Como plantar rúcula: veja dicas, tipos de rúcula, benefícios e mais!

Como plantar rúcula: veja dicas, tipos de rúcula, benefícios e mais!

A rúcula é conhecida por seus benefícios e nutrientes. Confira nesse artigo dicas sobre o plantio, qual espécie cultivar e mais informações sobre a sua dieta!


Conheça os principais tipos de Rúcula e seus benefícios

rúcula na mesa

A rúcula, famosa verdura que tem o nome científico de Eruca sativa, é nativa do Mediterrâneo e da Ásia Ocidental. É uma planta de clima mediano que possui um forte sabor amargo e picante. Sua utilização é mais usual na Itália, e aqui no Brasil, ela costuma aparecer em saladas e pizzas, principalmente nos estados do sul do país.

Seu sabor forte é utilizado, em alguns casos, para neutralizar o de outros alimentos, ainda mais pelo fator de que seu consumo estimula o apetite. Possui diversos nutrientes necessários ao corpo humano, como proteínas, vitaminas A e C, sais minerais essenciais como cálcio e ferro e ômega 3, um ácido nutritivo. Possui baixo teor de calorias.

Neste artigo você conhecerá um pouco melhor sobre os diferentes tipos de rúcula que podem ser plantados, além de dicas sobre o cultivo, benefícios e curiosidades sobre a famosa rúcula. Confira isso e muito mais abaixo!

Tipos de rúcula

A rúcula é uma planta que possui diversas espécies diversas, que possuem suas diferenças no formato das folhas, que variam de tamanho e recorte, no sabor, que pode ser mais ou menos intenso ou amargo, no cultivo, e na massa de nutrientes e vitaminas que oferecem. Também podem se diferenciar pelo preço. Confira nessa seção qual rúcula combina mais com sua horta!

Rúcula Cultivada

Provavelmente a rúcula cultivada é a espécie mais tradicional que temos em nosso território, a qual cresce em todas as regiões do Brasil em qualquer época do ano. Suas folhas curtas possuem sabor bem acentuado de amargo e possuem diversos nutrientes. Suas sementes são facilmente adquiridas em diversos mercados e vendedores.

Esta variedade também se encaixa bem no cultivo hidropônico, sem contato direto com o solo, além da produção de microverdes e cultivo baby leaf.

Rúcula Hidropônica

Rúcula Hidropônica

A alguns anos, a rúcula não era tão popular em nosso mercado de hortaliças, pois sua produção era dificultada pelo tempo de cultivo da planta, que se estendia por quase 2 meses. O cultivo hidropônico mudou essa realidade, pois antes, as folhas de rúcula chegavam às feiras, mercados e hortifrutis com folhas duras e amargas.

Agora, com o cultivo da planta sendo feito em uma solução aquosa que contem todos os nutrientes que ela precisa, o tempo para se obter uma colheita de rúcula caiu pela metade. Ainda acompanhado com o fato de que as folhas ficam mais gostosas e fáceis de comer. Mesmo sendo um método de plantio mais caro, pode valer a pena pelo resultado final.

Rúcula Donatella

A rúcula Donatella possui folhas de grande tamanho, textura lisa, são tenras e possuem cor verde bem escura. Contam com uma variedade uniforme, que faz com que os níveis de produção sejam elevados. Chegando até os 18 centimetros, suas sementes devem ser separadas de 15 a 20 cm de distância, com uma germinação que leva uma semana.

É uma planta ideal para prática de baby leaf, que consiste na colheita prematura das folhas pensando no seu sabor, e do cultivo hidropônico, que a confere um crescimento rápido e sabor ideal. Em lugares mais quentes, evite de plantar a rúcula Donatella no verão.

Rúcula Antonella

As folhas da rúcula Antonella são pequenas, possuem um desempenho de cultivo bem uniforme e eficiente na colheita. Esta espécie também se dá bem com a produção de baby leaf e o cultivo de forma hidropônica, ambos realçam seus sabores. Ainda mais que suas irmãs, a Antonella possui uma ótima resistência, de forma que mantenha as características iniciais da colheita.

