Orostachys: tipos como boehmeri, malacophylla, japônica e mais!

Orostachys: tipos como boehmeri, malacophylla, japônica e mais!

As Orostachys são suculentas que possuem uma grande variedade de formatos e cores. Conheça mais sobre estas espécies, como cultivar e mais informações!


Suculenta Orostachys: uma roseta oriental

Três pequenas suculentas Orostachys

As suculentas Orostachys se tornaram muito apreciadas para fins de paisagismo e decoração devido a simplicidade e beleza que estas plantas possuem. Por serem muito resistentes e conseguirem se adaptar facilmente a climas e locais diferentes, estas plantas podem ser cultivadas tanto em jardins como em espaços internos.

São várias as espécies de que fazem parte deste gênero, e por isso podem surgir dúvidas quanto aos seus cultivos e outros detalhes mais específicos na hora de escolher. Por isso, se você deseja cultivar estas espécies, é preciso conhecer as exigências e formas de cultivo e cuidados que são necessários. Leia mais a seguir!

Tipos de Orostachys

São tantas espécies e cada uma mais bela que a outra, que realmente é difícil escolher apenas uma Orostachys para plantar em seu jardim ou utilizá-la como parte da decoração de ambientes internos. Portanto, continue lendo e conheça mais a respeito das particularidades de algumas espécies deste gênero a seguir!

Orostachys boehmeri

Orostachys boehmeri

Conhecida também como Rosinha da Pedra, a Orostachys boehmeri é uma planta herbácea, nativa da Ásia e do Japão. Esta suculenta tem um crescimento acelerado e é usada para fins ornamentais. O nome popular desta planta vem do fato de que suas folhas grossas se reúnem formando algumas rosetas na cor cinza-lavanda.

As flores que aparecem nesta espécie em geral são bem pequenas, e possuem um formato semelhante a um sino, podendo ser brancas ou rosas. Estas flores só irão aparecer nas Orostachys desta espécie após o segundo ano de plantio dela e isso deverá acontecer ao longo do outono.

Orostachys malacophylla

Orostachys malacophylla

A Orostachys malacophylla é uma suculenta que pertence à família crassulaceae, originária do Japão e da China. Seu ciclo de vida é perene, e esta não é uma planta que cresce muito em questão de altura, em geral, chegam a atingir apenas 25 cm. Esta suculenta forma rosetas em uma cor verde muito intensa e suas folhas são arredondadas nas pontas.

A floração desta espécie acontece ao longo do verão, mas para fins ornamentais e de paisagismo elas não possuem muito valor, o que mais importa mesmo para estas finalidades são as rosetas formadas pelas folhas grossas da espécie.

Orostachys japonica

A Orostachys japônica é uma espécie de suculenta bienal, que chega a atingir cerca de 10 cm de altura, uma das menores deste gênero. Suas rosetas crescem em pequenos tufos, contam com um tom de cinza-esverdeado. As flores que aparecem nesta espécie, apesar de não serem muito importantes para fins ornamentais, são brancas e saem do centro das rosetas.

Sua origem, assim como a maioria das espécies deste gênero, é no Japão e China. Também pode ser chamada de Pinho da Rocha, devido ao seu formado e pelo fato de que esta planta normalmente se desenvolve em locais como montanhas cercadas de um ambiente rochoso.

Orostachys spinosa

Orostachys spinosa

A suculenta Orostachys spinosa, originária da China, tem um ciclo de vida totalmente perene e é considerada como de pequeno porte, pois chega a atingir cerca de 10 cm. Suas rosetas são muito diferentes, pois se juntam para formar um globo. As pontas das folhas são bem carnudas e contam com pequenos espinhos.

Uma particularidade desta espécie é que após ter a sua primeira floração é comum que ela acabe morrendo. Por isso, esta espécie é considerada como sendo monocárpica. As flores que aparecem nela são pequenas e de cor amarela. E esta planta possui um crescimento bastante lento.

