Bonsai de pitanga: como fazer um, plantar, cuidar e muito mais!

Bonsai de pitanga: como fazer um, plantar, cuidar e muito mais!

Neste artigo, você conhecerá o bonsai de pitanga! Veja informações sobre seu cultivo e dicas para mantê-lo saudável.


Bonsai de pitanga: conheça mais sobre esse tipo de bonsai

A pitangueira, árvore que dá o fruto da pitanga, é brasileira. Ela é nativa da Mata Atlântica e tem o nome científico de Eugenia uniflora. Seus frutos possuem coloração avermelhada, amarela, ou preta e são muito frágeis. São muito apreciados na nossa terra por seu sabor agridoce e por serem rico em cálcio, sendo uma ótima alternativa para os intolerantes a lactose.

Bonsai é uma técnica japonesa de manter árvores em pequenas dimensões e com a pitangueira sendo uma árvore de pequeno ou médio porte, fica mais fácil cultivar seu bonsai, onde suas folhas ficam densas e brilhosas, com pequenas flores brancas, que duram apenas um dia, as quais são polinizadas por abelhas.

O cultivo não é complicado, porém há alguns detalhes que precisam de mais atenção, como o modo de plantio. Se você está interessado em decorar sua casa, ter frutinhas deliciosas e nutritivas para comer e ter uma experiência terapêutica de cultivar um bonsai, esse artigo é para você. Confira mais informações abaixo!

Informações básicas do bonsai de pitanga


Nome científico
Eugenia uniflora
Nome popular
Pitanga, Pitangueira, Cerejeira-brasileira, Ginja
Origem
América do Sul
Porte
30~60 cm
Ciclo de vida
Perene
Floração
Verão e primavera
Clima
Tropical, semiárido e temperado


A pitangueira é uma árvore ornamental, por isso, cai tão bem plantada como bonsai. Sendo nativa do Brasil, seu nome significa, em tupi, vermelho-rubro, devido a cor de seus frutos maduros. O porte pode ser arbustivo ou arbóreo, porém, no caso dos bonsais, não costuma passar de 60 cm. Nos últimos anos a produção industrial de polpas, sorvetes e sucos de pitanga cresceu bastante.

Agora que você já sabe mais sobre a técnica do bonsai, e sobre a pitangueira em si, chegou a hora de colocar em prática plantando a sua em casa. Confira abaixo!

Como plantar o bonsai de pitanga

Plantando bonsai

A pitangueira é uma árvore resistente e fácil de cultivar. Essa seção vai explicar como fazer o plantio, técnicas de adubação, como manter o solo agradável para a planta, condições de temperatura e rega. Tudo detalhadamente explicado para o seu bonsai de pitanga crescer forte e bonito. Veja mais!

Como plantar com a muda de bonsai de pitanga

Tenha em mente que o processo para se atingir um bonsai de pitanga é longo, podendo demorar anos. Para começar, se o cultivador pretende plantar por mudas, ele deve separar estacas, que são fragmentos da árvore. É importante deixar algumas folhas na parte superior, cortadas pela metade, além de cortar o broto apical que fica no topo do pedaço do caule a ser cortado.

É importante deixar um corte diagonal bem pequeno no início da estaca, para facilitar o enraizamento. Após isso, a muda deve ser deixada em um substrato de carvão, durante dois meses na sombra. O vaso deve ter furos embaixo para facilitar a drenagem de água.

Como plantar com a semente do bonsai de pitanga

O plantio por sementes do bonsai de pitanga pode ser feito após a escolha das sementes, tenha preferência pelas que forem retiradas dos frutos colhidos frescos, despolpados e lavados. Pode-se semear nesse instante. Alguns cultivadores deixam as sementes secando em um lugar sombreado e depois as refrigeram por alguns dias. O primeiro método é o mais aconselhado por profissionais.

A forma mais fácil de germinar as sementes é em uma bandeja com pouca profundidade, que tenha buraquinhos de drenagem em sua base para evitar excesso de água. Pode se usar pedrisco e areia lavada para mesma função. O tempo de germinação fica em aproximadamente vinte a trinta dias. Após isso, deve-se podar as raízes mais grossas e mover as finas com cuidado, para iniciar o cultivo.

Solo ideal para bonsai de pitanga

O bonsai de pitanga exige um solo fértil, com bastante nutrientes. Os especialistas recomendam que os cultivadores façam uma mistura que deixe o substrato pouco compacto e bem drenável. A troca de solo deve ser feita a cada dois anos, de preferência no início da primavera.

Uma boa combinação é areia peneirada, na mesma quantidade, condicionador de solo, que deixará o substrato mais propenso para o crescimento adequado da planta, e uma menor quantidade de argila refratária peneirada, que permitirá uma boa drenagem no substrato.

