Livistona chinensis: como cuidar desta palmeira, significado e mais!

Livistona chinensis: como cuidar desta palmeira, significado e mais!

A palmeira-leque da China é considerada uma rainha entre as palmeiras. Confira a seguir as principais características, cuidados com o cultivo e curiosidades.


Significado da palmeira Livistona chinensis

Uma Palmeira-leque com folhagens exuberantes em um jardim .

A Livistona chinensis é conhecida como a palmeira leque da china ou como a palmeira chinesa, devido ao formato de suas folhas, outro nome comum é o de palma da fonte, devido à forma como suas folhas ficam arqueadas e derramam para baixo a água como uma fonte.

Ela é uma planta lindíssima para ser usada em jardins tropicais e mediterrâneos, mas você também pode cultivá-la em vasos e estufas desde que ela tenhas condições apropriadas para seu crescimento.

A Livistona chinensis tem um crescimento lento por isso deve-se ter paciência, mas em cerca de uma década, seu único tronco esguio terá crescido o suficiente para ser classificado como uma árvore.

Além disso, as palmeiras-leque podem viver por aproximadamente 40 anos, então por muito tempo você terá essa linda palmeira embelezando o seu jardim. A seguir, aprenda como plantar e cultivar a Livistona chinensis.

Informações básicas da Livistona chinensis

Grandes árvores de Livistona chinensis.


Nome científicoLivistona chinensis
Outros nomesPalmeira-leque chinesa e palmeira-fonte
OrigemÁsia
Porte4 a 10 metros
Ciclo de vidaPerene
FloraçãoPrimavera e verão
Clima

Subtropical e tropical


A Livistona chinensis é uma planta muito versátil para o paisagismo, as mudas mais jovens tem uma estrutura escultural e magnífica, elas podem ser usadas isoladas ou em jardins e vasos para decoração de interiores.

Quando adulta é uma palmeira bela e de um tamanho razoável, com o seu crescimento lento pode atingir de 4 a 10 metros de altura e seu diâmetro pode variar entre 20 e 30 centímetros. Com origem nos países asiáticos, sendo mais encontrada em países como China, Taiwan, Japão, Ilhas Ryuky e Bonin.

A Livistona chinensis é muito apreciada em todo o mundo, em regiões dando um ar exótico a todos os jardins e ambientes de interior onde se encontra. É uma planta bastante resistente e agressiva, pois ela tem um aspecto mais solitário, não aceitando outras plantas muito perto de si.

Ela pode ser considerada invasiva em alguns países, pois acaba se distribuindo facilmente e ocupando o lugar de outras espécies. A Livistona chinensis pode auxiliar na purificação do ar, pois em seu interior ela consegue filtrar partículas tóxicas como o monóxido de carbono do ambiente, benzeno e formaldeído.

Como cuidar da Livistona chinensis

Mãos segurando uma pequena palmeira em um saco, apontado para o alto.

As palmeiras-leque da China são bastante resistentes e não são muito exigentes em relação às condições de cultivo, o que as torna uma boa escolha para jardineiros iniciantes. Ainda assim, é importante fornecer a quantidade certa de luz, calor e água, para que ela cresça de forma saudável. Você aprenderá todas as técnicas e dicas para cuidar da sua Livistona chinensis.

Luz solar para Livistona chinensis

A Livistona chinensis cresce melhor em pleno sol ou em sombra parcial, o que significa que ela precisa de pelo menos seis a oito horas de luz solar direta na maioria dos dias. As palmeiras jovens preferem ter alguma sombra, especialmente do sol quente da tarde, pois o calor excessivo pode danificá-la.

Dentro de casa, essas palmeiras devem ficar localizadas em uma uma janela que contenha bastante luminosidade. O indicado é que ela possa pegar bastante o Sol da manhã, pois é o horário onde o Sol está forte mas não com um calor extremo ao ponto de danificar as folhas.

O melhor solo e PH para Livistona chinensis

A palmeira-leque da China pode tolerar uma variedade de tipos de solo, incluindo areia e argila, se houver uma boa drenagem. Eles prosperam em um solo argiloso rico com um pH de solo ligeiramente ácido a neutro. Para plantas cultivadas em vasos, você deve usar uma mistura de envasamento de qualidade feita especialmente para palmeiras.

Como regar a Livistona chinensis

A Livistona chinensis prefere o solo levemente úmido, mas não encharcado. A rega excessiva pode causar apodrecimento da raiz e outras doenças, que podem acabar matando a planta. As palmeiras-leque da China adultas podem ter alguma tolerância à seca, mas você deve regá-las durante períodos de seca ou quando o clima estiver muito quente.

Durante os meses de inverno, deixe o solo secar para as plantas cultivadas em vasos, porque a palmeira não está crescendo ativamente. Aumente a água durante a primavera, verão e outono.

Temperatura e umidade ideais para Livistona chinensis

A Livistona chinensis, diferente de outras espécies de palmeiras, têm alguma resistência ao frio e à geada. Elas podem sobreviver a temperaturas tão baixas quanto -5 a -10 graus Celsius, embora isso provavelmente danifique algumas folhas.

