Quaresmeira: dicas de como cuidar, como ter em vaso e muito mais!

Quaresmeira: dicas de como cuidar, como ter em vaso e muito mais!

Você sabia que a flor da quaresmeira é símbolo do amor incondicional? Conheça neste artigo, dicas de cuidados e características dessa espécie nativa do Brasil!


Quaresmeira: uma ótima planta para sua casa!

A quaresmeira é uma espécie brasileira muito querida pela sua estabilidade em ambientes urbanos e sua linda floração característica. Sua popularidade no paisagismo das cidades é tanta que ela acabou tornando-se símbolo de Belo Horizonte (MG).

Ela demanda poucos cuidados quando atinge a fase adulta, suportando tranquilamente as condições do clima aberto. Com tantos atributos, ela é uma forte candidata na escolha da árvore que vai adornar a sua calçada.

Aqui estão reunidas as instruções essenciais para o cultivo da sua quaresmeira, assim como os detalhes da criação de mudas, replantio e informações sobre a fertilização e germinação. Confira a seguir mais detalhes sobre como cuidar da quaresmeira!

Informações básicas da quaresmeira

Flor roxa da espécie Tibouchina granulosa, na Guatemala.

Nome científico
Tibouchina granulosa
Outros nomesQuaresmeira-roxa e Flor-de-quaresma
OrigemBrasil
Porte8~12 metros
Ciclo de vidaPerene
FloraçãoPrimavera, verão e Outono
Clima
Subtropical e tropical


A quaresmeira é uma árvore de porte médio, atingindo aproximadamente de 8,00 m a 12,00 m na fase adulta. É natural da vegetação de Mata Atlântica, suportando muito bem as condições climáticas das áreas do Sul e Sudeste do Brasil. Seu ciclo de vida é perene e dura, em média, de 60 a 70 anos.

Como cuidar de uma quaresmeira

Ferramentas de jardinagem e flores sobre a grama do jardim.

A quaresmeira precisa de cuidados específicos ao longo de seu crescimento. Há uma série de etapas a serem percorridas, desde a geração da semente, passando pelo preparo da muda e chegando ao replantio em terreno. Veja abaixo, as informações detalhadas de como cultivar a sua quaresmeira!

Iluminação para quaresmeira

A iluminação mais adequada para a quaresmeira é o sol pleno. Ela deve receber a luz solar direta por, pelo menos, 6 horas ao dia, garantindo assim a realização plena de sua fotossíntese. Dessa forma, ela crescerá rapidamente e seu ciclo de floração será regular.

A luz solar direta não deve ser bloqueada ou suavizada. Por conseguinte, o melhor local em que a quaresmeira receberá sua luminosidade será o ar livre. Atente-se aos sinais de falta de sol: folhas finas e quebradiças indicam essa necessidade, além do retardamento do seu crescimento.

Solo para quaresmeira

A quaresmeira não demanda um solo muito complexo. A fertilidade e a drenagem rápida, para que não seja acumulada umidade nas raízes, são os fatores mais importantes. Além disso, ele deve ser profundo para a expansão radicular.

O solo fértil, rico em nutrientes, é aquele que contém materiais orgânicos em sua composição. A terra de cor mais escura e o surgimento de brotos espontâneos são indícios da presença desses componentes.

Ele pode ser adquirido facilmente em setores de jardinagem ou pode ser produzido de forma caseira por meio de compostagem. A compostagem consiste na decomposição de cascas, saladas não temperadas e até mesmo borra de café.

Irrigação para quaresmeira

A quaresmeira necessita de maior atenção quanto às regas no seu primeiro ano de cultivo, quando ainda é uma muda. Nesse período, elas devem ocorrer diariamente ou quando o solo estiver seco. Pouco a pouco, elas adquirem maior estrutura e demandam menos água.

Quando a quaresmeira atinge a fase adulta, a irrigação deve ser realizada a cada duas semanas. Isso porque as árvores mais velhas são capazes de armazenar água, mantendo-se por conta própria. Por conseguinte, a rega deve ser muito controlada, a fim de que as raízes não apodreçam.

Melhor temperatura e umidade para quaresmeira

A quaresmeira é uma espécie de clima tropical e subtropical. Então, a melhor temperatura para o seu desenvolvimento gira em torno de 16ºC a 32ºC. Ela tolera o frio moderado, mas morre se for exposta a temperaturas próximas ou abaixo de zero.

É essencial que você considere o clima da sua cidade ao pensar em plantar a quaresmeira. Lembre-se que ela é uma árvore, então ela está exposta às alterações do tempo a céu aberto.

A umidade é um fator pouco relevante para preocupar-se. Apenas na fase jovem é que se faz indispensável a reposição diária da água. Após o amadurecimento, concentre-se em manter as regas semanais nos períodos quentes e diminua a frequência durante o frio.

