Flores comestíveis: descubra uma lista com diversas espécies e mais!

Flores comestíveis: descubra uma lista com diversas espécies e mais!

Sabia que existem flores comestíveis? Conheça 23 espécies que você pode utilizar para deixar seu prato deslumbrante e delicioso. Confira agora!


Quer incluir flores em sua dieta? Saiba tudo sobre!

Salada de flores comestíveis e com outros ingredientes ao lado.

Bastantes suculentas as flores comestíveis são também alimentos complementam uma dieta sadia. Acrescentar determinadas espécies, no seu almoço, jantar ou lanche, tornará suas refeições mais saudáveis. Graças às vitaminas e minerais que elas contêm, geram inúmeros benefícios adequados ao bem estar do corpo.

Apesar de todas essas qualidades, é importante destacar que os seres humanos não podem comer qualquer tipo de planta. Existem plantas tóxicas ou que mal preparadas causam riscos à saúde. Por essas razões neste texto está uma lista de espécies de flores que você pode comer e dicas de como consumir com segurança. Acompanhe!

Lista de espécies de flores comestíveis

As flores comestíveis servem para fazer chá. Também temperam saladas e sopas. Adicionam cor e sabor a sobremesas. No entanto, ninguém nunca deve experimentar qualquer parte de uma planta sem saber se é seguro. Por isso, abaixo está uma seleção de 23 espécies de flores apropriadas à ingestão para você provar. Confira!

Capuchinha

A planta Capuchinha com flores alaranjadas.

O sabor das flores comestíveis da Capuchinha é ligeiramente picante, parecido com o agrião. Picada bem fina, ela enriquece saladas e dá um toque interessante aos molhos. Basta uma pequena quantidade para o gosto intenso dessa flor aparecer. Esfareladas também podem ser acrescidas a pratos de massas e pizzas.

A Capuchinha é especialmente rica em vitaminas e minerais. Trata-se de um remédio natural que limpa o sangue, pois auxilia na desintoxicação do corpo. Da mesma maneira, estimula o apetite e a digestão, promove a boa circulação e proporciona bem-estar. Um chá feito com farelos dessa espécie protege contra doenças respiratórias.

Hibisco

Flores de Hibisco vermelhas.

A versatilidade das flores comestíveis de Hibisco permite que elas sejam incorporadas em diferentes preparações culinárias como sobremesas, recheios, saladas etc. Um chá frio pode ser utilizado ao fazer todo o tipo de geleia e compota. Além disso, a melhor forma de manter o sabor original é conservar a flor na própria calda.

Essa espécie tem propriedades contra hipertensão, febre e queda de cabelo. Melhora a respiração e a digestão. Possui substâncias anticâncer e benéficas para manter a pele hidratada. No entanto, algumas variedades têm substâncias abortivas, por isso é recomendado que mulheres grávidas não consumam hibisco.

Amor-perfeito

Flores de Amor-perfeito em três tonalidades.

As flores comestíveis do Amor-perfeito têm um gosto suave, semelhante ao da alface. Por esse motivo, são populares em saladas. Elas apetecem como enfeites, em sobremesas, saladas de frutas, sopas e saladas verdes. No glacê, harmonizam perfeitamente com açúcar, e consequentemente benquistas na decoração de pastelaria.

Se você engolir um amor-perfeito, não tem problema, pois possui atributos anti-inflamatórios e emolientes. Isso ajuda no tratamento de inflamações e úlceras pulmonares. Possui também propriedades laxantes, purificantes, antirreumáticas, diuréticas entre outros benefícios.

Áster-da-China

Flores da espécie Áster-da-China na cor rosa.

Embora timidamente consumidas, as flores comestíveis do áster-da-China, quando removido o miolo, adornam lindamente saladas. Na verdade, as raízes da planta fazem parte de várias receitas há séculos na medicina chinesa. Apesar disso, nem todo mundo sabe que as folhas e as flores também integram o alimento.

