Churrasco gaúcho: descubra o tempero, como fazer, dicas e mais!

Churrasco gaúcho: descubra o tempero, como fazer, dicas e mais!

Neste artigo, aprenda como fazer o melhor churrasco ao estilo gaúcho com dicas, informações sobre os melhores cortes e acompanhamentos!!


O que é o churrasco gaúcho?

Churrasco

Churrasco é uma arte da gastronomia muito antiga, mas aperfeiçoada e amada mais pelos brasileiros. Consiste na produção da carne assada na brasa ou fogo provindos da lenha ou do carvão fazendo uso de espetos. A região mais famosa por essa prática gastronômica, sem dúvidas, é a do Sul, fazendo o tão popular churrasco gaúcho.

Muito famoso no Rio Grande do Sul, o churrasco gaúcho provém das tribos indígenas no século 17. No início, elas eram assadas em estacas de madeiras temperadas apenas com sal grosso. Com o tempo, essa prática foi aperfeiçoada, hoje, sendo um dos churrascos mais procurados pelos brasileiros e estrangeiros.

Quer saber mais sobre esse famoso estilo de churrasco e como prepará-lo? Então siga para a próxima seção!

Como fazer o churrasco gaúcho

Churrasco

As dicas mais importantes são os detalhes, os quais, a maioria não se atenta, mas que são cruciais para o sucesso da sua tentativa. Entre elas, é necessário ficar atento a um corte de carne não muito grosso, no fogo da churrasqueira, no tipo de faca para o corte, aprender a como temperar e claro, escolher a carne perfeita. Essas e outras dicas você encontrará na nossa próxima seção.

Qual tipo de carne usar?

A escolha da carne é um dos pontos mais importantes se você deseja acertar no churrasco e causar admiração nas pessoas que irão experimentar. Afinal, você pode acertar em todos os outros pontos, mas se errar nessa escolha, tudo estará perdido, portanto se atente.

Alguns dos melhores tipos de carne para churrasco são: picanha (a capa de gordura dá um sabor ímpar e não deve ser retirada) e alcatra (sem gordura, mas perfeita para assar completamente na brasa).

Apesar de mais caras, essas duas opções são as primeiras referências quando o assunto é churrasco suculento. Mas, temos opções mais baratas e que não decaem muito no quesito de qualidade. Entre elas: contra-filé (é interessante retirar os nervos que a acompanham e abusar da altura do fogo); maminha e fraldinha.

Como temperar

Diferente do que muitos pensam, a carne de churrasco não precisa ser mergulhada em diversos temperos para ficar boa. Pelo contrário, o menos com certeza é mais! Para temperar a sua carne de churrasco você precisa tão somente do sal, que é ingrediente essencial, e apenas se atentar nas horas necessárias e ideais para que a carne o absorva.

Para cortes finos como os bifes, por exemplo é recomendado que fique em média 4 horas marinando dentro da geladeira. Já os cortes mais grossos, pelo menos cerca de 24 horas para a absorção completa. Além disso, é interessante dizer que a quantidade desse sal deve ser regulada para que não haja excessos, por isso, tente sempre colocar apenas 1,5% de sal sobre o peso da carne.

O fogo

Ter sua atenção sobre o fogo é outra das dicas pouco faladas e pensadas pelas pessoas na hora de preparar o seu churrasco, mas ela também pode alterar todo o resultado final, mudando até o sabor da carne.

Isso, porque ao colocar a peça muito rapidamente sem antes a brasa estar totalmente quente, ocasiona a liberação da fumaça inicial toda na carne, deixando o gosto dela bem desagradável. Portanto, coloque a carne somente quando a brasa estiver bem quente para que assim você venha a evitar futuros transtornos.

Por fim, não deixe o fogo alto e sim médio, para não ter risco de queimar por fora e deixar malpassado por dentro.

A altura da carne

A escolha da altura da carne também alterará o resultado final. Os cortes maiores (ou seja, mais grossos) são os ideais dependendo da carne escolhida. Por exemplo, se você está lidando com Picanha, é recomendado que você tenha um corte mais grosso, exatamente porque ela possui uma camada de gordura que a deixara suculenta.

Também é importante saber que a altura da carne modificará o processo de grelhar ou assar. A altura de 15 cm da brasa proporcionará apenas que sua carne fique grelhada, porém se você deseja que ela seja assada é interessante optar por cerca de 60 cm em pedaços relativamente grandes.

Qual faca usar?

Há algumas facas que foram feitas exatamente para lidarem com as carnes e com as funções do churrasco. Elas são mais caras, porém são extremamente excelentes e farão diferença na hora dos cortes, principalmente porque evitarão muita dor de cabeça em que estiver comandando o preparo.