Adubação para bonsai de pitanga

O bonsai de pitangueira tem melhor aproveitamento quando a adubação é feita no início da primavera até o final do verão, ou seja, nos últimos e nos primeiros meses do ano. Sua fase de crescimento é a melhor para se adubar, e deve-se evitar períodos de floração intensa para fazer o processo, pois isso pode atrapalhar.

Recomenda-se o uso de adubos ricos em nutrientes, como NPK (‎Nitrogênio, Fósforo e ‎Potássio), borra de café, casca de vegetais e de ovo e também a casca de banana. Todos esses materiais deixarão o substrato forte para crescer a pitangueira.

Temperatura ideal para bonsai de pitanga

As pitangueiras apreciam sol pleno, entretanto, deve-se evitar o sol do meio dia, pois este horário os raios solares são muito fortes e podem atrapalhar o desenvolvimento da planta. O mais recomendado por especialistas no cultivo de bonsai é deixar a pitanga recebendo luz solar direta por pelo menos 3 horas diariamente. Em ambientes internos, se for o caso, priorize locais iluminados que tenham bastante incidência de luz.

No verão, mantenha o solo mais úmido que o comum para manter os níveis ideias de água para o bonsai de pitanga. O cultivador deve ter em mente que a floração e a frutificação da planta dependem do quanto de luz solar ela é exposta por dia.

Rega para bonsai de pitanga

O bonsai de pitanga exige níveis elevados de consumo de água. Em dias de calor, deve-se regá-lo entre 1 a 2 vezes por dia, se estiver muito quente. Com o clima seco, apenas uma rega não será suficiente para deixar a terra sempre úmida. A pitangueira não suporta períodos de estiagem, por isso, em hipótese alguma a deixe sem água.

Em dias mais frios, o recomendado é regar a planta caso a superfície do substrato estiver seca. Vale a pena checar com um palito ou com os dedos o nível de umidade da terra, pois excessos de irrigação em temperaturas baixas podem trazer fungos nocivos à saúde da pitangueira.

Propagação do bonsai de pitanga

O bonsai de pitanga pode ser propagado por sementes que são polinizadas. Estaquia, que é o processo de retirada de fragmentos da planta, que são tratados e replantados como mudas. E até mesmo enxertia, método que consiste na união de plantas através de enxertos, que une o tecido dos dois corpos, que pode ser feito com arames ou fitas.

Posição ideal do bonsai de pitanga

A posição ideal para o bonsai de pitanga varia de acordo com a estação e o clima de onde ele está plantado. Caso esteja no inverno, no outono ou na primavera, recomenda-se colocar a planta sob sol contínuo, mantendo seu solo sempre úmido.

No verão, entretanto, fazer isso pode ressecar a planta. Nessas condições, especialistas recomendam deixá-lo sob sol pleno somente o período da manhã, antes das 10h, e no final da tarde, depois das 16h. Fazendo isso, a planta vai fazer toda a fotossíntese que precisa para desenvolver seus frutos e flores efetivamente.

Pragas e doenças do bonsai de pitanga

Mesmo sendo resistente, o bonsai de pitanga pode ser acometido por alguma praga. A mais recorrente é uma mariposa chamada broca-do-caule-e-dos-ramos ou broca-das-mirtáceas, as quais em estado de lagarta, brocam os ramos e o tronco, deixando pequenas teias nos vãos. E podem secar os galhos. Para controlar esse problema, basta podar e queimar as partes afetadas ou pulverizar inseticida.

A mosca-das frutas também é outra praga que pode afetar a pitangueira, pois suas larvas se alimentam dos frutos, apodrecendo-os. Para controlar a praga, deve-se identificar a sua presença utilizando melaço e depois a envenenando, com água, açúcar e algum inseticida, repetindo o processo até que o problema acabe.

Como cuidar do bonsai de pitanga

Pessoa cuidando de bonsai

Agora que você já sabe cultivar seu bonsai de pitanga, por que não dá uma conferida na nossa seção de dicas? Aqui, a gente preparou conselhos especiais para sua pitangueira crescer saudável, forte, bonita e dando bastante frutos. Nota-se que são dicas simples, de monitoramento, nada muito complexo. Confira abaixo!

Use um palito para verificar a umidade

Para não cometer erros na irrigação do bonsai de pitanga, é recomendável utilizar um palito comprido para verificar a umidade da terra. Coloque-o dentro a terra para verificar, se ele sair molhado ou úmido, não é necessária a rega.

Entretanto, se o pálido apresentar metade de sua extensão úmida, é bom fazer uma irrigação, ainda mais em dias quentes, pois a pitangueira consome bastante água.

Escolha o vaso certo para o bonsai de pitanga

O vaso é parte fundamental para o cultivo do bonsai de pitanga dar certo. Ele segura o substrato que edifica a árvore, sendo fundamental sua escolha ser bem pensada. Para a pitangueira, recomenda-se vasos de cerâmica, que pode ser brasileira, chinesa ou japonesa, pois esse material auxilia na drenagem da terra e na manutenção do bonsai.