Cortadas bem finas, as pétalas do áster-da-China oferecem um gosto especial a saladas compostas por pepinos e repolhos. Elas têm uma variedade de tons que ficam ótimos nos pratos. Além do mais, ao absorver essa flor as vitaminas contidas nela deixaram seu corpo mais saudável.

Dente-de-leão

Flores de Dente-de-leão no jardim.

As flores comestíveis do Dente-de-leão dão um excelente chá de ervas. Basta ferver uma a duas colheres de sopa dessa espécie com 150 mililitros de água. Depois desse processo, deve-se deixar descansar por 15 minutos, filtrar e adoçar a gosto. Você pode tomar uma xícara dessa bebida de manhã e outra à noite.

Algumas das razões para experimentar esse chá é que ele contém vitaminas, incluindo folato, riboflavina, piridoxina, niacina e vitaminas E e C. Além disso, há nele numerosos componentes antioxidantes. Curiosamente, possui quatro vezes mais betacarotenos do que brócolis. Em resumo, fará muito bem a sua saúde beber o chá de Dente-de-leão.

Cravina

Já experimentou o trevo da sorte? Se sim, o sabor é parecido. Do contrário, o gosto das flores comestíveis da Cravina pode ser descrito como levemente azedo e adocicado. Elas funcionam como belos adornos e ainda incrementam bolos ou qualquer outra receita que você queira tentar.

Outro modo de utilizar as flores comestíveis dessa espécie é espalhar as pétalas em cremes frios, peixes, sorvetes e sobremesas. Do mesmo jeito, se tornam oportunas ao adicionar cor e sabor a drinks e coquetéis de frutas no verão. Visualmente, a Cravina estimula o apetite em qualquer iguaria que decore.

Violeta

Violetas azuis no jardim.

As flores comestíveis das Violetas na boca despertam uma sensação suave e levemente doce. A flor completa pode compor saladas ou sanduíches. Violetas polvilhadas sobre bolos também dão um ótimo enfeite. Frescas, secas ou esfareladas se destacam na culinária de modo agradável.

Esse tipo de flor foi um dos primeiros a ser agregado à gastronomia. É fácil entender o motivo disso quando você vê uma salada de pepino e alface combinar com Violetas. O mesmo ocorre com frutas como morangos e as pétalas. Ainda há o fato que ela fornece uma grande quantidade de antioxidantes e vitaminas.

Abóbora/abobrinha

Flor amarela de Abobrinha em uma horta orgânica.

Há cada vez mais restaurantes onde é possível saborear o legume e a flor. Eles não integram apenas o acompanhamento, mas também o prato principal. As flores comestíveis cozidas com a própria abóbora e temperos ou recheados com frutos do mar ficam incríveis. Por outro lado, ainda combinam com diversos tipos de vegetais.

Elas contêm antioxidantes, água, fibras, minerais (como potássio), betacaroteno e vitaminas A, B e C. Além disso, dificilmente contêm gordura e calorias. Graças às propriedades diuréticas, as flores comestíveis da abobrinha ajudam a prevenir o envelhecimento das células, eliminam toxinas e facilitam o trânsito intestinal.

Rosa

Rosas vermelhas no jardim.

Surpreso? Existem mais de 200 variedades de flores comestíveis de Rosas. Elas têm várias cores e sabores, do doce ao picante. São usadas principalmente na aromatização de bolos, geleias, molhos, cremes e infusões. Além disso, pode-se decorar, caramelizar ou desidratar as pétalas de Rosa para dar mais sabor aos chás.

Dependendo da classe, é possível ingerir vitaminas C, B, E e K. Rosas, por outro lado, auxiliam no tratamento de infecções oculares e inflamações intestinais e bucais. Os benefícios dessa espécie na alimentação não param por aí. Também fornece elementos úteis que tratam problemas nos rins, úlceras e diarreias.

Agastache

Flores de Agastache lilás no campo.

