Peixe robalo: espécies, hábitos, equipamentos para pesca, dicas e mais!

Peixe robalo: espécies, hábitos, equipamentos para pesca, dicas e mais!

Descubra neste artigo técnicas de como pescar, curiosidades e mais informações sobre o peixe robalo, um dos peixes mais temidos pelos pescadores. Confira agora!


Robalo: um peixe bom de briga

Peixe robalo perseguindo uma isca de pesca no oceano.

O robalo certamente é um dos peixes favoritos entre os pescadores e velejadores costeiros, ele é uma espécie relativamente agressiva que costuma patrulhar as águas costeiras mais rasas, os estuários e as lagoas com água salgada. Através de canais e riachos ele consegue chegar ao rios e tolerando a água doce por um longo período de tempo.

Tecnicamente falando, há uma dezena de espécies distintas de robalos que habitam águas tropicais e subtropicais nas Américas, seis no Atlântico e seis no Pacífico. Ele geralmente é muito fácil de ser identificado, pois possui uma mandíbula bem pronunciada.

Devido ao excesso da sua pesca, as populações desta espécie são controladas por órgãos ambientais. Assim fique de olho nas regras de pesca da sua região. Você aprenderá a seguir todos os detalhes sobre este peixe incrível!

Saiba os equipamentos e como usá-los durante a pesca do robalo

Equipamentos de pesca sobre a madeira rústica.

O robalo é um peixe desafiador e muito bom de briga, você precisará de equipamentos detalhados e de dicas bem específicas para conseguir pegar este peixe lutador. Você aprenderá a seguir, sobre todos os equipamentos necessários na pesca do robalo.

Libragem da linha para o robalo

O robalo é um peixe que contem muitas subespécies, assim os equipamentos podem variar. Um exemplo é na libragem da linha, para pescar um robalo-peva você precisará utilizar uma libragem entre 10 e 17.

Pois este peixe não passa dos quatro quilos, mas para peixes mais pesados, como o robalo-flecha, a libragem deve ser de até 30 libras. Na região costeira é onde costumam ficar os maiores peixes, então é indicado utilizar linhas mais grossas, uma libragem entre 35 e 40 irá lhe garantir êxito na pescaria.

Iscas vivas e artificiais para o robalo

Os pescadores que pretendem se aventurar na pesca do robalo podem usar iscas naturais ou artificiais. As opções para iscas naturais são muito diversas, você pode utilizar o camarão vivo, majuba, lambari, mamarreis e o barrigudinho.

Caso a opção sejam as iscas artificiais, as mais indicadas são as plugs de fundo, popper, jig, crnak bait, stick ou zara, dependendo da atividade do peixe, ou seja, se ele fica mais no fundo ou na superfície. As cores das iscas também são importantes na hora da pescaria, caso a água esteja mais clara escolha iscas de cores mais suaves, já nas águas turvas utilize as cores fortes.

Um aspecto interessante é que o robalo pode ser cheio de detalhes na hora de fisgar, ele tem preferências, assim em dias que a maré está variando demais, você deve levar diversos tamanhos de isca. Dessa forma ficará precavido e poderá ir testando as iscas.

Varas para o robalo

A vara para pescar o robalo vai ser a de ação média de 5,8 a 7 pés. A linha da vara irá variar conforme a escolha da isca e também o ambiente em que será realizada a pesca, ela pode ser então de monofilamento ou multifilamento. No molinete utilize os modelos que possam comportar mais de 100 metros de linhas.

Um equipamento fundamental para a pesca do robalo é o líder, pois ele dará uma maior resistência a linha quando ela esbarrar em pedras e outros obstáculos que podem estar presentes na costa. O ideal é que o líder tenha uma espessura entre 0,62 e 0,68 milímetros e que seja de fluorcarbono.

Use o Jig head

Para pesca do robalo é sempre indicado usar o jig head, pois com ele não será necessário usar a chumbada e ainda ajudará quando a isca descer para o fundo. Quando a maré está mais baixa, tendo uma profundidade de cerca de 6 metros.

Um jig head de até 6 gramas deve ser usado, pois ele chegará ao fundo com mais facilidade. Agora se ocorrer de a isca demorar a chegar ao fundo, pode utilizar o jig head de 8 ou 10 gramas. Como a maré vai aumentando, fique de olho e vá mudando o tamanho do jig head.

