Dipladênia: como cuidar da planta, característica da flor e mais!

Dipladênia: como cuidar da planta, característica da flor e mais!

Você sabia que a Dipladênia pode ser tóxica? Veja dicas de plantio, características e outras curiosidades da planta.


O que é a dipladênia?

Duas flores de dipladênia brancas com centro amarelo

Dipladênia é uma planta da categoria das trepadeiras, suas flores têm formato de trombeta e as cores podem variar entre branco, rosa, vermelho, amarelo e até alaranjado, dependendo da mistura entre as espécies.

O aroma expelido pelas flores é suave e delicado e, por ser uma trepadeira, ela é perfeita para decorar portões, muros ou paredes, desde que tenha um suporte para se agarrar. Ela é originária da América do Sul, gostando muito do clima tropical e temperaturas quentes.

Suas flores desabrocham no verão, que é a estação onde fica mais radiante. Por gostar do calor, não é uma planta muito indicada para lugares frios, onde ainda podem florescer, mas por um período mais curto de tempo. Agora que você já sabe um pouco mais sobre essa espécie, convido você a conhecer algumas dicas que irão ajudar a deixar sua planta linda e saldável, vem comigo?

Informações básicas da dipladênia

Grande dipladênia com muitas folhas e flores rosas


Nome CientíficoMandevilla splendens
Outros NomesDipladênia, Jalapa-do-campo, Jasmim-brasileiro
OrigemBrasil
Porte1,2~1,8 metro
Ciclo de VidaPerene
FloraçãoPrincipalmente Primavera e Verão, mas pode florescer o ano todo
ClimaSubtropical e Tropical


A Dipladênia é originária da Brasil, como já havíamos comentado, e tem como um de seus nomes populares jasmim-brasileiro, pois o jasmim é uma planta também da categoria das trepadeiras, mas é originário da Ásia.

O tamanho das dipladênias pode variar bastante, tudo vai depender de onde ela é plantada e da superfície em que vai se agarrar enquanto cresce. Seu ciclo de vida é perene, ou seja, ela tem uma longa durabilidade, podendo ficar anos sem precisar ser replantada.

Como cuidar da Dipladênia

Mulher de avental preto segurando uma dipladênia em um viveiro com muitas mudas dela

Nesta parte do artigo, você vai aprender sobre como cuidar da sua Dipladênia, desde qual o melhor local para mantê-la até de quanto em quanto tempo é preciso regá-la. Saiba tudo sobre como cuidar dessa linda espécie de trepadeira, sua planta vai te agradecer!

Lugar para plantar a dipladênia

Como a Dipladênia é uma planta tropical ela deve ficar em lugares quentes e de bastante luminosidade, mas não diretamente em contato com a luz do sol. Se você mantém a sua dentro de casa, deixe-a perto de algum vidro por onde entre luz, mas não próximo a janelas.

Evite correntes de ar, onde possam haver mudanças bruscas na temperatura e, em dias quentes, a mantenha sempre longe de ventiladores e ar condicionados. Isso vai manter sua planta aquecida e mais propensa a florescer.

A frequência de regas da dipladênia

Regar uma planta Dipladênia é algo que deve ser feito com frequência, principalmente no verão, quando a terra seca com mais rapidez. Em épocas quentes, ela deve ser regada pelo menos 3 vezes por semana, e no restante do ano entre cada 7 a 10 dias. 

Regar demais pode ser um problema, pois o excesso de água pode ocasionar danos para a planta. Por isso, sempre que surgir a dúvida de se já está na hora, pegue um palito de madeira que tenha um bom comprimento (uma dica é usar aqueles espetinhos de churrasco) e perfure a terra, se o palito sair seco, é hora de regar novamente.

Frequência de adubação para dipladênia

Vamos agora para a parte da alimentação da planta, algo essencial para você manter sua planta linda e saudável. A Dipladênia não requer muita alimentação, uma boa opção é usar fertilizantes de lenta absorção no início da primavera, antes da estação de crescimento da planta.

Esse tipo de fertilizante libera seus nutrientes lentamente, atrasando sua disponibilidade para absorção e formando uma sincronia com as necessidades nutricionais da planta, assim, quando chegar a época de florescer, ela já vai estar preparada para receber todos os nutrientes necessários.

A frequência indicada para a adubação é de uma a duas vezes por mês, podendo ser alimentada também com fertilizantes líquidos próprios para plantas no verão, nunca a alimentando no inverno. 

Que tipo de substrato usar para dipladênia

Outro quesito importante é saber o tipo certo de substrato para usar quando for plantar sua Dipladênia. A melhor combinação seria de turfa preta, que nada mais é do que um material fóssil, originado a partir da decomposição de restos vegetais, com fibra de coco ou areia de rio, divididos em partes iguais.