Fertilizando a quaresmeira

Sabendo que a quaresmeira aprecia o solo fértil, é importante saber como fertilizá-la corretamente. Independente do fertilizante, sempre regue a planta antes da aplicação, evitando assim a queimadura das raízes.

Há dois períodos cruciais para a fertilização: o fim do inverno e o fim da primavera. Cada um diz respeito ao início das duas florações anuais, antecedendo os picos de crescimento.

O adubo orgânico mais indicado para a aplicação do inverno contém farinha de osso em sua composição. Ele é amplamente utilizado em plantas floríferas, como a quaresmeira.O NPK 4-14-8, por ter maior concentração de fósforo e potássio, também é muito recomendado para a mesma finalidade.

Como propagar a quaresmeira

A propagação da quaresmeira pode ser realizada por semeadura ou por estaquia. As sementes são extraídas dos frutos da quaresmeira, que substituem as flores durante o outono e o inverno. Apesar de terem baixa taxa de germinação, elas podem ser cultivadas com auxílio de fertilizantes estimulantes.

A estaquia é feita por meio do corte de um galho com, no mínimo, 15 cm de comprimento. Quanto mais folhas novas no seu comprimento, maior quantidade de ácido indolacético, que têm como função auxiliar no crescimento. O galho deve ser plantado no centro de um vaso com o substrato adequado.

Plantio e replantio da quaresmeira

O plantio da quaresmeira deve ser realizado, primeiramente, em um vaso médio para mudas. Como a planta jovem demanda maiores cuidados, o ideal é mantê-la sob controle e supervisão. Certifique-se que os furos de drenagem do vaso estejam sempre desobstruídos.

Se as raízes começarem a sair pelos furos do vaso, é hora de replantá-la. Remova a planta do vaso e coloque-a num buraco fundo o suficiente para cobrir os ramos radiculares e sustentar a base do tronco.

Nas primeiras semanas, uma boa sugestão é apoiar pequenas vigas de madeira ao redor do tronco da jovem quaresmeira. Desse jeito, ele crescerá reto e a copa não penderá para os lados, além de conferir maior resistência nos momentos iniciais.

Como ter uma quaresmeira em vaso

A quaresmeira pode ser mantida dentro de um vaso até alcançar, mais ou menos, 2,00 m de altura. Nesse andamento, é necessário realizar podas para ajustar o formato, retirando parte dos ramos floridos. O melhor período para realizar esse procedimento é entre a primavera e o verão.

Mesmo assim, o ideal é transplantá-la para terra firme quando suas raízes estiverem muito grandes. A falta de espaço reflete-se no estado da planta, que passa a apresentar aspecto opaco e desenvolvimento estagnado.

Há variações da quaresmeira em formato arbustivo, como a quaresmeira rasteira, que são mais adequadas para o cultivo em vasos. Elas podem ser mantidas assim tranquilamente, sendo lindas opções para a decoração doméstica. Suas flores são iguais às da quaresmeira arbórea.

Doenças comuns da quaresmeira

Entre as principais doenças da quaresmeira, destacam-se a antracnose e os prejuízos secundários desencadeados por fungos saprófitas. Nas duas situações, recomenda-se a retirada das partes acometidas e/ou a aplicação de fungicidas.

Os fungos saprófitas normalmente são inofensivos, mas no caso da quaresmeira, eles decompõem suas raízes quando elas estão muito úmidas. Ocorre, então, o definhamento da planta.

A antracnose, por sua vez, é mais grave e é causada por dois patógenos: Glomerella cingulata e Colletotrichum gloeosporioides. Os sintomas incluem manchas escuras por necrose das folhas e queda parcial da copa. Além disso, nascem menos flores e menos folhas.

Como preparar e plantar a quaresmeira por sementes

As sementes da quaresmeira são obtidas a partir dos frutos que nascem no lugar dos botões florais, seguindo o período de floração. Por conseguinte, eles são encontrados entre abril e maio e entre outubro e novembro. Os frutos são marrons, deiscentes e possuem cerca de 1 cm de diâmetro.

As sementes são muito pequenas, e o cultivo precisa ser cauteloso para ser bem-sucedido. Certifique-se de que o substrato seja fértil e umedecido, e aplique ácido de crescimento para estimula a germinação. Este pode ser comprado em lojas especializadas e suas instruções de uso dependem do fabricante.

Características e curiosidades da quaresmeira

Árvore Tibouchina granulosa em plena floração.

Como é possível observar, a quaresmeira não tem dificuldades ou grandes necessidades na sua cultura. É uma espécie muito agradável para ser criada sem inquietações. Veja abaixo, mais detalhes sobre os usos da quaresmeira e os seus significados!