Pode ser plantada durante todo o ano, porém, seu tempo de cultivo no verão é menor. Enquanto no inverno pode demorar até 60 dias, apenas 2/3 desse tempo são tomados na estação mais quente, a qual leva 40 dias para o ciclo do cultivo ser concluído.

Rúcula Silvestre

As folhas de rúcula silvestre são recortadas, de forma que parecem ter sido feitas à mão. Assim como as outras espécies, seu cultivo hidropônico é incentivado, assim como a produção de baby leaf. Ambos os cultivos deixam as folhas da rúcula silvestre mais saborosa e gostosa de mastigar. Ela pode ser cultivada o ano inteiro, e possui um replantio muito facilitado por estacas ou sementes.

Essa espécie está presente em maior volume na gastronomia italiana, norte-americana e australiana. Todos esses mercados são mais quentes para o consumo da hortaliça.

Rúcula Rokita

A rúcula Rokita, assim como a silvestre, possui folhas de formato recortado, entretanto, essa espécie apresenta formato ainda mais diferenciado. Essa característica, acompanhada do sabor aromático e diferente da espécie, lhe confere uma posição especial entre as espécies de rúcula. Também é uma espécie ideal para cultivo hidropônico, que conserva o seu aroma.

Suas folhas são crocantes, e seu plantio pode ser feito durante o ano inteiro, entretanto, é recomendado que se faça no verão, onde o cultivo leva menos tempo. Suas sementes possuem um ótimo rendimento e sua aparência atrai a atenção dos consumidores.

Rúcula Gigante folha larga

Como o próprio nome revela, essa espécie de rúcula possui tamanho avantajado perante as outras de sua espécie, contando com grandes folhas com largura especial. De cor verde intensa, essa espécie também se dá muito bem na produção de baby leaf e cresce com sabores intensificados no cultivo hidropônico.

A rúcula gigante folha larga é ideal para produção de microverdes, que são seus brotos colhidos nas 3 primeiras semanas de germinação, por conter um número elevado de nutrientes e sabor adocicado. Outros exemplos de microverdes são rabanetes, alfafa e espinafre.

Como plantar rúcula

como plantar rúcula

Agora que você já conhece os tipos de rúcula, chegou a hora de escolher um e plantar na sua horta. O cultivo para todas as espécies é parecido, entretanto, o cultivador deve se atentar a alguns detalhes importantes que serão explicados na seção abaixo. Confira!

Como preparar o vaso

Para iniciar, tenha em mente que um dos aspectos mais importantes para a rúcula crescer rápido, saudável e saborosa é uma boa preparação do vaso, que deve conter uma drenagem eficiente. Procure um vaso com um sistema de drenagem eficiente, que seja ao menos simples, como furos embaixo.

Entretanto, troque a água do pratinho constantemente para evitar proliferação do mosquito da dengue.

Solo para rúcula

O solo ideal para o plantio da rúcula deve ter, ao menos, 15 cm de profundidade e 15 cm de diâmetro, para que suas raízes tenham bastante espaço para se desenvolver. Caso seja vontade do cultivador fazer o plantio em fileiras, deve-se fazer o uso de vasos compridos no estilo jardineira. O solo pode ser substrato para outras verduras folhosas, também, como alface.

Essa combinação faz a rúcula se desenvolver melhor ainda, então é uma ótima ideia reservar um vaso, ou até mesmo uma seção, para o plantio de hortaliças que vão na salada do jantar. Além de ser um cultivo fortificado, pode se tornar uma parte ornamental da horta.

Substrato da rúcula

Um bom substrato para o plantio de rúcula deve ser constituído de uma terra vegetal que seja rica em matéria orgânica, para ceder todos os nutrientes que a planta precisa. Além disso, a terra deve ter uma boa drenagem, para isso, usa casca de pinus e carvão vegetal, para não concentrar excessos de água, fator que pode apodrecer as raízes da planta, além de sufocá-la e trazer fungos.