A faca da marca Zwilling é muito requisitada pelos profissionais por conta da sua lâmina altamente afiada, além do cabo ser muito confortável na hora do manuseio. Também temos a Faca 8 e 12 inox da Tramontina que possuem alta tecnologia, com lâminas tratadas e corte preciso.

Todas essas são facas profissionais, pois são as melhores escolhas na hora de selecionar o material com o qual você produzirá seu churrasco. Por isso, opte por elas e você certamente não se arrependerá.

Use espetos em algumas carnes

No geral, os espetos ajudam na hora da distribuição do churrasco após preparado, além de ajudar na rapidez do processo. É muito comum que se utilizem também, tendo o cuidado de afastar uns dos outros, pois por conta da proximidade, podem gerar certos erros de preparo.

Eles devem ficar de 3 a 4 cm de distância um do outro, evitando com que a proximidade permita assar por completo os pedaços dos cortes das carnes, além de deixar com que o suco das peças mais gorduras possam escorrer livremente.

Os melhores cortes para o churrasco gaúcho

Saber escolher entre quais são as carnes essenciais é um grande diferencial, aprendendo também como utilizá-las de acordo com a particularidade de cada uma, poderá ser a chave principal para abrir a porta de um delicioso churrasco gaúcho. Passe para a próxima seção e saiba mais sobre a fraldinha, a alcatra, a picanha, os medalhões e muito mais!

Costela bovina

Costela bovina

Essa opção de carne é uma das mais famosas preparadas no churrasco gaúcho sendo uma das poucas opções de cortes que acompanha muito bem outros temperos além do sal grosso, como o molho barbecue, por exemplo.

Por ser uma carne com fibras grossas ela requer maiores cuidados no momento da sua preparação podendo investir em cortes bovinas, suínas ou até mesmo de ovelha. Um truque importante é deixar ela marinando no sal por cerca de 20 minutos antes de ir para a brasa.

Se você souber dosar para que não há exageros e quiser arriscar e ousar um pouco mais, o vinho é uma ótima opção de tempero, disponibilizando um sabor ímpar para sua costela.

Fraldinha

Fraldinha

É um dos cortes mais leves e pouco gordurosos, sendo muito procurado para crianças e pessoas fazendo dieta. Também possui o benefício de ser mais rápida na hora de assar, podendo ser temperado com sal, shoyu ou com óleo de gergelim.

O churrasqueiro que estiver na responsabilidade desse preparo também terá que tomar cuidado para trabalhar com o ressecamento da carne, já que quase não possui gorduras para deixa-la suculenta. O ideal são dois minutos de cada lado da brasa para que a fraldinha possa ser assada e servida estando ao ponto ou malpassada.

Ponta de peito

Ponta de peito

Uma das carnes mais gostosas, porém, mais desafiadoras, com certeza é a ponta de peito (ou granito). Esse desafio se dá exatamente pela dificuldade em seu preparo, já que um pequeno erro pode ocasionar uma carne muito dura e muito difícil de ser mastigada e saboreada.

Uma dica para que isso não ocorra é a utilização de cerca de 7 a 10 papéis celofane, em que garanta a total vedação para que o caldo da gordura permaneça dentro e entre a carne, permitindo com que ela fique sempre suculenta, em um cozimento semelhante à panela de pressão.

Para que o papel não queime, na hora de colocá-la na brasa, opte pela parte mais alta, estimulando também o cozimento lento e perfeito. Após duas horas na churrasqueira, retire o papel com cuidado e certamente se surpreenderá com o sabor desse corte tão suculento.

Alcatra

Alcatra

Dentro desta peça temos a picanha, a maminha e o miolo conhecido como a alcatra. Apesar de ser uma peça sem gordura é muito saborosa e se bem preparada, pode conquistar o coração e o paladar de muitos.

Ela é uma ótima opção para o início do churrasco já que o seu tempo para assar é muito rápida: cerca de 10 a 15 minutos, com um pouco mais de 3 viradas na peça, podendo começar a rodada de churrasco com o pé direito.

Para seu tempero, além do sal que é essencial, você pode optar por colocar alho e um pouco de água. Se quiser inovar, escolha colocar marinando cerca de 30 minutos no vinho, já que essa combinação possui uma ótima química e um sabor irresistível.

Picanha

Picanha

Carregando a cara e o jeitinho brasileiro, a picanha é o mais famoso corte dos churrascos gaúchos. É indispensável que a escolha da peça seja a com uma boa quantidade de gordura tanto na parte externa quanto nas fibras (músculos) para garantir o sabor suculento.

O corte ideal tem de 4 a 5 centímetros de altura uniformes, isto é, sem buracos ou falhas. Para assar de forma essencial é necessário que coloque em brasa forte por aproximadamente 3 minutos de cada lado, iniciando pelo lado da gordura para que fique mais saboroso.