Recomenda-se também que ele seja largo, para suportar as raízes, e que sua drenagem seja bem feita pelos furos interiores. Outros vasos também podem ser utilizados, mas o cultivador deve ficar atento quanto aos níveis de água da terra.

Preste atenção no clima

O clima é parte essencial para um bom cultivo do bonsai de pitanga, pois os níveis de rega e umidade estão diretamente ligados aos níveis de luminosidade e temperatura os quais a planta é exposta. Tenha em mente que se o bonsai estiver plantado em uma região fria, as regas não precisam ser tão constantes, bastando uma por dia, sem excessos.

Entretanto, se a planta estiver um local quente e seco, o recomendado é fazer duas regas por dia. Caso seja verão, e o clima estiver chuvoso e úmido, pode-se manter a rega diária que as necessidades do bonsai serão supridas. Em qualquer dúvida, utilize um palito para verificar a umidade da terra.

Faça a aramação no bonsai de pitanga

A aramação dos bonsais é uma técnica muito importante para a parte artística do cultivo, pois ela vai definir e estilizar os galhos, para que eles fiquem da forma que o artista, ou cultivador, desejar. Para que os galhos fiquem fixos na posição definida, os arames de cobre ou alumínio devem ser mantidos por alguns meses, e depois removidos.

A aramação deve ser feita antes do molde, então, amarre primeiro os galhos para moldá-los a seu gosto posteriormente. De preferência, utilize arames médios para a pitangueira, pois seus galhos não são nem muito finos, nem muito grossos. E mais importante, faça tudo com muito cuidado, respeitando os limites físicos da planta, pois ela pode se quebrar.

Crescimento de musgos

Uma técnica muito ornamental é cobrir a superfície do solo com musgos, fator interessante que protege o solo de animais e da desidratação. Deve ser utilizado musgos de comportamento não-agressivo, que sejam encontrados em lugar semelhante ao que você faz o plantio do bonsai. No caso das pitangueiras, em local majoritariamente ensolarado.

Colete-os com cuidados e transporte-os sem demora para que não ressequem. Certifique-se que a camada superficial do solo possui bastante nutrientes.

Curiosidades sobre bonsais

Exposição de bonsais

Sabendo tudo sobre cultivar o bonsai de pitanga, é interessante saber mais sobre os bonsais em si, sua história, mais informações sobre o seu cultivo e outras árvores que podem ser miniaturizadas. Essa seção do texto vai explicar mais sobre isso, confira!

O que representa um bonsai?

Em japonês, bonsai significa “cultivado, plantado em bandeja ou vaso”. É uma obra de arte que deve ser produzida tomando diversos cuidados, para simular os padrões de crescimento da árvore normal, porém em tamanho reduzido. Mesmo sendo uma palavra japonesa, a técnica tem origem na China, por volta de 700 anos antes de Cristo.

O cultivo de bonsai veio evoluindo muito nos últimos séculos, e hoje é uma arte de jardinagem exótica, que exige paciência, muitos cuidados com poda e adubação e habilidades artísticas. O bonsai representa boa sorte e bastante dinheiro, segundo as culturas orientais tradicionais.

Quais espécies de árvore eu posso fazer um bonsai?

A grande maioria das árvores podem virar bonsai, sendo variante somente o nível de dificuldade e paciência necessária. Algumas têm menos exigências quanto a poda e adubação, além de tomarem o formato de miniatura mais rápido. Outras, por outro lado, exigem muitos anos e técnica para se desenvolverem idealmente.

Dentre as diversas árvores para fazer bonsai, temos a fícus, nativa da Ásia, mini romã, que vem do Oriente Médio, a primavera, aqui do Brasil, jabuticabeira, também de origem brasileira, junípero japonês, pinheiro negro, das montanhas japonesas e por último, também oriental, a bela azaléia.

Quanto tempo pode durar um bonsai?

As obras de arte de bonsai, se forem bem tratadas, podem durar gerações. Incrivelmente, temos bonsais que datam de mais de 800 anos, os quais tiveram muita dedicação de seus cultivadores. Os bonsais, normalmente, levam alguns anos para atingir a forma ideal, pois a árvore precisa “se acostumar” a viver de forma pequena.

O bonsai de pitangueira vive, no mínimo, dois anos, e pode levar até 5 anos para adquirir o formato ideal.

Benefícios para quem cultiva bonsais

Pessoa cuidando de um bonsai

Há diversos benefícios para pessoa que cultiva bonsai. Por muitas vezes, devido a falta de espaço ou lugar apropriado, essa forma de cultivo é considerada pois traz os mesmos, e até mais, benefícios que a jardinagem convencional. Confira abaixo os maiores prazeres que o cultivo de Bonsai pode proporcionar!