Como se vestir para pescar o robalo

Você vai precisar de um vestuário adequado para a pesca do robalo, como ele aparece nos dias quentes, garanta que esteja vestido com roupas confortáveis e que também ofereçam proteção para a pele, devido ao Sol.

As camisas mais utilizadas são aquelas com o tecido dry, pois ajudam na circulação do ar, o que fará com que a temperatura do corpo diminua. Elas precisam ter proteção ultravioleta para minimizar os danos do Sol.

Para atrair atenção do robalo

A pesca do robalo pode ser muito emocionante, pois ele proporciona uma briga sensacional assim como outros peixes famosos como a Trairá e o Tucunaré, mas existem alguns detalhes que podem atraí-lo mais facilmente. Um deles é a isca natural.

Os robalos não resistem ao seu alimento favorito, o camarão, mas lembre-se de que o camarão precisa estar vivo, caso seja isca natural morta não irá adiantar. Você pode utilizar uma boia de varejo com um grande chicote e deixar o camarão há uns 3 metros da boia, se tiver robalos na água, certamente eles serão atraídos.

Épocas para pescar o robalo

As melhores marés para se pescar o robalo serão aquelas que estarão ocorrendo, enchente ou vazante, pois nessas condições o fundo do mar terá movimentos bem mais intensos deixando a pescaria mais apropriada.

Como as marés são influenciadas pela lua, a lua minguante e crescente são as melhores luas para se pescar o robalo. Durante o ano o período de alta irá ocorrer entre os meses de novembro e dezembro, geralmente de abril a setembro será um período com um baixo número de capturas de robalo.

Sobre o peixe robalo

Peixe robalo próximo de raízes de plantas aquáticas.

O robalo pertence ao gênero Centropomus e dentro deste há várias outras espécies de robalo. Ele pode ser popularmente chamado de robalão, robalo-estoque, rolão, robalo-branco, robalo-bicudo, camuri, entre outros nomes.

Por ter uma grande distribuição, dos Estados Unidos até o Sul do Brasil, pode ter muitos nomes e formas de ser chamado. Ele é muito apreciado na pesca esportiva, a seguir você verá mais informações sobre as principais características do robalo e seus hábitos.

Características do robalo

O robalo é conhecido pela sua mandíbula bem pronunciada e também por uma linha lateral preta escura. Suas cores do dorso e dos flancos podem variar um pouco do dourado ou prateado ao arenoso ou ao verde oliva.

Suas nadadeiras dorsais, parte anterior da nadadeira anal e o lobo inferior da nadadeira caudal podem ser mais enegrecidos. Seu corpo é longo medindo cerca de 1,50 metros de comprimento podendo pesar até 25 kg. Perto da cabeça possui guelras muito afiadas, por isso deve-se ter cuidado ao manusear o peixe.

Hábitos do robalo

Os robalos são conhecidos por serem predadores agressivos por isso são muito procurados pelos pescadores. Sua alimentação é baseada em caranguejos, camarões, crustáceos e algumas forragens do fundo aquático, pode vir a se alimentar de pequenos peixes, mas seu alimento preferido é o camarão.

A reprodução do robalo irá acontecer nos meses quentes, pois ele fará a desova no verão em regiões de águas mais frias, e durante o ano pode ocorrer em locais mais quentes. O robalo costuma atingir a maturidade sexual aos 2 anos, e a fêmea aos três.

Regiões do Brasil onde encontramos o robalo

Ele pode ser encontrado em águas salgadas e salobras de toda a costa brasileira, além de rios e canais, pois é onde procura suas presas. Ele prefere viver nas águas costeiras e estuários, mas também pode ser encontrado nas partes mais altos dos rios e manguezais.

Na costa do Nordeste brasileiro é muito comum encontrar os maiores robalos do país, tanto em peso quanto em tamanho, mas como está presente em toda a costa pode ser visto nos estados do Norte e em estados do Sul.

Lei de pesca

No Brasil a pesca do robalo é regulamentada pelo IBAMA pela portaria n°49-N, feita em 13 de maio de 1992. Esta portaria estipula o período em que a pesca esportiva deve ser realizada. Segundo a lei o período em que não deve ser feita a captura nos estados do Espírito Santo e Bahia, são do dia 15 de maio a 31 de julho.