Também é possível que a carne seja temperada após ser assada, porém não seja afobado e espere cerca de 1 a 2 minutos depois de retirada do fogo, para que ela não perca o suco da gordura solta no preparo.

Medalhões

Medalhão de filé mignon

O medalhão pode ser de diversas formas: filé mignon; frango; suíno, etc. É uma carne muito suculenta, macia e hoje em dia está se tornando cada vez mais adequada ao bolso dos brasileiros.

Na hora essencial do tempero os churrasqueiros podem combinar com bacon, pois certamente essa combinação agrada ao paladar. Além disso, os espetos não ficam muito tempo ao fogo, podendo compartilhar de um rápido preparo.

Acompanhamentos para o churrasco gaúcho

Os acompanhamentos são essenciais para enfatizar o sabor do seu churrasco, pois podem destacar a suculência das carnes, assim como dar um toque especial para o prato. Saber escolher esses acompanhamentos é muito importante, exatamente porque existem certas combinações perfeitas na gastronomia. A seguir, veja sobre os principais acompanhamentos para o churrasco gaúcho.

Farofa de mandioca refogada no bacon

Farofa de mandioca refogada no bacon

O preparo dessa farofa pode parecer simples, mas dependendo do desprezo das dicas necessárias, pode interferir no sabor desta combinação entre ela e a carne suculenta do seu churrasco.

Ela é um acompanhamento coringa e pode ser usada com todas as carnes, mas certamente fará um diferencial nas carnes menos gordurosas, já que a gordura do bacon pode ajudar a diminuir o impacto do ressecamento da fraldinha, por exemplo.

Para seu preparo escolha as farinhas mais cruas e finas, pois dão uma maior umidade para a comida. Mas, se você optar por fazê-la de acompanhamento com uma carne como Picanha, pode tranquilamente escolher a farinha com flocos mais grossos.

Salada de tomate

Salada de tomate

O tomate é uma fruta úmida e muito saborosa, e por conta disso, seus elementos combinam muito bem com o churrasco já que o contraste entre os sabores do tomate e da carne dispõe de um sabor maravilhoso.

O melhor tomate para essa ocasião é o tomate Débora, pois é menos ácido que o tomate Carmem e possui mais sementes que os demais. Você também pode optar por temperar com vinagre e azeite sem esquecer da cebola e do sal.

Esse acompanhamento serve muito bem com qualquer tipo de carne, já que seu objetivo é ser apenas uma salada para acompanhar.

Abacaxi assado com canela

Abacaxi assado com canela

Esse é um bônus da gastronomia do churrasco muito famoso na parte gaúcha do Brasil. O abacaxi é cortado e colocado em espetos, indo para a churrasqueira. A acidez da fruta combina muito bem com os sabores das carnes e pode ser usado com qualquer uma das carnes independente do corte.

Ao sair da churrasqueira, é colocado canela trazendo um sabor agridoce para o seu churrasco. Além disso, têm as opções de coco ralado, mel, baunilha, sorvete, queijo e muito mais. Você também pode optar por fazê-lo na AirFryer, que certamente o sabor ficará diferente, mas ainda assim, muito saboroso.

Pão de alho

Pão de alho

Os queridinhos dos brasileiros, o pão de alho, é uma iguaria da culinária italiana, mas muito popularizado aqui no Brasil nos churrascos em família. Consiste em ser um pão recheado com alho e azeite que é comumente assado na churrasqueira.

Seu sabor é ímpar, e certamente intensifica a gostosura de se deliciar com um belo churrasco. Há também as variações em que se pode ser usada queijo, requeijão, linguiça, tomate e muito mais. Certamente você não se arrependerá de escolher esse acompanhamento para seu churrasco.

Arroz carreteiro

Arroz carreteiro

Esse arroz carreteiro pode ser feito com sobras do churrasco de um dia anterior, e ainda dar um belo acompanhamento para o churrasco do dia seguinte. Para prepara-lo, basta fritar as carnes cruas restantes, adicionando em seguida a sobra das carnes já churrasqueadas temperando da forma como você gosta.

Acrescente pimentão, coentro, salsinha, alho e assim que estiver frio coloque duas xícaras de arroz para cozinhar junto. A água não precisa ser muito, já que os vegetais podem soltar água, mas de qualquer forma coloque um pouquinho de água para ajudar no cozimento.

Feijão tropeiro

Feijão tropeiro

O Feijão tropeiro também é muito famoso na região Sul do Brasil, sendo quase indispensável para os gaúchos e bons churrasqueiros do local. Consiste em ser um feijão tropeiro misturado com vários outros ingredientes como bacon, linguiça calabresa, ovos, e muito mais.