O Agastache é muito utilizado nas refeições, pois suas flores comestíveis estão envolvidas no preparo de diferentes pratos. Elas aromatizam geleias e em pequenas quantidades incrementam saladas. No entanto, nada impede que você acrescente em chás, sopas e cremes algumas pétalas dessa espécie.

Medicinalmente estão envolvidas na recuperação de desconfortos digestivos, tosses, febres, feridas e diarreia. Tem efeitos muito bons na eliminação de gases e vômitos. Ainda acalmam os sintomas relacionados a deficiências do sistema respiratório. São antioxidantes, refrescantes e sedativas.

Manjericão-de-folha-larga

Manjericão-de-folha-larga na cor branca no jardim.

Não somente as folhas do Manjericão-de-folha-larga estão entre as partes comestíveis. As flores, da mesma maneira, podem ser mastigadas. Elas ficam bonitas e apetitosas tanto em saladas como em chás. Nos molhos pestos aliadas aos tomates criam perfeitamente refeições deliciosas.

Além de ser uma planta digestiva, a flor possui propriedades anti-inflamatórias, antibacterianas e antioxidantes. Trabalha na diminuição da fadiga e da ansiedade. Um chá dessa espécie quando você está resfriado ou com gripe faz muito bem. Se, por outro, seu estômago estiver irritado, tomar esse chá reduzirá o desconforto.

Begônia

Begônias na cor rosa no jardim.

Apenas as flores da Begônia tuberosa híbrida são comestíveis. Ao comer esse alimento uma pessoa deverá notar um gosto ácido, com um toque azedo, parecido com vinagre. Esse sabor fica agridoce em molhos, mas combina bem com frutas como abacate, manga e laranja. Em pratos com peixe, frango e frutos do mar dão um toque especial.

Elas consistem em uma boa fonte de vitaminas, em especial a vitamina C. Graças a isso, estão entre as opções de iguarias que combatem resfriados e gripes. Além disso, faz muitos séculos que se tornaram úteis para prevenir o escorbuto. A Begônia tuberosa híbrida na sua alimentação ainda funciona como antioxidante.

Borragem

Flor de Borragem na cor azul em um jardim.

As flores comestíveis da Borragem parecem frescas, com um gosto adocicado que lembra o pepino. Essa nuance que agrega a comida fica muito apropriada em chás, saladas, sopas ou cremes. Elas costumam acompanhar peixe, marisco e coquetel de gim. Entretanto, estão em doces, geleias, iogurtes, pastelarias e diversas receitas.

Além do uso culinário, as flores comestíveis da Borragem são apreciadas na medicina natural. O chá, com fins terapêuticos, estimula as glândulas suprarrenais. Como xarope aliviam a tosse. Todavia, beneficiam a saúde em geral com taninos, mucilagens, vitamina C e minerais como cálcio ou potássio.

Margarida

Margaridas azuis em um jardim.

Além de serem comestíveis, as flores da Margarida também são saudáveis. No entanto, antes de encher o estômago, há alguns aspectos a se atentar. Quanto mais velhas as flores, mais amargo é o sabor. Você pode comer somente as pétalas. Contudo, cruas ou cozidas ou como adorno de vegetais não deixam de ser uma opção para pôr na mesa.

Essa planta foi integrada à medicina natural há muito tempo, no tratamento de distúrbios do sono e dores de cabeça. Entre outras qualidades, a Margarida contém taninos, além de algumas vitaminas. Isso favorece uma boa digestão e consequentemente, o bem-estar do corpo.

Camomila

Flores de Camomila brancas em um jardim.

É agradável mastigar as pétalas das flores da Camomila. Além de comestíveis, elas têm as mesmas propriedades nutritivas que o miolo da flor possui. O ideal é polvilhar as pétalas em sopas e saladas, mas a inovação permite que se faça isso com qualquer outro prato. Experimente misturar no leite para fazer pão-de-ló com mel, por exemplo.

