Renda-portuguesa: como cuidar desta planta e muito mais!

Renda-portuguesa: como cuidar desta planta e muito mais!

Você sabe a diferença entre a planta renda-portuguesa e a renda-francesa? Conheça neste artigo, várias dicas de cuidados, suas características e curiosidades.


O significado da planta Renda-portuguesa

Lindas folhagens da planta Renda-portuguesa cultivada em um jardim.

A renda-portuguesa é um tipo de samambaia com folhas grandes cheias de detalhamentos e recortes, que lembram rendas. Ela também é composta por rizomas: espécies de galhos retorcidos, marrons e felpudos.

Em seu habitat natural, as florestas tropicais da Oceania, a renda-portuguesa é uma samambaia epífita. Ou seja, ela utiliza outras plantas como apoio e, por isso, quando cultivadas em vasos, seus rizomas crescem para além do recipiente, buscando novos espaços para se expandir.

As samambaias deste tipo são muito apreciadas na decoração de interiores, tanto por sua beleza e delicadeza, quanto pela facilidade em mantê-las, já que com um solo úmido, a quantidade certa de fertilizantes e bastante luz indireta, a renda-portuguesa cresce de forma saudável. Ela também é uma ótima opção de presente, já que transmite boas energias e sorte.

Informações básicas da Renda-portuguesa

Folhas de Davalia fejeensis crescendo no quintal.


Nome científicoDavallia Fejeensis
Outros nomesRenda-portuguesa e Samambaia-pé-de-coelho
Origem
Oceania, especialmente na Austrália e Ilhas Fiji
Porte
20 a 40 centímetros de altura
Ciclo de vida
Perene
FloraçãoNão possuem flores 
ClimaEquatorial


Nativas de climas equatoriais, a renda-portuguesa gosta de temperaturas quentes e ambientes úmidos. Seu ciclo de vida é perene, porém, durante o inverno, suas folhas ficam amarelas e o mais indicado é realizar a poda completa da planta. Mas não se preocupe, apesar de parecer agressivo, este corte não faz mal para a renda-portuguesa, ao contrário, ele estimula o crescimento de novas folhas.

Se tiverem espaço e condições adequadas, estas samambaias chegam a 40 centímetros de altura, mas seus rizomas, que ficam contorcidos no solo, são maiores, chegando a até 60 centímetros.

Como cuidar de uma Renda-portuguesa

Ferramentas de jardinagem e mudas de plantas sobre o solo.

Além de linda e delicada, a renda-portuguesa é uma ótima opção para quem ainda não tem muita prática com samambaias, já que ela requer cuidados simples para se desenvolver. Veja aqui como reproduzir, replantar e manter esta planta que traz a floresta tropical para a sua casa.

Luz e temperatura para Renda-portuguesa

Este tipo de samambaia não suporta frios extremos, abaixo de 13°, nem luz direta, a qual queima suas folhas e prejudica o crescimento de novos brotos. O ideal é a meia-sombra, ou um espaço em que ela receba a claridade indiretamente.

Por isso, a renda-portuguesa é amplamente utilizada em varandas, garagens e ambientes internos. Ao escolher o lugar para a sua renda-portuguesa, certifique-se que o espaço está livre de correntes de ar intensas e frias, que desmancham as folhas e prejudicam a planta no geral.

Umidade e irrigação para Renda-portuguesa

O habitat natural das renda-portuguesas são florestas equatoriais, onde ela cresce sobre outras plantas. Por isso, não é de se espantar que elas gostem de ambientes úmidos, pedindo regas diárias durante a primavera, o verão e o início do outono.

Nos meses mais frios, quando suas folhas começam a amarelar, coloque água em dias intercalados. Ao molhar esta planta, não umedeça apenas o solo. Se possível, borrife água ou utilize uma mangueira para regar as renda-portuguesas de cima, atingindo as folhas e os galhos em sua totalidade.

Substrato para Renda-portuguesa

O substrato da renda-portuguesa deve ser rico em matéria orgânica já que, em seu habitat natural, ela absorve os nutrientes de folhas, galhos e frutos que caem sobre seus rizomas. Para o cultivo doméstico, uma boa opção é misturar ao substrato uma parte de turfa para cada parte de argila e de areia.