A combinação é saborosíssima pois destaca o sabor das carnes, além de ser muito gostoso até mesmo sem estar no churrasco. É importante ficar atento aos exageros, pois muitos ingredientes podem enfadar os seus convidados antes mesmo que as carnes preparadas com tanto esmero possam chega à mesa deles.

Que bebidas usar para acompanhar?

Bebidas

O primeiro passo para garantir o sucesso da sua churrascada é selecionar as bebidas certas, assim como a quantidade correta, e reservá-las na geladeira. Uma bela churrascada sempre se acompanha perfeitamente de cerveja, vinhos, caipirinha e whisky.

Mas, para os que não curtem álcool ou para mulheres lactantes, grávida ou crianças e menores de idade, também há a opção de se usarem refrigerante, suco e água. Independente disso, não se esqueça que a estrela do momento é a carne, portanto, capriche bastante.

Aprenda a fazer o melhor churrasco gaúcho!

Churrasco

O melhor churrasco sem dúvidas é feito com muito amor e dedicação. Mas, seguindo as dicas aqui dispostas sem dúvidas o seu churrasco garantirá o título de incrível e te levará a ganhar a fama de um dos melhores churrasqueiros da sua cidade ou localidade.

Portanto, se escolher os cortes de carnes corretos, seguir o modo de preparo, ter o material necessário e reservar os melhores acompanhamentos, sem sombra de dúvidas você fará sucesso e se deliciará com uma bela churrascada!

Autor deste artigo

Miriele Veloso é redatora, escritora e revisora de 20 anos de idade. Formada em Letras pela Universidade Cidade de São Paulo, é amante da escrita. Gosta de escrever sobre diversos assuntos e possui paixão pela sua profissão.

Palavras-chave relacionadas


Dicas de preparo Churrasco Carnes

Artigos relacionados


Dry rub: descubra o que é e como fazer este tempero, receitas e muito mais!

Dry rub: descubra o que é e como fazer este tempero, receitas e muito mais!

Sabia que o tempero Dry rub é muito utilizado em churrascos? Descubra aqui as principais informações sobre este tempero, receitas e dicas de preparo.


Bife de chorizo: como fazer, na churrasqueira e os acompanhamentos!

Bife de chorizo: como fazer, na churrasqueira e os acompanhamentos!

Veja neste artigo diversos modos de fazer bife de chorizo, temperos e quais acompanhamentos mais combinam com essa carne.


Petiscos fitness: conheça algumas receitas deliciosas e mais!

Petiscos fitness: conheça algumas receitas deliciosas e mais!

Pensando em preparar petiscos fitness? Descubra neste artigo, 33 opções de petiscos fáceis e rápidos, para você saborear após um treino revigorante.


Espetinho gourmet: doce, salgado, como fazer, para vender e mais!

Espetinho gourmet: doce, salgado, como fazer, para vender e mais!

Os espetinhos gourmet são práticos e inovadores, perfeitos para reuniões com amigos. Veja opções de espetinhos gourmet doces e salgados que irão surpreender!


Churrasco de filé mignon: como fazer, acompanhamentos e mais!

Churrasco de filé mignon: como fazer, acompanhamentos e mais!

O filé mignon é uma das carnes mais chiques do açougue. Aprenda neste artigo como preparar a peça, seus principais acompanhamentos e cortes. Confira abaixo!


Últimos posts


Melhor grill de 2021: qual é, os tipos, como escolher, utilizar e mais!

Melhor grill de 2021: qual é, os tipos, como escolher, utilizar e mais!

O grill facilita a rotina e nos deixa mais saudáveis - veja aqui os melhores modelos, características, informações, como escolher o ideal para você e como usar!


Melhores sanduicheiras de 2021: como escolher, modelos grills e mais!

Melhores sanduicheiras de 2021: como escolher, modelos grills e mais!

Está procurando uma sanduicheira? Neste artigo, confira informações sobre elas, como escolher a melhor e quais são os melhores modelos de 2021!


Melhores binóculos de 2021: como escolher, melhores marcas e mais!

Melhores binóculos de 2021: como escolher, melhores marcas e mais!

Veja aqui os melhores binóculos de 2021, como escolher o mais adequado para você, principais marcas, vantagens e desvantagens e mais curiosidades.


Economizar água: por que economizar, dicas de como e muito mais!

Economizar água: por que economizar, dicas de como e muito mais!

Neste artigo, apresentamos uma lista de atitudes sustentáveis que você pode tomar dentro de casa para economizar água. Confira as dicas!


Como plantar maracujá: em vaso, usando as sementes, mudas e mais!

Como plantar maracujá: em vaso, usando as sementes, mudas e mais!

Você sabia que é possível plantar maracujá em vaso e dispor dessa fruta deliciosa em casa, e ainda fazer sucos, doces e muito mais? Saiba mais abaixo!