Se você for pescar em outros estados deve ficar atento as leis de cada um, no Paraná por exemplo há uma limitação de tamanhos a serem permitidos, os pescadores devem respeitar o tamanho de 40 a 50 centímetros para a espécie de robalo-peva.

Em alguns estados é possível que a pesca esportiva seja proibida nos meses de reprodução da espécie, novembro e dezembro. Por isso você deve se informar bem sobre a legislação da região em que irá pescar.

Para criar robalo

Com o avanço das técnicas de reprodução e larvicultura hoje é possível a criação do robalo em cativeiro. Caso você queira criar robalos as espécies que se destacam são o robalo-flecha e o robalo-peva, este último é o que se tem mais conhecimento sobre a criação e produção de alevinos.

Para que o robalo consiga sobreviver o ambiente deve ser bem equilibrado. Ele consegue tolerar uma grande variação de temperatura, de 10 °C a 35 °C, mas se a temperatura for abaixo de 20 °C pode ser que ele coma pouco e não cresça muito.

O pH da água deve ser entre 7 e 9, pois assim fica semelhante ao pH da água do mar, que é 8. Além disso, a água deve bem oxigenada, contendo de 2 a 5 miligramas de oxigênio por litro.

O robalo pode ser criado dentro de tanques escavados, represas e açudes. Uma boa opção com profundidade adequada, são os tanques-redes de 3 metros, é importante verificar de que o tamanho da malha não deixe o peixe preso, pois já que a cabeça do robalo é pontuda ele pode se enroscar com facilidade.

Para que eles se acostumem com o ambiente e caso a área seja muito grande, é bom deixá-los concentrados em um cercado por um a três meses, fornecendo alimentação e ir liberando-os aos poucos. Deve-se certificar de que não há outros predadores maiores que o robalo no local.

A alimentação no cativeiro deve ser feita com rações formuladas para carnívoros, como truta ou beijupirá. Já que os machos e fêmeas demoram quase 3 anos para atingir a idade reprodutiva, a estimulação é feita com hormônios.

Espécies de robalo

O gênero Centropomus possui muitas espécies de robalos, ao todo são 12 integrantes do gênero e quase a metade pode ser localizada ao longo da costa brasileira. Os tipos de robalo mais comuns são o robalo-peva e o robalo-flecha, verá as principais características de cada um a seguir.

Centropomus undecimalis

O Centropomus undecimalis é o famoso robalo-flecha, ele é a maior espécie da família dos robalos podendo chegar a 1,2 metros e pesar até 25 kg. Possui uma coloração acinzentada no dorso e esbranquiçada no ventre, pode apresentar reflexos esverdeados.

Sua característica marcante é a linha negra que se estende ao longo do seu corpo até o final da nadadeira caudal. O robalo-flecha é capaz de tolerar águas com uma grande salinidade e viver em estuários com pouca renovação de água, sendo resistente as mudanças de ambiente.

Centropomus paralellus

O Centropomus paralellus é o robalo-peva, ele é um peixe menor, medindo geralmente 25 centímetros, mas pode atingir 72 centímetros. O peso máximo encontrado foi de até 5 kg, bem menos do que o peixe-peva.

Assim como as outras espécies de robalo, ele possui a cabeça grande com um focinho bem pronunciado e os olhos grandes posicionados lateralmente. O corpo possui uma coloração castanha amarelada a um verde acastanhado.

Possui um brilho prateado nas laterais e na barriga e a linha escura ao longo do corpo. O peixe-peva também pode tolerar grandes salinidades e pode ser encontrado em água salobra, doce e marinha.

Ele vive em muitos tipos de habitats costeiros, mas é visto com mais frequência em regiões de água doce. Um fato bem interessante do robalo-peva é que ele é uma espécie protândrica, o que significa que alguns dos machos podem mudar de sexo, se tornando fêmeas se necessário.

Receitas com o robalo

Robalo frito com aipo em um prato branco sobre uma tábua de madeira.

Além de serem muito requisitados na pesca esportiva, os robalos também são destaques na culinária e ele é um dos peixes mais caros dentre os que tem carne branca. A sua textura e sabor são inigualáveis, e apresenta nutrientes importantes para uma alimentação saudável. Confira dicas de pratos deliciosos, que você pode fazer com o robalo!

Robalo assado

Uma das receitas mais simples e deliciosas de se fazer com o robalo assado. Caso você não queria assar no forno, não tem problema, ele pode ser assado na churrasqueira. Como ele tem um sabor suave e único, cuide na hora de temperar.