Orostachys minuta

A Orostachys minuta possui rosetas que ficam muito próximas umas das outras, esta é considerada como sendo uma versão um pouco mais verde e brilhante da Orostachys spinosa. Apesar desta semelhança, ela consegue ser ainda menor que a espécie citada, chegando a cerca de 2,5 cm apenas na maioria dos casos.

Também de origem oriental, esta planta possui um tom de verde muito vívido em suas folhas, que são bastante grossas e formam rosetas mais abertas que outras espécies, apesar de serem muito mais próximas. Esta é uma espécie perene e devido ao seu tamanho altamente indicada para ser plantada em vasos.

Orostachys thyrsiflora

Uma das mais diferentes entre todas as espécies é a Orostachys thysiflora. Isso, pois suas folhas são bastante distintas devido a uma cor mais avermelhada que esta espécie assume, visto que a grande maioria possui tons de verde. Esta espécie é nativa de locais na Europa, e é também bem comum de ser vista no Himalaia.

As rosetas destas espécie crescem dando a ela um formato cônico e muito mais longo que as demais, que acabam não crescendo tanto em questão de altura. A folhagem diferenciada faz com que esta planta seja muito utilizada para paisagismo e decorações, pois chama atenção devido ao seu formato e cor.

Orostachys furusei

Orostachys furusei

A Orostachys furusei é uma das espécies mais raras e diferenciadas de suculentas deste gênero. Entretanto, apresentam algumas semelhanças com a rosinha da pedra, por crescerem de uma forma parecida, visto que são formados várias rosetas espaçadas que não se aglomeram formando uma estrutura maior.

Sua origem é Japão, e esta planta tem uma grande resistência à climas diferenciados assim como é comum para as suculentas de um modo geral. O ciclo de vida desta espécie é perene, e para o seu desenvolvimento pleno é necessário que ela seja exposta ao sol diretamente por alguns períodos do dia.

Orostachys iwarenge

Orostachys iwarenge

A Orostachys iwarenge é uma planta extremamente delicada em questão de beleza, por isso em geral é usada para enfeitar ambientes em pequenos vasos, visto que esta não é uma espécie que cresce muito, além de ter um cultivo muito facilitado. Prefere ambientes onde há incidência solar plena, mas suportam permanecer à meia sobra.

O desenvolvimento desta espécie é muito mais lento em períodos frios, por isso no inverno ela não se desenvolve tão bem quanto no verão e primavera. A Orochys iwarenge é bem pequena, e chega a medir apenas 2,5 cm geralmente, por isso ela é ideal para ser plantada em vasos.

Cuidados com a Orostachys

Jardineira cuidando de vasos

As espécies de Orostachys são muito resistentes a várias condições e climas, como é comum de se perceber nas suculentas, que conseguem resistir mesmo em momentos onde o ambiente não está favorável a elas. Mas para garantir que a planta se desenvolva plenamente, alguns cuidados são essenciais. Veja a seguir!

Como plantar a Orostachys em vaso

O plantio das espécies de Orostachys não é muito complicado e nem mesmo exigente. Para plantar em um vaso, é preciso que você leve em consideração a espécie em questão, visto que algumas são muito pequenas mas outras acabam assumindo um tamanho um pouco maior.

Em geral o plantio é feito a partir de outras espécies já cultivadas, sendo assim, as rosetas serão retiradas da planta-mãe, e em seguida serão inseridas em um novo vaso, podendo ser de material plástico. Mas é necessário que haja furos ao fundo do vaso. Também pode ser feito por estaquias, estas deverão ficar a 6cm de profundidade no solo.

Luminosidade para Orostachys

A luminosidade é essencial para que a planta possa crescer e permanecer com suas folhas verdes vivas, entretanto, como as suculentas são muito resistentes é notável que mesmo quando permanecem em longos períodos a meia sombra ou em ambientes sem luz, elas demoram um pouco mais para demonstrar insatisfação.