As pétalas podem ser absorvidas frescas ou secas e fazem um chá incrivelmente bom, que tem um gosto vago de maçã. Aliás, esse chá se tornou conhecido pelos seus grandes efeitos na saúde. Em geral, possui propriedades anti-inflamatórias e antiespasmódicas. Assim, acalma o sistema nervoso e ajuda a adormecer.

Cerefólio

Flores de Cerefólio orgânicas crescendo no jardim.

O Cerefólio produz pequenas flores brancas comestíveis. O gosto consiste em uma mistura de salsa e erva-doce. O aroma da flor e das folhas da planta é bastante volátil. Portanto, se recomenda colocar a flor do Cerefólio no final da preparação. O calor diminui esse perfume e também o sabor intenso.

Quanto ao seu uso culinário, é tão amplo quanto o da salsa. Quando adicionadas à alimentação essa espécie oferece um teor maior de vitaminas e minerais. Além disso, causa um efeito diurético que reduz a retenção de líquido. Ela estimula o apetite, mas facilita a digestão.

Chicória

Flores de Chicória azul em um prado.

Na época da segunda guerra mundial na Europa, as raízes da Chicória foram usadas como substituto do pó de café. As flores, que da mesma maneira, são comestíveis podem ser utilizadas assim. No entanto, a degustação desse “café” será mais suave, já que a Chicória não possui cafeína.

Essa bebida tem um gosto mais amargo, contudo, faz bem ao sistema nervoso. Outro modo de incluir essa espécie na dieta é através de saladas ou enfeites de pratos. As flores comestíveis da Chicória têm cor azul ou violeta, e algumas raras vezes, têm pétalas brancas que decoram lindamente bolos ou outra comida que você preferir.

Centaurea Cyanus

Flores de Centaurea Cyanus em duas tonalidadas.

As flores da Centaurea Cyanus na boca traz uma sensação ligeiramente adocicada e picante, semelhante ao do cravo. Elas servem para decorar muffins ou doces semelhantes. Além disso, temperam e dão cor a alimentos como pão, queijos, saladas, sorvetes entre outras coisas.

O consumo é aconselhável, pois essa espécie contém ingredientes importantes como taninos, mucilagens, laxantes e diuréticos. Assim, consegue prover uma boa absorção de nutrientes que o organismo necessita. Além do mais, a planta tem efeito positivo no tratamento de úlceras, conjuntivites, aftas e ferimentos.

Alcea

Flores de Alcea na cor rosa em um jardim.

O gosto é suave e de vegetal. Por isso, as flores comestíveis da Alcea ou Malva-rosa acompanham muitas refeições, mas o melhor atributo delas fica no visual. A grandiosidade dessa espécie leva a decoração dos pratos a outro nível. Fora isso, você ainda pode preparar um chá e se beneficiar com as qualidades da planta.

A flor da Alcea tem diversas vitaminas como A, B, C e E. As fibras, tão benéficas ao organismo, também fazem parte dessa espécie. É por isso que a Alcea tem propriedades que ajudam no tratamento de inflamações do aparelho digestivo, tosse e sintomas da asma, infecções respiratórias e inflamação de mucosas em geral.

Laranja bergamota

Frutas e flores de laranjeira trifoliada.

As flores da Laranja bergamota não são exatamente comestíveis. Assim, como as folhas, elas secretam um óleo que pode ser ingerido. Portanto, as flores decoram saladas, bolos, massas, doces etc. O óleo de bergamota pode ser encontrado em comidas, de bolos e doces a coquetéis e chás.

Produtos de beleza, da mesma maneira, incluem esse óleo devido aos benefícios que oferece. Ele é capaz de reduzir estresse, ansiedade e tratar a acne. Além disso, a própria fruta apresenta inúmeros efeitos positivos na saúde. A Laranja bergamota fortalece os ossos, alivia depressão, regenera o colágeno e muito mais.