Elas prosperam em clima quente e úmido. Para aumentar a umidade e evitar que a folhagem resseque, borrife regularmente água nas folhas da palmeira. Dentro de casa, proteja a palmeira de correntes de ar, bem como do fluxo de ar das aberturas de aquecimento e ar condicionado.

Fertilização da Livistona chinensis

Um solo fértil irá promover um crescimento mais rápido e saudável para a Livistona chinensis. Você pode aplicar um fertilizante de palmeiras no final do inverno ao início do outono, seguindo as instruções do rótulo.

Como podar a Livistona chinensis

As folhas da palmeira normalmente não requerem muita poda. Elas desenvolverão sua forma em cascata por conta própria. No entanto, para manter sua folha com aparência limpa, é uma boa ideia podar as folhas mortas na parte inferior da coroa uma vez por ano ou quantas vezes você desejar.

Espere até que as folhas estejam totalmente marrons antes de removê-las, porque as folhas que estão em processo de depreciação ainda fornecem nutrientes para a planta.

Plantio e replantio da Livistona chinensis

Se você quiser cultivar sua palma em um recipiente, selecione um vaso um pouco maior do que a raiz da planta. O pote também deve ter orifícios de drenagem amplos. Um vaso de argila não vidrado é ideal porque permitirá que o excesso de umidade escape pelas paredes e pelos orifícios de drenagem.

Você não precisará envasar novamente a Livistona Chinensis com frequência, o que é ideal porque suas raízes são frágeis e podem ser facilmente danificadas no processo. Você saberá que é hora de um recipiente maior quando vir raízes crescendo fora dos orifícios de drenagem e acima da linha do solo.

Quando isso ocorrer, selecione um vaso maior que forneça mais espaço para de raiz. Gentilmente, retire a raiz da palma de seu recipiente antigo e plante-a na mesma profundidade no novo. Encha ao redor com mistura de envasamento de palma fresco e firma o solo. Em seguida, regue a Livistona chinensis completamente.

Distanciamento entre plantas e paredes

Por ser uma planta de porte médio, mas que pode atingir grandes alturas é indicado manter uma distância segura entre outras plantas, ou dependendo da onde você for colocá-la. A distância entre outras plantas e paredes recomendável é de 1.2 a 1.8 metros, mas claro que você deve avaliar e verificar se está é uma boa distância.

Doenças comuns da Livistona chinensis

As doenças mais comuns nas palmeiras-leque da China são as doenças fúngicas, que irão acometer as folhas e geralmente ocorrem nas mudas. Os fungos famosos que causam doenças fúngicas foliares são a antracnose (Colletrotrichum gloeosporioides), Cladosporium sp e Curvularia spp.

Estes fungos irão aparecer na sua Livistona chinensi caso a umidade esteja excessiva ou as regas estão muito abundantes, os fungos amam a umidade, então quando ela é extrema certamente eles atacarão. Para controle dos fungos da parte aérea da planta, é recomendado a poda das folhas afetadas e sua retirada do local de plantio, pois assim estará eliminando a fonte de contaminação.

Ainda, alguns insetos podem atingir a Livistona chinensis, para evitar o uso de inseticidas que possam causa malefícios para a planta, pode ser usado o produto que é feito a base de uma bactéria denominada Bacillus Thuringiensis, este inseticida é biológico e não causará danos. Ele pode ser diluído na água e pulverizada na copa e folhas das palmeiras, preferencialmente no período do fim da tarde.

Características e curiosidades da Livistona chinensis

Flores na coloração amarela da Livistona chinensis.

Até agora você conferiu todas as etapas de como cuidar da sua Livistona chinensis. Agora, você verá as suas principais características e curiosidades, pois aprender sobre os aspectos físicos e morfológicos da planta também é necessário para cuidá-la da forma correta. Confira!

Características físicas da Livistona chinensis

A palmeira-leque da China tem um aspecto solitário, pois não se vê outras ao seu redor. Seu tronco é bem ereto de cor cinza ou castanha. Ele tem um aspecto liso, já que os talos acabam caindo rapidamente quando as folhas antigas caem ou são podadas.

As folhas são em forma de leque e possuem uma coloração verde vivo. Elas podem apresentar inflorescências na forma de pendentes, que se localizam entre as folhas, são ramificadas e densas e chegam a ter 1,5 metro de comprimento.

Flores e floração da Livistona chinensis

A Livistona chinensis é uma palmeira de ciclo de vida perene, o que faz com que possa florescer durante todo o ano, mas o melhor período para sua floração é durante as estações quentes, primavera e verão.

As flores da palmeira-leque da China são pequenas e hermafroditas, apresentando tanto a parte masculina quanto a parte feminina, estas partes possuem uma coloração amarelo pálido. As flores irão surgir durante o outono e o inverno.

A Livistona chinensis ainda pode apresentar frutos, estes tem aspecto oval de colocarção verde azulada, são brilhantes e possuem cerca de dois centímetros de diâmetro. Ao atingirem a maturidade a polpa fica alaranjada.