A turfa é um tipo de material orgânico muito utilizado na jardinagem, por ser rico em nutrientes, daí sua importância para o desenvolvimento das samambaias. Adicione também no substrato cascas de pinus e bolinhas de argila expandida, para garantir a drenagem da água no vaso.

Solo ideal para Renda-portuguesa

A renda-portuguesa gosta de estar em um solo que retenha umidade, porém que não fique alagado após a rega. Portanto, capriche na drenagem do vaso, usando cascas de pinus ou bolinhas de argila expandida na base dos vasos.

Uma maneira de checar se a terra está adequada para este tipo de samambaia é espetar um palito de churrasco no solo e, ao retirá-lo, ele deve estar sujo. Caso contrário, é necessário caprichar na rega, garantindo a umidade necessária. Não é necessário que o solo da renda-portuguesa seja profundo, já que os seus rizomas não devem ser cobertos pela terra.

Fertilização na Renda-portuguesa

O momento de fertilizar a renda-portuguesa é durante o seu período de crescimento, ou seja, entre o começo da primavera e o fim do outono, apenas uma ou duas vezes por mês. Se, ao longo deste tempo, novas folhas pararem de crescer, é um sinal que a planta está sendo mais fertilizada do que o necessário.

Para evitar isso, utilize apenas fertilizantes líquidos específicos para samambaias, ou dissolva o seu fertilizante de preferência em partes iguais de água. Não coloque fertilizantes em mudas e plantas que não estiverem plenamente desenvolvidas, pois elas são especialmente sensíveis e o uso destes produtos pode prejudicar seu crescimento.

Transplante da Renda-portuguesa

A própria forma da renda-portuguesa, e a maneira como ela se alimenta e cresce, faz com que alguns de seus galhos extrapolem os limites do vaso. Isso não significa que o recipiente está pequeno para a planta, este é apenas o modo que ela se desenvolve.

Entretanto, se muitos rizomas estiverem para fora do vaso, o melhor é replantar a samambaia em um maior. A melhor época para transplantar a renda-portuguesa é no início da primavera, para que os brotos da nova planta possam aproveitar os meses quentes, que são o período de crescimento da renda-portuguesa.

Como é a propagação da Renda-portuguesa

As samambaias podem se propagar de diferentes maneiras, a depender da espécie. A renda-portuguesa, assim como a samabaia-azul, por exemplo, se propagam de maneira assexuada. Ou seja, uma nova muda nasce a partir de um pedaço da planta-mãe, que, neste caso, é o rizoma, onde estão as gemas das quais nascem os brotos.

Isso significa que não é possível comprar sementes da renda-portuguesa, e uma nova planta deve ser originada dos galhos de uma samambaia adulta, ou de seus esporos, pequenos pontos que surgem em suas folhas e que tem a capacidade de gerar novas plantas .

Poda da Renda-portuguesa

Podar a renda-portuguesa anualmente é um hábito que auxilia o desenvolvimento contínuo de novas folhas e a perenidade da planta, se feito de maneira correta. É importante que esta poda seja feita logo antes da primavera, nas últimas semanas do inverno. Assim, os novos brotos, que virão nos meses quentes, terão espaço e força para se desenvolver.

Com uma tesoura, retire todas as folhas da samambaia, deixando os rizomas completamente expostos. Se desejar produzir novas mudas, aproveite este período para cortar pedaços dos galhos, que originarão novas rendas-portuguesas.

Problemas com o crescimento da Renda-portuguesa

Os problemas com o crescimento da renda-portuguesa costumam estar relacionados ao substrato da planta ou a posição dela no vaso. Caso as folhas da samambaia estejam caindo, cheque se o solo está com a umidade e a drenagem adequada, ou seja, a água não pode ficar acumulada em nenhum ponto.

É importante também que os rizomas estejam próximos à superfície, como em seu habitat natural. Se os galhos estiverem muito fundos a planta fica sufocada, prejudicando o crescimento das folhas e o desenvolvimento da planta.

Pestes na Renda-portuguesa

As rendas-portuguesas com folhas grandes e saudáveis não são atrativas só para nós, seres humanos. As lagartas também a apreciam, e são a praga mais comum nesta samambaia, se alimentando de suas folhas e se escondendo debaixo delas.

As plantas que estão em ambientes internos tendem a sofrer mais com este problema, já que em varandas ou jardins a própria natureza consegue fazer o controle das lagartas, através de pássaros ou outros insetos que as comem.