Um bom fertilizante natural é o húmus, que pode ser comprado ou produzido em casa. Sua constituição de matéria orgânica faz com que a rúcula cresça com vigor e rápido, garantindo uma boa colheita. O pH ideal do solo deve estar em entre 6 e 7.

Melhor período para plantar rúcula

Um ótimo fator quanto ao plantio de rúcula é que esta é uma planta versátil, que se adapta a diversos locais. Pode ser cultivada no ano todo, entretanto, caso o plantio seja feito no verão, é importante ater-se quanto ao calor excessivo. Todavia, o plantio da planta nessa época também lhe confere uma germinação e crescimentos mais acelerados.

Caso o cultivador more em regiões mais quentes e secas, o ideal é plantar a hortaliça no inverno, aumentando as regas devido ao tempo seco, pois a rúcula não suporta períodos de estiagem muito compridos.

Iluminação e temperatura para rúcula

Sobre a iluminação para o plantio de rúcula, o cultivador deve ter em mente que excessos ou ausências muito grandes podem ser prejudiciais para a planta. O ideal é que aas mudas de rúcula tenham, por baixo, aproximadamente 6 horas de irradiação solar em suas folhas, de preferência, evitando o sol do meio dia no verão. No frio, pode-se deixar a planta sob sol pleno.

A rúcula cresce melhor em climas frios ou amenos, com temperaturas entre 16 a 22°C. Entretanto, se desenvolve bem em temperaturas variados, com ressalvas. Em lugares de calor excessivo as flores crescem precocemente e as folhas ficam mais amargas, e em frio excessivo, proteções são necessárias para não atrapalhar o pleno desenvolvimento da planta.

Quando e como colher sua rúcula

O cultivo de rúcula pode receber a colheita depois de 20 a 65 dias depois de plantadas. Pode ser feita com a remoção total da planta do solo, aproveitado todas as suas folhas, ou cortando somente as que estão mais desenvolvidas e saborosas.

Deve-se iniciar o processo antes da floração da planta, pois, nesse período, as folhas para consumo tendem a ficar menos saborosas, tornando-se mais amargas.

Pragas e doenças para rúcula

A incidência de pragas e doenças sob o sobre o cultivo de rúcula é rara. Ainda mais quando se mantém os padrões de irrigação, nutrição e iluminação constantes e ideais. Caso algum problema aconteça, as mais comuns pragas são lagartas e pulgões, que se alimentam da planta e podem prejudicar seu crescimento ideal.

Métodos principais para combate desses bichos são o cultivo diversificado, além do uso de repelentes e inseticidas naturais, que eliminam as ameaças, mas não prejudicam as plantas, como por exemplo a solução de álcool e fumo de corda. Uma outra alternativa é o incentivo de populações de animais predadores desses insetos, como por exemplo, no caso do pulgão, as espécies de joaninha.

Benefícios da rúcula

rúcula em um prato

Plantando a rúcula no seu jardim ou horta, você garante uma melhora significativa na dieta de quem come a colheita, isso porque a hortaliça possui diversos benefícios a saúde, que podem ser bem explorados. Confira alguns abaixo!

Visão

A rúcula possui grande número de nutrientes oxidantes, como por exemplo a luteína e a zeaxantina. Essas substâncias agem no combate contra radicais livres, que são moléculas instáveis que machucam o tecido ocular. Por isso, a ingestão de rúcula pode prevenir doenças oculares e garantir uma boa visão.

E mais, o caroteno, molécula que absorve pigmentos nos olhos e vitamina A são nutrientes em excesso nas folhas de rúcula, e desempenham um papel essencial na proteção das membranas oculares. Com o consumo da hortaliça, muitas doenças como olhos secos, degeneração muscular ocular e cegueira noturna são prevenidos.

Imunidade

Os nutrientes presentes na rúcula tornam o indivíduo que a come mais imune a diversos tipos de doenças e problemas. Sua riqueza em glucosinolatos, como sulforano e erucina, pode ajudar a prevenir diversos tipos de câncer, como de mama, pulmão e próstata. Suas fibras auxiliam, junto aos antioxidantes, a regulação da pressão arterial, e a vitamina K previne lesões ósseas.