A Turfa preta pode ser comprada em qualquer site de fertilizantes ou encontrado em áreas alagadiças como várzeas de rios ou planícies, o mesmo para a fibra de coco, que é achada facilmente nos sites de venda. Já a areia de rio é um  pouco mais difícil de se encontrar online.

A poda da dipladênia

O melhor momento para a poda é no final do inverno ou início da primavera, pois, como a Dipladênia floresce mais no verão, de junho a outubro ela já vai estar preparada e saldável para crescer novamente.

A manutenção deve ser feita cortando os caules que cresceram em demasia ou os que estão muito enfraquecidos. Todas as flores murchas também devem ser removidas da planta, dando espaço para novas flores brotarem. 

Reprodução da dipladênia

Se você gosta da sua Dipladênia e quer reproduzi-la, basta semeá-la na primavera. Para tanto, retire da planta uma videira madura e remova todas as folhas ao redor dela. Em seguida, lave a seiva (líquido presente no caule da planta) e mergulhe o caule cortado em enraizador em pó, encontrado facilmente em sites de venda na internet.

Com o corte já seco, coloque-o em um vaso já preparado com o substrato correto, mostrado anteriormente, e leve para um local quente, onde exista bastante claridade. Se a planta for mantida ao ar livre, uma estufa é o local ideal, pois como ela acabou de ser replantada está extremamente frágil e precisa de um cuidado especial.

Caso queira mantê-la dentro de casa, a dica é deixá-la voltada para leste, em um local que se mantenha presente a luz do sol. Lembre sempre de manter o solo úmido, borrifando um pouco de água até a planta criar raízes. 

As pragas e doenças da dipladênia

Infelizmente as Dipladênias são plantas propícias a pragas como qualquer outra, sendo as mais comuns para ela os ácaros e os pulgões. Essas pragas podem ser removidas pulverizando sabão inseticida sobre a elas. Além disso, a planta também pode chegar a desenvolver doenças fúngicas, que podem ser tratadas usando um fungicida, impedindo assim, a propagação dessa praga.

Tome muito cuidado ao manusear a Dipladênia, pois sua seiva, em contato com a pele pode causar irritação, por isso, sempre utilize luvas de proteção. O mesmo serve para quando for usar o inseticida, use máscara e equipamentos de proteção, evite o contato com olhos e boca e a inalação do produto. 

Como ter uma dipladênia no inverno

Manter qualquer planta viva e saldável durante o inverno já é uma tarefa difícil, mas manter uma planta amante do verão, é ainda pior. Por isso, nesta fria estação, todo cuidado com a Dipladênia é pouco. 

Como sabemos, a umidade cai muito no inverno, por isso sempre mantenha bacias com água ao redor da planta, para que não lhe falte umidade. Não borrife água diretamente nela, pois isso pode obstruir a respiração e sufocá-la.

Outra dica é usar cobertores térmicos de algodão específicos para plantas, assim ela se manterá aquecida. Uma ultima dica é regá-la com água morna, nunca fria, do contrário você pode acabar congelando as raízes da planta. E claro, durante o inverno, a melhor opção é manter sua plantinha em uma estufa climatizada, onde ela vai estar bem mais protegida do frio. 

As características da dipladênia

Galho de dipladênia com muitas flores rosa-claro

Agora que já te ensinamos os cuidados que se deve ter ao cultivar uma Dipladênia, vamos te contar mais características sobre essa planta. Você sabia que a Dipladênia pode ser tóxica? Pois é. Mesmo tendo um nível baixo de toxicidade, se for ingerida, pode causar reações colaterais. Veja mais a seguir!

Morfologia da dipladênia

As plantas da espécie Dipladênia não tem um tronco propriamente dito, por isso são classificadas como trepadeiras, e seus caules são finos, o que prejudica na sustentação da planta. Dessa forma, é sempre bom deixar um suporte próximo, principalmente na fase de crescimento, para ela ter onde escalar.

Suas folhas são perenes e de um verde vivo. São ótimas para decorações externas, mas também ficam lindas em um vasinho menor para enfeitar a casa, lembrando sempre de fazer a poda para que não cresçam muito.

As flores da dipladênia

A flores da Dipladênia tem formato de trombeta e se assemelham muito às flores da Rosa do Deserto. Sua fragrância é suave e as cores mais comuns são rosa com o centro amarelado.

Podem ser também vermelhas ou completamente amarelas. Em casos de mistura, podem se formar flores de coloração alaranjada. O diâmetro de uma flor da planta pode chegar a 10 centímetros, sendo considerada uma flor robusta.

Toxicidade da dipladênia

Como já foi comentado anteriormente, a planta Dipladênia contém uma certa toxicidade. Segundo a Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade contra Animais (ASPCA), esse tipo de espécie não está incluído na lista de plantas consideráveis venenosas e altamente tóxicas para a categoria de animais pequenos, como cães e gatos.