Durante o preparo você pode utilizar sal, pimenta, alecrim e ainda se quiser colocar alguns legumes, é uma ótima opção. Na churrasqueira ele fica pronto bem rápido, é só colocá-lo a uma distância de 40 centímetros da brasa e assar 10 minutos de cada lado.

Moqueca de robalo

Uma bela de uma moqueca não tem como resistir, ainda mais que ela pode ser feita com o robalo. O prato é carregado de muito pimentão, cebola, tomate, pimenta e óleo de dendê. Por ser um prato forte, o robalo irá trazer mais sutileza e suavidade. O melhor de tudo é que esse prato fica pronto rápido, após dourar as cebolas e adicionar os ingredientes, em 10 minutos você terá a sua moqueca de robalo.

Robalo frito

O robalo frito também é uma ótima opção se você quer praticidade na hora de cozinhar, pois basta temperar o peixe, preferencialmente com suco de limão e uma pimentinha, passar ele na farinha e fritar em óleo.

Pode ser servido como petisco e se quiser pode adicionar rodelas de cebolas fritas, batata palha ou até salsinha frita. Uma saladinha também pode ser um ótimo acompanhamento, para equilibrar já que o prato é uma fritura.

Robalo no forno

O robalo no forno é uma maneira eficiente de ressaltar o sabor da carne, ele pode ser feito em uma assadeira. O indicado é que ele fique marinando por um tempo no suco de limão, pois o cítrico combina muito com a carne do robalo.

O seu cozimento deve ser um pouco mais lento do que o dos outros preparos, ele deve assar por uns 30 minutos a 180 °C. Para você saber se ele já está pronto basta colocar um palito em sua parte mais alta, caso não haja resistência o peixe estará pronto.

Vença a briga contra o peixe robalo!

Peixe robalo no anzol em uma água esverdeada.

O peixe robalo é realmente fascinante e você pode encontrá-lo com muita facilidade por toda a costa do litoral brasileiro. A sua carne tem um valor comercial bem elevado, já que possui sabor único e ótimos índices nutricionais, assim, se for muito difícil de comprá-lo você poderá se aventurar pescando-o.

Aqui você obteve todas as informações necessárias para obter sucesso na pescaria do robalo, um dos peixes mais apreciados na pesca esportiva, pois faz com que a caçada seja muito emocionante. Seguindo todas as dicas certamente você terá sucesso nesta briga contra o peixe robalo.

Autor deste artigo

Bióloga, professora e mestranda em Bioquímica. Apaixonada pela Biologia e pelo universo das letras.

Últimos posts


Plantas com significado espiritual: veja quais são e sua simbologia!

Plantas com significado espiritual: veja quais são e sua simbologia!

Veja aqui as opções de plantas para purificar o ar, recarregar energias e evitar o mau-olhado! Conheça ainda, dicas de cuidados com as plantas espirituais.


Os 10 Melhores Hidratantes Corporais de 2022: Neutrogena, Nivea muito mais!

Os 10 Melhores Hidratantes Corporais de 2022: Neutrogena, Nivea muito mais!

Em busca do produto ideal para hidratar seu corpo? Neste artigo, apresentamos os 10 melhores hidratantes corporais de 2022, como escolher e onde comprar!


As 10 Melhores Marcas de TV de 2022: LG, Samsung, Philips e mais!

As 10 Melhores Marcas de TV de 2022: LG, Samsung, Philips e mais!

Escolher a melhor televisão para a sua casa pode não ser uma tarefa fácil. Então confira aqui dicas de como escolher e veja as 10 melhores marcas de TV de 2022!


Os 10 Melhores Cursos de Trader de 2022!

Os 10 Melhores Cursos de Trader de 2022!

Procurando o melhor curso de trader de 2022? Confira neste artigo as 10 melhores opções do ano e dicas imperdíveis para fazer a melhor escolha para você!


Como desentupir pia de cozinha de maneira fácil: com arame, sal e mais!

Como desentupir pia de cozinha de maneira fácil: com arame, sal e mais!

Pia da cozinha entupida? Aprenda a resolver com dicas e técnicas bem simples e também como evitar que aconteça de novo.


Palavras do momento

Palavras-chave do momento no PortalVidaLivre


Perfume Ar e ventilação Internet e Conexão Treinos