A renda-portuguesa, por gostar de umidade, também está suscetível a doenças causadas por fungos, que se proliferam com mais facilidade em solos alagadis. Portanto, garanta sempre que o vaso não acumule líquidos.

Vaso ideal para a Renda-portuguesa

As rendas-portuguesas são muito utilizadas na decoração de ambientes internos, varandas e quintas, especialmente penduradas. Vasos com suportes de plástico, arame ou macramê são muito usados e dão um charme especial ao ambiente.

É importante que o vaso tenha entre 15 e 25 centímetros de diâmetro, para que os rizomas tenham espaço para se desenvolver. Eles podem ser de plástico ou barro, sendo que este último absorve parte da água da planta, e, portanto, é necessário se atentar às regas, adequando a frequência e a quantidade.

Como fazer muda da Renda-portuguesa

Propagar a renda-portuguesa é bem simples. Planeje-se para criar mudas entre as últimas semanas do inverno e as primeiras da primavera, já que este período é anterior a fase de crescimento da planta.

Para reproduzir a planta, escolha os rizomas mais longos e escuros, com gemas, pequenos calos dos quais nascem novas folhas. Com uma tesoura de poda, corte pedaços de 15 centímetros, dos quais de desenvolverão novas plantas.

Após cortar os rizomas, enterre-os até a metade, a 45° em um vaso com substrato úmido e rico em matéria orgânica. Caso o galho tenha alguma folha adulta, retire-a, para que a planta concentre toda sua energia em produzir novos brotos.

Características e curiosidades da Renda-portuguesa

Esta samambaia com folhas que lembram rendas conquistou o mundo todo, especialmente a decoração de ambientes internos. Sua folhagem densa e seus galhos exóticos trazem ao espaço um toque das florestas tropicais e, além disso, ela representa prosperidade e sorte. Descubra na seção abaixo, mais curiosidades sobre a renda-portuguesa:

Forma física da Renda-portuguesa

A Renda-portuguesa possui uma forma única e exótica, tanto em sua folhagem, cheia de detalhes e recortes, tal qual uma renda, como em seus rizomas, galhos marrons, contorcidos e com uma fina penugem.

Suas folhas têm um verde vibrante mas, no inverno, meses antes da época de seu crescimento, elas ficam amareladas e caem. Em inglês, o nome desta samambaia significa “pé de cervo” ou “pé de coelho”, por conta de seus curiosos rizomas felpudos, que, por sua forma e cor, lembram patas de animais.

Diferença entre a Renda-portuguesa e Renda-francesa

Outra samambaia muito apreciada é a renda-francesa que, assim como a portuguesa, possui rizomas e folhas rendadas. As condições de iluminação, solo e temperatura são muito similares entre as duas, assim como a forma física. Porém, existem alguns pontos sutis que diferenciam os dois tipos de samambaia.

A principal diferença é a disposição dos ramos nas folhas das plantas. Enquanto na renda-portuguesa eles ficam espalhado pela haste, separados por alguns centímetros de distância, na renda-francesa eles se concentram na extremidade.

Uso da Renda-portuguesa no paisagismo

Como as outras samambaias, a renda-portuguesa é muito apreciada na decoração quando pendurada. Uma boa dica é utilizar suportes de macramê de cores avermelhadas, que dão destaque ao verde das folhas da renda-portuguesa. Elas também ficam bem sobre estantes e móveis altos.

Em espaços externos, uma opção é pendurar os vasos de renda-portuguesa nos galhos de grandes árvores, ou posicioná-los perto dos troncos. Desta maneira, além de aproveitar a sombra natural para proporcionar um ambiente perfeito para a planta, os quintais e jardins ganham um toque delicado, por conta das folhas rendadas desta samambaia.

Significado da Renda-portuguesa

Os rizomas felpudos e marrons da renda-portuguesa deram a ela o nome de samambaia pé de coelho. Por isso, ela simboliza boa-sorte, sendo considerada um amuleto e um ótimo presente para quem está em um período de transição e mudança.

Em ambientes internos e varandas, a renda-portuguesa na decoração traz prosperidade para os campos da carreira e do trabalho, segundo o Feng Shui, prática milenar que busca harmonizar o ser humano com o espaço ao seu redor. Além disso, as samambaias, de maneira geral, simbolizam a ancestralidade, por serem uma das plantas mais antigas a habitar no planeta.