Ou seja, se por acaso seu animalzinho de estimação ou até seu filho pequeno acabarem ingerindo algumas folhas da Dipladênia, isso irá fazer mal mas não levará a óbito, a não ser que ingerida em grandes quantidades, o que pode agravar o caso de saúde.

Poucas quantidades da planta no organismo podem causar desconfortos abdominais, vômito e diarreia. Os sintomas são mais fortes em animais e crianças por serem mais frágeis e terem o estômago mais fraco. 

O látex da Dipladênia

Acabamos de falar sobre a seiva da planta Dipladênia e sobre sua toxicidade. Esse líquido leitoso que sai dela assim que cortada, é de onde é extraído o látex. O látex é um produto retirado de árvores e plantas, utilizado nas indústrias para a fabricação de luvas e drenos cirúrgicos.

Mas temos que tomar cuidado com as plantas que contém essa substância, pois todas são tóxicas, umas mais que outras. Por isso, os materiais confeccionados a base de látex podem causar alergias em contato com a pele.

Uso da dipladênia no paisagismo

Na última seção deste artigo, falaremos do sucesso que a Dipladênia faz no paisagismo. Além de ser linda, a planta é resistente a altas temperaturas, podendo ficar ao ar livre, já que ela aguenta bem o sol em suas folhas.

Suas flores brotam desde cedo e duram muito tempo, florescendo bastante no verão, primavera e até outono, dependendo do clima da estação. Se bem cuidada e protegida, floresce no inverno também. Por ser trepadeira, a Dipladênia é perfeita para decorar grades, treliças, arcos e cercas. Assim, possui grande valor paisagístico, sendo muito utilizada em jardins e fachadas.

Aproveite essas dicas e redecore sua casa com uma dipladênia bem cuidada!

Dipladênia com flores vermelhas em vaso amarelo

Chegamos ao final do nosso artigo sobre a Dipladênia. Até aqui, vimos como ela é uma planta resistente e amante do calor, se adaptando bem aos climas tropicais. Ela é perfeita para decorações, mas cuidado ao manuseá-la, lembre-se sempre de usar luvas de proteção

Por conta da sua toxicidade, sempre a mantenha longe do alcance de animas e crianças. Fazendo isso, você poderá aproveitar sua plantinha com muito mais segurança. Comece as decorações, se inspire nas belas cores e aromas da Dipladênia e enfeite e perfume sua casa ou seu jardim com essa bela flor, sempre seguindo nossas dicas para mantê-la saudável e radiante. Até a próxima!

Autor deste artigo

Escrever é se comunicar pelas palavras, é dar informação a quem precisa, por isso amo o que faço. Gosto de fazer um pouco de tudo e estou sempre atrás de novos hobbies, todas as atividades feitas ao ar livre e em contato com a natureza ajudam a revigorar nossa alma e a trazer um bem estar. Por isso embarque nessa jornada cheia de dicas práticas comigo, para você levar uma vida tranquila e sem apuros.

Últimos posts


Os 16 Melhores Presentes para Amigo Secreto de 2022: Mochila, livros e muito mais!

Os 16 Melhores Presentes para Amigo Secreto de 2022: Mochila, livros e muito mais!

Quer surpreender com o melhor presente para amigo secreto? Veja neste artigo dicas de como escolher o ideal e um ranking com as 16 melhores opções do mercado!


As 10 Melhores Máquinas de Estampar Camisetas de 2022: Pelegrin, Sun Special e muito mais!

As 10 Melhores Máquinas de Estampar Camisetas de 2022: Pelegrin, Sun Special e muito mais!

Em dúvida sobre qual é a melhor máquina de estampar camisetas? Veja dicas de como escolher a máquina ideal e uma seleção com os 10 melhores modelos de 2022!


Os 10 Melhores Fones com Cancelamento de Ruído: Soundcore, JBL e mais!

Os 10 Melhores Fones com Cancelamento de Ruído: Soundcore, JBL e mais!

Procurando um fone com cancelamento de ruído? Confira nosso artigo com as melhores dicas de como escolher o seu e os 10 melhores modelos disponíveis!


Os 10 iPhones com Melhores Câmeras em 2022: iPhone 13 Pro, iPhone SE e mais!

Os 10 iPhones com Melhores Câmeras em 2022: iPhone 13 Pro, iPhone SE e mais!

Quer a qualidade Apple para registrar momentos incríveis? Neste artigo, apresentamos os 10 iPhones com melhores câmeras em 2022, como escolher e onde comprar!


Os 20 Melhores Notebooks de 2022: Samsung, Dell e mais!

Os 20 Melhores Notebooks de 2022: Samsung, Dell e mais!

Em dúvida sobre qual é o notebook ideal para o que você precisa? Veja os 20 melhores modelos de 2022 e dicas de como escolher a opção mais adequada ao seu uso!


Palavras do momento

Palavras-chave do momento no PortalVidaLivre


Perfume Alimentação Saúde sexual Treinos Sapatos