de poder da religião que estão preocupados apenas com os objetos e questões materiais.

A obra conta a história de dois principais personagens, os amigos Chicó e João Grilo, ambos envolvidos em mentiras e se metendo em grandes confusões. No entanto, após diversas experiências com a morte, os amigos repensam as atitudes que passam a assombrar.

Além de mesclar elementos da comédia e do barroco católico brasileiro, o livro de Saussuna é elaborado através dos moldes da tradução popular, mas também apresenta a recriação do teatro episódico dos cordéis. O livro também apresenta fortes traços da linguagem oral, o que fará com que o leitor não só tenha uma leitura prazerosa como também irá garantir muitas risadas e aprendizagem sobre o regionalismo nordestino.

Editora Nova Fronteira
Adaptação Sim
Publicação 2018
Páginas 208 páginas
Gênero Comédia, aventura
Edição 39ª edição
3

A Hora da Estrela, Clarice Lispector

Último livro de Lispector com uma escrita marcante e envolvente 


Considerada como uma despedida, A Hora da Estrela é uma obra de Clarice Lispector que foi escrita um pouco antes de sua morte. Com uma escrita poética e profunda, a obra narra os momentos de um escritor, Rodrigo S.M., que cria a história de Macabéa.

A história aborda o amor quase incompatível e o recuo entre esses dois personagens, já que Macabéa apresenta o seu espírito livre e Rodrigo o narrador urbano e completamente vazio. Além disso, a história nos detalha uma assustadora realidade na qual o leitor irá adentrar, conhecendo a fundo os personagens.

O leitor irá explorar as favelas do Rio de Janeira e como Macabéa ganha a vida como datilógrafa, os seus desejos pelo cinema e de querer ser igual a Marylin Monroe apesar de apresentar o completo oposto, etc. A narrativa cativante e envolvente irá também prender o leitor em uma história que aborda os mistérios da vida, questões tão aprofundadas por Clarice Lispector em suas obras.

Editora Rocco
Adaptação Sim
Publicação 2020
Páginas 88 páginas
Gênero Romance
Edição 1ª edição
2

Os Sertões, Euclides da Cunha

Obra que representa a ruptura do nacionalismo e ufanismo


Conhecido como uma das obras regionalistas mais emblemáticas que retratam o sertão, "Os Sertões" de Euclides da Cunha, foi publicado em 1902. Considerado como um relato histórico, o livro retrata a Guerra de Canudos, ocorrida no interior da Bahia em 1896 e 1897.

A obra apresenta um importante marco da literatura brasileira por retratar esse momento histórico do Brasil, além de elencar conceitos importantes de antropologia, sociologia e história, por exemplo. O forte caráter crítico e realista ao mostrar a realidade e da pobreza da população inovou na época, desmistificando as leituras anteriores que continham um nacionalismo exacerbado como parte da sociedade do Brasil.

Para quem gosta de livros que retratam questões sociais e problematizações, como a questão da luta conta a pobreza, Os Sertões será uma excelente opção, pois irá retratar através de uma mistura entre ciência e literatura todas as mazelas causadas pela seca e corrupção política da região.

Editora Principis
Adaptação Sim
Publicação 2020
Páginas 368 páginas
Gênero Romance realista
Edição 2ª edição
1

Memórias Póstumas de Brás Cubas

Escrita realista e detalhada de um narrador póstumo


Sendo uma das obras mais complexas de Machado de Assis e tido como a obra inaugural do realismo brasileiro, 'Memórias Póstumas de Brás Cubas' é considerado um dos mais importantes livros da literatura brasileira e do mundo.

O livro utiliza técnicas de linguagem da literatura moderna, onde o leitor irá adentrar das memórias mais profundas do emblemático defunto autor, isto é, um narrador que já havia morrido e que irá escrever suas memórias a seu caráter e sem medo de ser julgado. Brás Cubas, o narrador do livro e personagem principal, é membro da alta sociedade brasileira da época.

Para leitores que gostam de desafios, o livro é escrito através de uma linguagem formal e complexa

Editora Penguin
Adaptação Sim
Publicação 6 de setembro, 2014
Páginas 368 páginas
Gênero Novela, ficção, comédia dramática
Edição 1ª edição

Outras informações sobre clássicos da nossa literatura brasileira

Tendo agora conhecimento dos melhores livros dos clássicos da literatura brasileira, é importante também saber como preservar o seu livro e os diferentes tipos de edições que você poderá encontrar no momento que decidir qual obra se adentrar. Confira abaixo as principais dicas para cuidar do seu livro e de como escolher uma boa edição.

Como cuidar para que o livro físico dure mais?

Livros na prateleira

Independentemente de um leitor haver uma imensa coleção de livros ou apenas poucos exemplares em sua casa, os livros são tesouros de conhecimento que devem ser preservados. Há diversos fatores que devem ser considerados para promover a duração prolongada dos livros.

Por exemplo, é sempre necessário limpar os livros regularmente para remover o excesso de pó. Para isso, segure o livro fechado e limpe as capas e bordas com um pano macio e liso. Aspirar livros com uma escola macia pode também remover com maior eficiência e segurança o livro.

Outro fator importante é deixar os livros sempre na posição vertical para que não caiam ou que não fiquem deformados, nunca deixando inclinado. Coloque um suporte para livros, e os deixe aconchegados sem que fiquem muito apertados, fazendo com que a remoção da prateleira seja facilidade sem que a capa seja danificada.

Capas diferentes e edições especiais

Livro aberto em uma pilha de livros

Mesmo que os títulos e obras permaneçam iguais, as editoras brasileiras e portuguesas costumam criar novas capas para os mesmos textos. A simples razão é que os gostos do mercado são diferentes, que podem variar em relação ao tom de cores, espaçamento entre letras, notas de rodapé ou notas que ficam no final do livro.