A clorofila e a vitamina C das folhas de rúcula auxiliam o corpo na eliminação de toxinas, pesticidas, produtos químicos indesejados e materiais pesados. Seus nutrientes também ajudam a combater os radicais livres que envelhecem a pele, estimulando a produção de colágeno e deixando o corpo mais forte para qualquer invasor.

Contribui para a saúde dos ossos

A rúcula auxilia a saúde dos ossos pois é rica em cálcio, magnésio e fósforo, minerais essenciais para o fortalecimento, aumento da resistência e da densidade dos ossos, dessa forma, prevenindo diversas doenças como osteoporose, osteopenia ou raquitismo e reduzindo em muitas vezes a chance de fraturas ósseas.

É uma boa alternativa ao leite, para os intolerantes a lactose, pois possui os minerais importantes dele. E mais, a vitamina K auxilia na retenção de cálcio pelos ossos, deixando-os mais saudáveis ainda e diminuindo em muito o metabolismo dessa parte tão importante do corpo, o esqueleto.

Melhora a saúde do coração

A rúcula não só auxilia na saúde do coração, como de todo o sistema cardiovascular do corpo. Isso porque possui grande volume de vitamina C, e antioxidantes como a luteína e a zeaxantina, que auxiliam a redução de danos que são causados por oxidação e estresse nas células das veias e artérias.

Estes fatores, se não forem bem tratados, podem causar doenças como aterosclerose, infarto ou derrame cerebral. A vitamina K da rúcula também combate a calcificação das artérias e suas fibras diminuem colesterol ruim e triglicerídeos, que formam acúmulos de gordura nas artérias e podem causar infartos.

Digestão

A rúcula possui esse gosto amargo devido ao enxofre, ou sulforafano, minerais que previnem inflamações na flora intestinal, além de regular os níveis de acidez no estômago. Esses fatores auxiliam muito o processo digestivo, principalmente daquelas pessoas que sofrem de problemas gastrointestinais ou de indigestão crônica.

Dessa forma, pode ajudar muito quem possui qualquer problema de digestão, até os mais simples, que dificilmente são diagnosticados.

Saciedade

A rúcula possui poucas calorias, fator que faz com que a sensação de saciedade seja sentida para quem come. Isso auxilia pessoas que estão em processo de perda de peso ou que sentem muita fome. Além da baixa quantidade calórica, as fibras da rúcula fazem o retardamento do esvaziamento do suco gástrico.

Tudo isso faz com que a pessoa sinta menos vontade de comer, e acabe emagrecendo controlando a fome que sente.

Curiosidades da rúcula

planta rúcula em uma tábua

A rúcula possui diversas curiosidades, como suas diversas formas de consumo e até contra indicações. Confira abaixo a seção para saber melhor!

Formas de consumo

A rúcula pode ser consumida de diversas formas. É importante, antes, de tudo, higienizar suas folhas para que não fiquem resíduos de sujeira. A hortaliça cai muito bem em saladas, de forma crua, conservando todas as suas propriedades. Algumas carnes, como coxão mole, podem ser recheadas por misturas que vão muito bem com a rúcula.

Algumas receitas de espaguete com alho e óleo recebem de bom sabor as folhas da verdinha, além da famosa pizza, que pode acompanhar, junto da rúcula, tomate seco, champignon, azeitonas e peito de peru. Nossa última indicação fica para um dos meios mais tradicionais para consumo dessa planta, os sanduiches naturais, que podem acompanhar queijo, alface, tomate, cebola e o que você quiser!

Contra-indicações

Mesmo sendo uma hortaliça muito saudável, o consumo de rúcula, assim como de qualquer alimento, deve ser regrado e se encaixar em uma dieta. Em excessos, a ingestão da planta pode causar vômitos e enjoos, e pessoas com insuficiência renal devem dosar a quantidade, devido aos níveis de potássio que podem atrapalhar a ação dos rins.

Pessoas que fazem uso de remédios anticoagulantes devem evitar a rúcula por conta da vitamina K, que corta os efeitos do remédio. Fora esses casos, o consumo de rúcula é bem-vindo e muito saudável para pessoas de qualquer idade.