Veja também os melhores equipamentos para cuidar da renda-portuguesa

Neste artigo apresentamos informações gerais e dicas de como cuidar da renda-portuguesa, e já que entramos nesse tema, também gostaríamos de apresentar alguns de nossos artigos de produtos de jardinagem, para que você cuide cada vez melhor de suas plantas. Confira abaixo!

As 10 melhores mangueiras de jardim de 2022: Flexzilla, Tramontina e muito mais!

https://portalvidalivre.com/articles/2088

Em busca de uma mangueira de jardim? Confira neste artigo as 10 melhores do mercado, juntamente com dicas de como escolher que vão auxiliar na sua compra!

Os 10 melhores kits de jardinagem de 2022: da Tramontina, NOLL e mais!

https://portalvidalivre.com/articles/1041

Pensando em comprar um kit de jardinagem e se aprimorar nessa atividade? Confira aqui os melhores modelos disponíveis no mercado e dicas de como escolher!

As 10 melhores tesouras de poda de 2022: Tramontina, Vonder e mais!

https://portalvidalivre.com/articles/1523

Você quer comprar uma tesoura para jardinagem mas não sabe qual escolher? Confira a seguir o ranking com os 10 melhores modelos de tesouras!

Aproveite as dicas e cultive sua Renda-portuguesa facilmente!

Planta da espécie Renda-portuguesa cultivada no vaso em um jardim.

Como mostrado neste artigo, as rendas-portuguesas são plantas que necessitam de cuidados simples, voltados principalmente para as condições de umidade e iluminação. Para que esta samambaia cresça de maneira saudável e encha o ambiente com seu verde vibrante e suas folhas delicadas, o solo deve ser regado com frequência, sem, entretanto, alagá-lo.

O espaço escolhido para a planta deve estar livre de correntes de ar e ser banhado por luz indireta. Uma grande vantagem da renda-portuguesa é a facilidade de se propagar. Por isso, ter uma planta adulta garante novas mudas anualmente, que podem ser dadas como presentes únicos e exóticos. .

Penduradas ou sobre móveis, as rendas-portuguesas trazem parte das florestas tropicais para sua sala, escritório, quarto ou varanda, simbolizando ao mesmo tempo a ancestralidade e a prosperidade. Aproveite as dicas deste artigo, cultive a sua própria renda-portuguesa.

Autor deste artigo

Historiadora, pesquisadora e educadora apaixonada por seu quintal e suas plantinhas.

Últimos posts


O Motorola Moto E22 é bom? Preço, ficha técnica e mais!

O Motorola Moto E22 é bom? Preço, ficha técnica e mais!

Quer saber se o Moto E22 é o celular certo para você? Neste artigo, veja as especificações técnicas do aparelho, vantagens, indicações de uso e muito mais!


Gestão de negócios aplicada ao Recursos Humanos

Gestão de negócios aplicada ao Recursos Humanos

Descubra como a gestão de negócios otimiza o departamento de Recursos Humanos, melhorando processos e estratégias empresariais.


Os 16 Melhores Notebooks i7 de 2024: Dell, Samsung, Acer e mais!

Os 16 Melhores Notebooks i7 de 2024: Dell, Samsung, Acer e mais!

Quer comprar o melhor notebook i7 para você? Confira neste artigo as dicas necessárias para escolher o modelo ideal e os 16 melhores produtos do mercado.


Os 8 Melhores Notebook Acer de 2024: Aspire, Spin e mais!

Os 8 Melhores Notebook Acer de 2024: Aspire, Spin e mais!

Em busca do notebook ideal da marca Acer? Neste artigo, apresentamos os 8 melhores notebooks Acer para 2024, como escolher e onde comprar!


Os 10 Melhores PCs Gamers Completos de 2024: Chip7 Informática, Mancer e mais!

Os 10 Melhores PCs Gamers Completos de 2024: Chip7 Informática, Mancer e mais!

Procurando o melhor PC gamer completo? Neste artigo confira muitas informações desse produto para escolher o ideal e veja um ranking com os 10 melhores!


Palavras do momento

Palavras-chave do momento no PortalVidaLivre


DIY Decoração Cuidados automotivos Suplementos Moda Artigos Esportivos