Frequentemente, as capas brasileiras preferem cores mais chamativas com um maior espaçamento, mas isso pode variar muito conforme a edição de um determinado livro clássico, pois há leitores que preferem um efeito antigo e tradicional.

Se for apenas a imagem da capa que é diferente (mas não o conteúdo), então é uma nova impressão. No entanto, as edições podem ainda acompanhar algumas diferenças reais de conteúdo entre esta e as edições anteriores, como correções, mudança no estilo da escrita ou até mesmo desenhos.

Escolha o melhor clássico da literatura brasileira de 2022 e envolva-se em histórias maravilhosas!

Livros empilhados e lâmpada

A maioria dos clássicos brasileiros são atemporais, apresentando uma realidade muito palpável da nossa sociedade. A leitura é de fundamental importância para entender a nossa história e cultura, indo muito além da necessidade de leitura para os vestibulares.

Felizmente, os livros acompanham momentos históricos e escolas literárias distintas, o que irá resultar em gêneros e estilos diversos, desde obras com uma narrativa mais misteriosa, como 'Macunaíma' até as mais realistas, como 'Memórias Póstumas de Brás Cubas' ou 'Antes do Baile Verde', variações que podem agradar todo o tipo de leitor.

Além disso, vimos os principais fatores para se escolher o livro, como a quantidade de páginas ideal, que pode ser maior ou menor dependendo do clássico. Agora que você já conferiu a nossa lista de 2022 dos melhores livros clássicos da literatura brasileira, aproveite as nossas dicas para escolher o estilo que mais te agrada e aproveite a leitura!

Autor deste artigo

Estudante de Letras pela Universidade de São Paulo, escritora e revisora.

Palavras-chave relacionadas


Livros

Artigos relacionados


Os 10 melhores livros de Augusto Cury em 2022: Gestão da Emoção, Você é Insubstituível e muito mais!

Os 10 melhores livros de Augusto Cury em 2022: Gestão da Emoção, Você é Insubstituível e muito mais!

Quer ler um livro do Augusto Cury mas não sabe qual comprar? Confira neste artigo os melhores livros deste autor e como escolher a leitura perfeita para você!


Os 10 melhores livros de Nietzsche em 2022: Aurora, Ecche Homo e muito mais!

Os 10 melhores livros de Nietzsche em 2022: Aurora, Ecche Homo e muito mais!

Está indeciso em qual livro do Nietzsche escolher? Veja neste artigo os melhores livros deste autor e saiba como optar pelo melhor exemplar para você!


Os 10 melhores livros de xadrez de 2022: para iniciantes, de aberturas e mais!

Os 10 melhores livros de xadrez de 2022: para iniciantes, de aberturas e mais!

Está em dúvida sobre qual livro de xadrez comprar? Veja a seguir a lista que separamos com os 10 melhores livros de xadrez para você e como escolher o ideal!


Os 10 melhores livros de umbanda de 2022:  Mitologia dos orixás, Doutrina e teologia de umbanda sagrada e muito mais!

Os 10 melhores livros de umbanda de 2022: Mitologia dos orixás, Doutrina e teologia de umbanda sagrada e muito mais!

Pensando em adquirir um livro sobre a umbanda mas não sabe qual escolher? Confira neste artigo as melhores opções e como escolher o mais indicado para você!


Os 10 melhores livros new adult de 2022: Jamie McGuire, Elle Kennedy e muito mais!

Os 10 melhores livros new adult de 2022: Jamie McGuire, Elle Kennedy e muito mais!

Procurando por uma obra New Adult para se aventurar em novas leituras? Então veja neste artigo como escolher o melhor livro New Adult, onde comprar e preços!


Últimos posts


Os 10 melhores iluminadores de 2022: Ruby Rose, Oceáne e muito mais!

Os 10 melhores iluminadores de 2022: Ruby Rose, Oceáne e muito mais!

Procura algo que realce seus traços e garante aquele brilho lindo na pele? Confira neste artigo os melhores iluminadores e como encontrar o perfeito para você!


As 10 melhores espreguiçadeiras de 2022: Mor, Belfix e muito mais!

As 10 melhores espreguiçadeiras de 2022: Mor, Belfix e muito mais!

Você está em busca de relaxamento ao ar livre? A resposta está nas espreguiçadeiras. Conheça neste artigo os principais modelos do mercado e dicas de compra!


As 10 melhores poltronas para leitura de 2022: reclinável, redonda e muito mais!

As 10 melhores poltronas para leitura de 2022: reclinável, redonda e muito mais!

Buscando a poltrona para leitura perfeita? Confira neste artigo as dez melhores poltronas para leitura, como escolher a mais confortável, preços e onde comprar!


Os 10 melhores shampoos sem sal de 2022: Truss, Granado e muito mais!

Os 10 melhores shampoos sem sal de 2022: Truss, Granado e muito mais!

Procura por um cabelo dos sonhos com muito brilho, força e maciez? Então veja neste artigo os melhores shampoos sem sal do mercado e dicas para comprar o ideal!


Os 10 melhores fixadores de cabelo em 2022: CHARMING, Karina e muito mais!

Os 10 melhores fixadores de cabelo em 2022: CHARMING, Karina e muito mais!

Em busca do melhor fixador para o cabelo? Confira neste artigo as principais opções do mercado e dicas infalíveis para escolher o melhor produto.


Palavras do momento

Palavras-chave do momento no PortalVidaLivre


Limpeza Produtos de cozinha Ar e ventilação Cabelo Higiene e saúde