Cuidado com as folhas finas

O pecíolo, região que liga o ramo ao tronco, é bem rígido e altamente serrilhados e ali apresentam espinhos castanhos afiadíssimos que podem medir de 150 a 180 centímetros de comprimento, o que é extremamente perigoso na hora de podar a palmeira. Se as folhas não forem bem manuseadas há chances de cortes dolorosos na pele.

Pode ser cultivada dentro de casa?

Sim, Livistona chinensis pode ser cultivada dentro casa enquanto está em fase de crescimento, mas assim que você perceber que sua altura está atingindo o limite de espaço dentro de casa, é aconselhável que a coloque na área externa.

Ela é muito apreciada por ter um corte aprofundado nas folhas, que as dividem em longos segmentos até a base, assim ela se torna uma grande opção para decorar o ambiente interno deixando-o mais belo e harmonioso.

Ela é uma boa planta para dar mais vida há ambientes como apartamentos e elas podem ser usadas para fazer lindos arranjos para decorar suas casa. Ainda, estando em um vaso bem bonito ela pode dar vida aquele canto vazio e sem graça da sua casa.

Tenha uma Livistona chinensis bem cuidada em sua residência!

Uma Casa e palmeira Livistona chinensis na Califórnia.

Não há sombra de dúvidas de que a Livistona chinensis é uma rainha entre as palmeiras, suas folhas peculiares fazem com que seja muito cobiçada pelos jardineiros e paisagistas. Você aprendeu de que para poder cuidar de uma, não precisa de muita coisa, ela é uma planta simples e fácil de cultivar.

Lembre-se de ter bastante cuidado com os espinhos localizadas na base da sua folha, é indicado que ela fique longe do alcance de crianças e pets, para evitar os cortes dolorosos que os espinhos podem causar. Mantenha-a sempre hidratada e deixe-a tomar um belo banho de Sol todos os dias, assim você terá esta palmeira exuberante e saudável, por muitas décadas.

Autor deste artigo

Bióloga, professora e mestranda em Bioquímica. Apaixonada pela Biologia e pelo universo das letras.

Artigos relacionados


Como plantar maracujá: em vaso, usando as sementes, mudas e mais!

Como plantar maracujá: em vaso, usando as sementes, mudas e mais!

Você sabia que é possível plantar maracujá em vaso e dispor dessa fruta deliciosa em casa, e ainda fazer sucos, doces e muito mais? Saiba mais abaixo!


Tumbérgia: como cuidar, os tipos como arbustiva, azul e muito mais!

Tumbérgia: como cuidar, os tipos como arbustiva, azul e muito mais!

Você sabia que a tumbérgia tem formato de trombeta? Descubra neste artigo demais curiosidades, espécies e como cultivá-la!


Filodendro: os tipos, características e mais desta planta!

Filodendro: os tipos, características e mais desta planta!

Sabia que o Filodendro é uma planta venenosa? Veja neste artigo, oito espécies, dicas de cuidados e curiosidades, desta planta que possui folhagens exuberantes!


Quaresmeira: dicas de como cuidar, como ter em vaso e muito mais!

Quaresmeira: dicas de como cuidar, como ter em vaso e muito mais!

Você sabia que a flor da quaresmeira é símbolo do amor incondicional? Conheça neste artigo, dicas de cuidados e características dessa espécie nativa do Brasil!


Pomar de frutas: como fazer, quais frutas, escolha do local e mais!

Pomar de frutas: como fazer, quais frutas, escolha do local e mais!

Neste artigo, veja informações sobre o cultivo de pomares caseiros. Confira também as frutas mais propícias para cada região e dicas de cuidados!


Últimos posts


Melhor grill de 2021: qual é, os tipos, como escolher, utilizar e mais!

Melhor grill de 2021: qual é, os tipos, como escolher, utilizar e mais!

O grill facilita a rotina e nos deixa mais saudáveis - veja aqui os melhores modelos, características, informações, como escolher o ideal para você e como usar!


Melhores sanduicheiras de 2021: como escolher, modelos grills e mais!

Melhores sanduicheiras de 2021: como escolher, modelos grills e mais!

Está procurando uma sanduicheira? Neste artigo, confira informações sobre elas, como escolher a melhor e quais são os melhores modelos de 2021!


Melhores binóculos de 2021: como escolher, melhores marcas e mais!

Melhores binóculos de 2021: como escolher, melhores marcas e mais!

Veja aqui os melhores binóculos de 2021, como escolher o mais adequado para você, principais marcas, vantagens e desvantagens e mais curiosidades.


Economizar água: por que economizar, dicas de como e muito mais!

Economizar água: por que economizar, dicas de como e muito mais!

Neste artigo, apresentamos uma lista de atitudes sustentáveis que você pode tomar dentro de casa para economizar água. Confira as dicas!


Como plantar maracujá: em vaso, usando as sementes, mudas e mais!

Como plantar maracujá: em vaso, usando as sementes, mudas e mais!

Você sabia que é possível plantar maracujá em vaso e dispor dessa fruta deliciosa em casa, e ainda fazer sucos, doces e muito mais? Saiba mais abaixo!