Tagetes

Flor de Tagetes na cor alaranjada em um jardim.

Apenas as pétalas consistem em partes comestíveis das Tagetes. Elas incrementam principalmente carpaccios, sobremesas e saladas. Fazendo uso da beleza dessas flores, você consegue montar uma vasta e variada quantidade de pratos, desde saladas e sopas até sobremesas e lanches.

Elas possuem alto teor nutritivo, pois contém componentes importantes para atividades antimicrobiana, antifúngica, anticâncer e antioxidante. Os pigmentos coloridos nas cores laranja e amarelo brilhante das flores carregam carotenoide luteína. Isso ajuda a neutralizar os radicais livres nocivos que causam doenças.

Nasturtium

Flor de Nasturtium na cor laranja em um jardim.

As flores comestíveis do Agrião tem sabor suave, perfumado e iluminam qualquer salada. Servidas com azeite, camarões ou amêndoas cruas tornam a refeição magnífica. Cozidas ou cruas, como as outras partes desse vegetal, ficam bem em sopas e cremes. Aliás, as flores não devem ser removidas quando você refogar o agrião.

A planta como um todo ajuda a tratar problemas respiratórios. Por isso, o consumo do chá ocorre quando alguém tem tosse ou resfriado. Também é indicado para hipertensão e arteriosclerose devido ao seu alto teor de iodo. Além do mais, essa espécie possui muita vitamina C, cálcio, potássio e uma boa quantidade de minerais.

Girassol

Girassóis amarelos em um campo.

Normalmente a parte mais utilizada da planta corresponde às sementes. A ingestão é feita através de saladas como lanche saudável junto com massas e arroz. Fora isso, há o consumo de óleos derivados do girassol. No entanto, as flores também são comestíveis e combinam bem com vegetais, chás, frituras e decoração.

Você pode comer as pétalas e o miolo cozidos no vapor da mesma forma que uma alcachofra. As flores de girassol detêm quantidades elevadas de vitamina E e antioxidante. Reforçam o combate de doenças cardiovasculares, alguns tipos de câncer e complicações do diabetes.

Dicas de consumo

Criança colhendo e comendo flores comestíveis.

Antes de encher o prato com porções de flores, é importante seguir algumas recomendações para uma degustação segura. Como ocorre com qualquer vegetal, saber a origem e manter a correta higiene evita intoxicações e outros problemas. Por isso, na sequência estão orientações de como ingerir flores comestíveis:

Tome cuidado com a toxicidade

Nem todas as flores são comestíveis. Então, nunca coma uma flor sem ter certeza de que se trata de uma espécie adequada à alimentação. As crianças também devem ser orientadas sobre o que pode ou não comer. Além disso, mantenha plantas não apropriadas ao consumo longe de animais domésticos.

Outra questão é que flores comestíveis podem conter agrotóxicos oriundos do cultivo e que fazem mal à saúde. Se forem consumidos em excesso levam a sérios problemas. Um cuidado a mais deve ser com as partes da planta. No geral, as pétalas podem ser ingeridas, mas não os estames (hastes do miolo) e pistilos (pequenas folhas na base).

Não coma flores de floriculturas

Não coma flores provenientes de floristas, pois no cultivo recebem bastantes aditivos e pesticidas. Uma grande quantidade de agrotóxicos faz com que as pétalas durem mais, com boa cor e aparência. No entanto, são tóxicos para o consumo. As flores comestíveis devem ser desprovidas de fertilizantes ou inseticidas.

Apenas flores cultivadas organicamente podem ser comidas. Aliás, todas as espécies mencionadas nesse texto se desenvolvem em vasos e jardins. A maioria delas, em condições especiais, aparece praticamente o ano todo. No geral, ao cultivá-las é preciso simplesmente fornecer um pouco de sol, solo apropriado e regar quando necessário.