Contato direto com a natureza

Ao plantar e cuidar de um bonsai, o cultivador tem contato direto com a natureza, pois é como se ele estivesse plantando e cuidando de uma árvore, porém com muitos outros cuidados que a miniatura necessita.

Pesquisas apontam que contato com o meio natural, mesmo em poucas quantidades, pode ser significativo para a saúde mental das pessoas, principalmente aquelas que vivem em grandes cidades.

Passatempo que exercita a calma e paciência

Por ser um cultivo demorado, o exercício de calma e paciência é constante. Os processos são demorados, desde o plantio, até a germinação, crescimento, molde e colheita (em alguns casos). Entretanto, essa demora é prazerosa, pois desenvolve nossa habilidade de esperar e receber grandes recompensas em troca, como a felicidade de ver seu cultivo se desenvolvendo.

Pode ser uma ótima atividade para pessoas ansiosas, aprender a esperar é um ótimo passo para viver melhor e isso é proporcionado com o cultivo de bonsais.

Possibilita exercitar a criatividade

O cultivo de bonsais, além de uma técnica de paisagismo ou jardinagem, é um processo artístico. Portanto, pessoas que tem déficit criativo podem desenvolver suas habilidades pondo em prática as dicas de criação.

Isso ocorre porque cultivar um bonsai está intimamente ligado com a forma da planta, que vai ser escolhida pelo cultivador, além da parte ornamental do vaso, a posição e toda a questão decorativa que vem junto com a técnica.

Possibilidade de geração de renda

Para quem tem mais experiência, o cultivo de bonsais pode trazer algum retorno financeiro, principalmente pelo fato de que este artesanato é muito praticado e valorizado no mundo todo. Feiras de artesanato são ótimos pontos de venda de bonsais, mas deve-se ter paciência para ter lucros.

Alguns profissionais da área ainda tendem ao ensino, seja fazendo canais no Youtube ou em outras redes sociais, e também vendem e-books e artigos. Todos esses meios ajudam cultivadores no mundo todo a aperfeiçoar a arte.

Exercite a calma e paciência cuidando de um bonsai de pitanga!

Agora que você já sabe todos os passos para cultivar um bonsai de pitanga, vale a pena tentar você mesmo, não é? Pois além de ajudar na manutenção da sua saúde mental, você vai adicionar um toque exótico para a decoração da sua casa, que vai chamar atenção de todas as visitas. Ainda há quem diga que plantar bonsai traz dinheiro, mas pense primeiro no cultivo.

É uma ótima pedida para aqueles que estão iniciando na arte do bonsai, pois além de ser brasileira, a pitangueira cresce muito fácil por aqui, pois o clima e a temperatura são adequados.

Se você gostou do artigo e se apaixonou pelo bonsai de pitanga, comece agora mesmo a cultivar o seu!

Autor deste artigo

Últimos posts


Os 10 Melhores Alarmes para Motos de 2022: Positron, Taramps e muito mais!

Os 10 Melhores Alarmes para Motos de 2022: Positron, Taramps e muito mais!

Está em busca de um bom alarme para sua moto? Aprenda a como escolher o melhor alarme e também confira quais são os 10 melhores alarmes para moto de 2022!


As 10 Melhores Cafeteiras Expresso de 2022: Nespresso, Oster e muito mais!

As 10 Melhores Cafeteiras Expresso de 2022: Nespresso, Oster e muito mais!

Quer adquirir uma cafeteira expresso para fazer um café delicioso e não sabe qual comprar? Veja neste artigo as 10 melhores cafeteiras e como escolher a sua!


As 10 Melhores Bicicletas Aro 16 de 2022: Caloi, Nathor e muito mais!

As 10 Melhores Bicicletas Aro 16 de 2022: Caloi, Nathor e muito mais!

Em dúvida sobre qual é a melhor bicicleta aro 16? Veja dicas de como escolher o modelo ideal para seu filho e uma seleção com 10 melhores bicicletas do mercado!


Mouse Hyperx é bom? Lista com os 6 melhores modelos de 2022!

Mouse Hyperx é bom? Lista com os 6 melhores modelos de 2022!

Saiba como escolher o melhor mouse HyperX por meio das dicas e do ranking com os 6 melhores modelos do mercado. No fim, faça um investimento que compensa!


Os 10 Melhores Cobertores de 2022: de casal, queen e muito mais!

Os 10 Melhores Cobertores de 2022: de casal, queen e muito mais!

Procurando o melhor cobertor de 2022? Confira neste artigo dicas imperdíveis sobre como escolher o ideal e um ranking com os 10 melhores produtos do mercado!


Palavras do momento

Palavras-chave do momento no PortalVidaLivre


Perfume Treinos Alimentação