Aproveite as dicas e cultive a planta rúcula!

rúcula

Uma planta tão fácil de cultivar, tão saudável e que cai bem em tantas dietas não pode passar em branco, não é? Escolha agora mesmo a espécie de rúcula a qual você se identifica mais, as sementes são extremamente baratas e seu cultivo é muito simples. Praticamente qualquer brasileiro em qualquer lugar o país pode plantá-las.

Além de enfeitar sua horta, você pode considerar por iniciar o cultivo hidropônico, e aprender mais sobre essa técnica, lembrando que para isso, é necessário um investimento. Explore, depois da colheita, as diversas receitas em que a rúcula se encaixa, e pense fora da caixa! Inove, use ela conforme seu paladar manda.

Se você gostou das nossas dicas, considere incluir a rúcula em sua dieta, ou em seu jardim, garantimos que só trará coisas boas, portanto, aproveite as nossas indicações!

Autor deste artigo

Palavras-chave relacionadas


Plantas Benefícios Espécies

Artigos relacionados


Tumbérgia: como cuidar, os tipos como arbustiva, azul e muito mais!

Tumbérgia: como cuidar, os tipos como arbustiva, azul e muito mais!

Você sabia que a tumbérgia tem formato de trombeta? Descubra neste artigo demais curiosidades, espécies e como cultivá-la!


Filodendro: os tipos, características e mais desta planta!

Filodendro: os tipos, características e mais desta planta!

Sabia que o Filodendro é uma planta venenosa? Veja neste artigo, oito espécies, dicas de cuidados e curiosidades, desta planta que possui folhagens exuberantes!


Quaresmeira: dicas de como cuidar, como ter em vaso e muito mais!

Quaresmeira: dicas de como cuidar, como ter em vaso e muito mais!

Você sabia que a flor da quaresmeira é símbolo do amor incondicional? Conheça neste artigo, dicas de cuidados e características dessa espécie nativa do Brasil!


Como plantar couve-flor: em vaso, solo, variedade e muito mais!

Como plantar couve-flor: em vaso, solo, variedade e muito mais!

Você sabia que é possível plantar couve-flor em casa? Leia esse artigo para saber como plantar, seus principais cuidados e os tipos de couve-flor!


Flores ornamentais: várias espécies para seu jardim e mais!

Flores ornamentais: várias espécies para seu jardim e mais!

Sabia que as flores ornamentais são muito utilizadas na decoração? Veja neste artigo, 39 opções de flores belíssima, com diferentes cores e formatos.


Últimos posts


Melhor grill de 2021: qual é, os tipos, como escolher, utilizar e mais!

Melhor grill de 2021: qual é, os tipos, como escolher, utilizar e mais!

O grill facilita a rotina e nos deixa mais saudáveis - veja aqui os melhores modelos, características, informações, como escolher o ideal para você e como usar!


Melhores sanduicheiras de 2021: como escolher, modelos grills e mais!

Melhores sanduicheiras de 2021: como escolher, modelos grills e mais!

Está procurando uma sanduicheira? Neste artigo, confira informações sobre elas, como escolher a melhor e quais são os melhores modelos de 2021!


Melhores binóculos de 2021: como escolher, melhores marcas e mais!

Melhores binóculos de 2021: como escolher, melhores marcas e mais!

Veja aqui os melhores binóculos de 2021, como escolher o mais adequado para você, principais marcas, vantagens e desvantagens e mais curiosidades.


Economizar água: por que economizar, dicas de como e muito mais!

Economizar água: por que economizar, dicas de como e muito mais!

Neste artigo, apresentamos uma lista de atitudes sustentáveis que você pode tomar dentro de casa para economizar água. Confira as dicas!


Como plantar maracujá: em vaso, usando as sementes, mudas e mais!

Como plantar maracujá: em vaso, usando as sementes, mudas e mais!

Você sabia que é possível plantar maracujá em vaso e dispor dessa fruta deliciosa em casa, e ainda fazer sucos, doces e muito mais? Saiba mais abaixo!