Mas o recomendado é que as espécies contidas no gênero Orostachys tenham contato com sol pleno, pois conseguem se desenvolver muito mais com a luminosidade promovida por este. Por isso em períodos de mais sol ou localidades que possuem este diferencial estas espécies crescem muito mais bonitas, saudáveis e rapidamente.

Clima para Orostachys

As Orostachys possuem uma grande facilidade para se adaptar, apesar das preferências comuns da planta. Em geral, preferem climas mais quentes. Por isso é comum que esta planta se adapte perfeitamente a regiões que contam com um clima temperado, tropical ou subtropical.

Apesar de sua preferência por locais que a forneçam muito mais sol e temperaturas quentes, as plantas do gênero Orostachys conseguem suportar locais frios e sobreviver perfeitamente nestes ambientes desfavoráveis. Ao longo dos períodos de inverno, esta planta mostra sua resistência, mas não se desenvolve e nem mesmo é possível notar um crescimento até que chegue o verão e primavera.

Rega da Orostachys

As espécies contidas no gênero das Orostachys não precisam de muito exagero em relação a água. Por isso, as regas devem ser feitas de forma moderada, mas garantindo que a planta irá receber a umidade necessária para o seu desenvolvimento.

O melhor é realizar estas regas no período da manhã, visto que a planta contará com a incidência solar do dia inteiro que facilitará para que a água vá secando aos poucos e as folhas não contem com excesso de água ao longo da noite. O solo com muita umidade acaba provocando a podridão das raízes e faz com que a planta venha a morrer.

Solo ideal para Orostachys

Estas suculentas Orostachys não são muito exigentes quanto ao solo, e este nem mesmo precisa ser muito preparado para receber as plantas, de um modo geral. Isso, pois elas não necessitam de solos que sejam muito ricos em nutrientes e minerais. A maior exigência destas plantas é que o solo conte com uma boa drenagem.

Ou seja, para as Orostachys é preciso que a filtragem de água do solo seja positiva, para que este não fique encharcado e venha a prejudicar seu crescimento. Em geral estas plantas na natureza são encontradas em locais rochosos, por isso nos vasos, ao fundo, é inserida brita.

Adubos e substratos para Orostachys

Como as Orostachys não são muitos exigentes em relação ao solo, elas também não necessitam de cuidados extremos com adubação e fertilização de substratos, por exemplo. Mas para que possam crescer saudáveis, é indicado que seja feito este procedimento para garantir bons nutrientes para a planta.

Assim, a aplicação de um bom fertilizante pode beneficiar o crescimento e garantir que esta planta estará saudável. Como são pequenas e pouco exigentes, o melhor é que se aplique apenas metade da dose de fertilizante indicada pelo fabricante, e este processo pode ser feito apenas a cada 2 meses, na primavera e verão.

Manutenção da Orostachys

A manutenção das Orostachys é muito simples, pois ela não precisa de fertilização e podas constantes. Por isso, a manutenção é somente garantir que estejam obtendo a quantidade necessária de umidade, avaliando sempre se suas folhas permanecem com as cores normais e também garantindo que ela receba toda a luz solar necessária.

Portanto, a parte da manutenção é muito mais observar o comportamento da planta e lhe garantir umidade através das regas. E caso sejam notadas mudanças nas folhas, aí sim é necessário que se faça uma poda e também forneça mais nutrientes através da fertilização e adubação pois a planta pode estar necessitando.

Poda da Orostachys

Os cuidados para manter a planta sempre bonita e viçosa são simples, e não exigem muitos esforços. Em geral, quando elas apresentarem folhas com aparência seca ou de cores diferentes do que normalmente possuem, é preciso que seja feita uma poda.

Esta poda só é indicada em casos como este, pois para fins estéticos não é necessário que seja feito, podendo até mesmo prejudicar o desenvolvimento da planta. Portanto, isso deve ser feito com podas apenas com a finalidade de remover as folhas velhas e que não estão mais saudáveis, pois elas podem roubar os nutrientes das demais para sobreviver.