Tome cuidado com a alergia

Seu corpo apresentará irritações ou alergias, apenas se houver uma imensa ingestão de pétalas. Portanto, sempre coma com moderação. Gradualmente, inclua as flores comestíveis na sua alimentação e previna possíveis desconfortos ou alergias. Principalmente se você for alérgico a pólen.

O pólen se refere a uma substância que as flores secretam no processo de reprodução. No entanto, essas partículas é uma das matérias que mais produz alergias. Por isso, quem sofre de alergia a determinado tipo de pólen deve dispensar o consumo das flores associadas a essa variedade também.

Sempre lave bem as flores antes de consumir

Manter as flores em bom estado até o consumo é fundamental, mas se trata de um desafio que inquieta os produtores. Para resolver isso, eles utilizam pequenos recipientes plásticos rígidos que as protegem de todos os processos do manuseio, desde a coleta até o destino ao consumidor. Na temperatura de 4ºC.

Então, na sua casa lave as flores comestíveis em água corrente sem esfregar, assim não estraga as pétalas. Após a lavagem, escorra delicadamente e seque com papel toalha. Elimine pistilos e estames. Caso não vá saborear na hora, mantenha as flores na geladeira por no máximo uma semana.

Aproveite as dicas e decore suas refeições com as flores comestíveis!

Homem finalizando o prato com flores comestíveis.

Agora você já sabe que as flores no prato nem sempre fazem parte da decoração. Assim, conforme a estação do ano é possível variar as espécies que vão estar na sua receita. Há muitas opções que destacam pelo sabor. A única precaução que se deve manter corresponde a procurar flores específicas para consumo humano.

Já que as de floristas costumam ser carregadas de pesticidas. O melhor é cultivar suas próprias plantas e colher toda vez que for incluir a flor em alguma receita. As flores comestíveis são compostas principalmente por água e contêm vários nutrientes. Isso faz delas alimentos perfeitos para reforçar a sua boa saúde, então experimente!

Autor deste artigo

É bom viver... Eu me interesso por tudo que faça a vida ser melhor.
A principal delas é a escrita que oferece muita alegria com poucos recursos.

Últimos posts


Os 10 melhores iluminadores de 2022: Ruby Rose, Oceáne e muito mais!

Os 10 melhores iluminadores de 2022: Ruby Rose, Oceáne e muito mais!

Procura algo que realce seus traços e garante aquele brilho lindo na pele? Confira neste artigo os melhores iluminadores e como encontrar o perfeito para você!


As 10 melhores espreguiçadeiras de 2022: Mor, Belfix e muito mais!

As 10 melhores espreguiçadeiras de 2022: Mor, Belfix e muito mais!

Você está em busca de relaxamento ao ar livre? A resposta está nas espreguiçadeiras. Conheça neste artigo os principais modelos do mercado e dicas de compra!


As 10 melhores poltronas para leitura de 2022: reclinável, redonda e muito mais!

As 10 melhores poltronas para leitura de 2022: reclinável, redonda e muito mais!

Buscando a poltrona para leitura perfeita? Confira neste artigo as dez melhores poltronas para leitura, como escolher a mais confortável, preços e onde comprar!


Os 10 melhores shampoos sem sal de 2022: Truss, Granado e muito mais!

Os 10 melhores shampoos sem sal de 2022: Truss, Granado e muito mais!

Procura por um cabelo dos sonhos com muito brilho, força e maciez? Então veja neste artigo os melhores shampoos sem sal do mercado e dicas para comprar o ideal!


Os 10 melhores fixadores de cabelo em 2022: CHARMING, Karina e muito mais!

Os 10 melhores fixadores de cabelo em 2022: CHARMING, Karina e muito mais!

Em busca do melhor fixador para o cabelo? Confira neste artigo as principais opções do mercado e dicas infalíveis para escolher o melhor produto.


Palavras do momento

Palavras-chave do momento no PortalVidaLivre


Limpeza Produtos de cozinha Ar e ventilação Cabelo Higiene e saúde