Pragas e doenças comuns da Orostachys

As doenças nas Orostachys podem surgir devido ao acúmulo de umidade em seu solo. Por isso é recomendado o cuidado durante as regas. Isso, pois com um solo excessivamente úmido, as plantas tendem a enfrentar doenças fúngicas e bacterianas, pois ficam mais suscetíveis a estes patógenos.

Desta forma, para evitar que as suas suculentas sejam afetadas por este tipo de doença, é preciso ficar atento com esta questão da umidade. O mais comum de se notar nas folhas das Orostachys são as cochonilhas, que ficam bem aparentes e podem ser combatidas com remédios específicos ou preparos caseiros.

Propagação da Orostachys

A propagação das Orostachys é feita através de enraizamento das folhas se utilizando de estacas para tal. Também podem ser feitas por estolões e por divisão da planta, onde são removidas as rosetas e inseridas em outros vasos, para que cresçam e gerem mais novas rosetas.

Este processo de propagação é mais indicado que seja feito ao longo da primavera, pois favorece o crescimento da planta. Não é indicado que se plante nenhuma espécie de Orostachys ao longo de períodos frios, pois nestas épocas do ano essa planta permanece resistindo ao frio, mas não cresce e nem modifica sua estrutura em nada.

Como fazer mudas da Orostachys

As mudas de Orostachys são feitas a partir das rosetas. Em geral, são arrancadas de forma cuidadosa as rosetas que serão separadas para novos vasos. É indicado que neste processo sejam inseridas uma a uma em novos vasos para que elas possam ter mais espaço para que as próximas rosetas provenientes destas plantadas possam vir a surgir.

Isso, pois algumas espécies possuem os chamados estolões, que quando tocam ao solo produzem novas mudas. Assim, é muito mais garantido que o vaso utilizado não ficará pequeno para o crescimento de uma nova Orostachys que poderá novamente fornecer mudas para a sua propagação.

Sobre a planta Orostachys

Close em orostachys iwarenge

Conhecer os detalhes específicos das Orostachys é de grande importância para quem deseja cultivar estas suculentas, no jardim ou em ambientes internos. Suas características físicas e ciclos de vida são únicos e peculiares. Além é claro, de serem espécies que chamam a atenção em qualquer ambiente. Veja mais a seguir!

Características físicas da Orostachys

As características físicas das Orostachys variam muito, de acordo com cada espécie. Isso, pois algumas possuem estruturas que se assemelham a botões de rosa e outras que parecem muito com pinhas, por exemplo.

Entretanto, elas possuem alguns pontos em comum, que são suas folhas grossas, que é algo presente em todas as espécies deste gênero. Algumas possuem estolões, que são estruturas em hastes, como se fossem um caule, que geralmente pendem para o chão com o objetivo de formar novas raízes. As espécies são muito pequenas, e as rosetas não crescem mais que 10cm.

Paisagismo com a Orostachys

O uso das Orostachys no paisagismo é algo muito comum, pois como são resistentes a vários ambientes e climas, é possível utilizar desta planta tanto em locais externos, como jardins e áreas internas para decoração. No paisagismo se utiliza muito as espécies que possuem cores diferenciadas, vistos que algumas Orostachys possuem cores avermelhadas, por exemplo.

Além do fato de que podem ser plantadas em jardineiras, vasos e até mesmo no chão em jardins menores. Sendo assim, são inúmeras as possibilidades, pois esta é uma planta muito versátil e prática de ser utilizada para estas finalidades.

Ciclo de vida da Orostachys

O ciclo de vida das Orostachys é perene, isso significa que o crescimento desta planta será constante e contínuo. Isso faz com que esta planta tenha um ciclo de vida muito longo, pois possuem condições de suportar climas e locais diferentes.

Assim, estas flores são ideais também para as pessoas que possuem pouco tempo para cultivar e cuidar de plantas, mas desejam construir um ambiente com uma decoração bonita e alegre que elas podem fornecer. O crescimento das plantas perenes se difere das que possuem sazonalidade. Em geral, elas estarão sempre crescendo e fornecendo novas mudas.

O gênero Orostachys possui muitas espécies de suculentas!

Orostachys lilás em foco

Com uma variedade muito grande de suculentas, que podem contar com cores e formatos diferentes, as Orostachys são incríveis e podem ser usadas em diversos ambientes. Como são flores que não crescem muito e podem ser colocadas em pequenos vasos, fornecem decorações delicadas e muito bonitas para salas e escritórios por exemplo.

Nos jardins elas também se destacam pela beleza e delicadeza de suas rosetas, podendo assim construir uma área toda dedicada a estas espécies de suas variações. O fácil cultivo também é algo muito positivo, pois podem ser plantadas até mesmo pelos menos experientes.

Autor deste artigo

Artigos relacionados


Como plantar maracujá: em vaso, usando as sementes, mudas e mais!

Como plantar maracujá: em vaso, usando as sementes, mudas e mais!

Você sabia que é possível plantar maracujá em vaso e dispor dessa fruta deliciosa em casa, e ainda fazer sucos, doces e muito mais? Saiba mais abaixo!


Tumbérgia: como cuidar, os tipos como arbustiva, azul e muito mais!

Tumbérgia: como cuidar, os tipos como arbustiva, azul e muito mais!

Você sabia que a tumbérgia tem formato de trombeta? Descubra neste artigo demais curiosidades, espécies e como cultivá-la!


Filodendro: os tipos, características e mais desta planta!

Filodendro: os tipos, características e mais desta planta!

Sabia que o Filodendro é uma planta venenosa? Veja neste artigo, oito espécies, dicas de cuidados e curiosidades, desta planta que possui folhagens exuberantes!


Quaresmeira: dicas de como cuidar, como ter em vaso e muito mais!

Quaresmeira: dicas de como cuidar, como ter em vaso e muito mais!

Você sabia que a flor da quaresmeira é símbolo do amor incondicional? Conheça neste artigo, dicas de cuidados e características dessa espécie nativa do Brasil!


Pomar de frutas: como fazer, quais frutas, escolha do local e mais!

Pomar de frutas: como fazer, quais frutas, escolha do local e mais!

Neste artigo, veja informações sobre o cultivo de pomares caseiros. Confira também as frutas mais propícias para cada região e dicas de cuidados!


Últimos posts


Melhor grill de 2021: qual é, os tipos, como escolher, utilizar e mais!

Melhor grill de 2021: qual é, os tipos, como escolher, utilizar e mais!

O grill facilita a rotina e nos deixa mais saudáveis - veja aqui os melhores modelos, características, informações, como escolher o ideal para você e como usar!


Melhores sanduicheiras de 2021: como escolher, modelos grills e mais!

Melhores sanduicheiras de 2021: como escolher, modelos grills e mais!

Está procurando uma sanduicheira? Neste artigo, confira informações sobre elas, como escolher a melhor e quais são os melhores modelos de 2021!


Melhores binóculos de 2021: como escolher, melhores marcas e mais!

Melhores binóculos de 2021: como escolher, melhores marcas e mais!

Veja aqui os melhores binóculos de 2021, como escolher o mais adequado para você, principais marcas, vantagens e desvantagens e mais curiosidades.


Economizar água: por que economizar, dicas de como e muito mais!

Economizar água: por que economizar, dicas de como e muito mais!

Neste artigo, apresentamos uma lista de atitudes sustentáveis que você pode tomar dentro de casa para economizar água. Confira as dicas!


Como plantar maracujá: em vaso, usando as sementes, mudas e mais!

Como plantar maracujá: em vaso, usando as sementes, mudas e mais!

Você sabia que é possível plantar maracujá em vaso e dispor dessa fruta deliciosa em casa, e ainda fazer sucos, doces e muito mais? Saiba mais abaixo!