Forma física da quaresmeira

A quaresmeira possui um tronco cujo tipo varia entre múltiplo ou simples, com diâmetro de até 40 cm. É uma árvore lenhosa, o que pode atrapalhar um pouco o processo de estaquia. Por isso, recomenda-se o uso de um enraizador para o plantio dos galhos recortados.

Cresce cerca de 1,00 m por ano, sendo considerada uma espécie de crescimento rápido. Por esse motivo, é muito utilizada em reflorestamentos e recuperação de áreas verdes.

É do tipo perenifólia, ou seja, suas folhas não caem durante o ano. Elas são resistentes, com nervuras retas e bem demarcadas. Possuem coloração verde-escura e têm formato de lança. As flores nascem em cachos distribuídos por toda a copa.

Flor e floração da quaresmeira

A flor da quaresmeira é muito conhecida pela sua exuberância inconfundível. Elas possuem 5 pétalas e atingem, em média, 5 cm de diâmetro. As pétalas são roxas e possuem o centro branco, o qual fica com tom avermelhado quando é polinizado.

Elas nascem em formato de cacho e estendem-se por todos os galhos da copa, cobrindo a árvore de roxo. Os estames são longos, o que facilita a polinização. São muito utilizadas para a decoração e o paisagismo, acrescentando vitalidade onde quer que estejam.

A floração ocorre duas vezes por ano. A primeira é entre o inverno e a primavera, compreendendo os meses de agosto a outubro. A segunda acontece entre o verão e o outono, nos meses de janeiro a abril.

Significado do nome quaresmeira

A quaresmeira possui este nome porque uma de suas florações ocorre no período da Quaresma. O nome "Quaresma'' vem do latim “quadragésima”, referindo-se aos 40 dias que englobam desde a Quarta-feira de Cinzas até a Páscoa. Eles estendem-se entre os meses de fevereiro e abril.

Além do mais, o roxo é utilizado pela Igreja Católica durante a Quaresma porque remete à Paixão de Cristo e à penitência. Sendo assim, a coloração das flores também é associada a esse evento. Em outros países, ela é chamada de árvore da glória (Glory tree) ou simplesmente de Tibouchina, seu nome científico.

Uso da quaresmeira no paisagismo

A quaresmeira é uma excelente opção para o paisagismo urbano. O seu crescimento acelerado e a sua resistência a organismos externos oferecem grande adaptabilidade ao passeio público. Aliás, suas raízes crescem vertical e profundamente, sem quebrar calçadas, pavimentos ou encanamentos.

Ela fica igualmente bem colocada em jardins e quintais, contanto que lhe sejam conferidas as condições para a sua expansão e seu crescimento. O tronco fino e a copa densa geram uma sombra muito agradável e fresca para o ambiente.

Nos dois locais, mantenha-se em alerta com a proximidade à rede elétrica e agende podas regulares. Outro detalhe importante é que os galhos da quaresmeira são muito finos, quebrando-se sob fortes ventanias. Logo, tenha cuidado durante tempestades tropicais.

Uso da madeira da quaresmeira

A madeira extraída do tronco da quaresmeira é de baixa qualidade. É destinada sumariamente para a fabricação de itens básicos da construção civil, como vigas, caibros e postes. Sua durabilidade diminui ainda mais se ela for exposta ao tempo e, sobretudo, à água.

Outras aplicações para a madeira da quaresmeira consistem na montagem de brinquedos, graças à sua leveza. Caixotes também podem ser produzidos, a exemplo dos que comportam uva e são comumente encontrados em mercados. Em último caso, ela também pode ser utilizada como lenha.

Significado da quaresmeira

A quaresmeira possui grande significado espiritual e religioso. Sua flor é apontada como símbolo do amor incondicional e do primeiro amor. A cor roxa também é vinculada a sensações de calmaria, serenidade, mistério e nobreza.

Para o Catolicismo, a cor roxa representa a Páscoa. Nesse período, as vestes nessa tonalidade trazem sentimentos de penitência, silêncio e prece. Há também a crença de que o chá das folhas de quaresmeira pode ter usos medicinais, atuando como um poderoso cicatrizante. Porém, não existem evidências científicas que comprovem esse efeito.

Cultive perfeitamente a quaresmeira dentro de sua casa!

Planta Tibouchina em um vaso branco.

A quaresmeira é um show completo de tons de roxo e grande volume de flores, chamando a atenção de qualquer pessoa que lhe aviste. Sua adaptabilidade às condições urbanas contribuem para o seu favoritismo como árvore ornamental das ruas e bairros brasileiros.

Os seus simbolismos possuem grande significado, seja do lado místico, seja do lado religioso. De qualquer forma, a grande abundância de sua floração certamente proporciona boas energias para o lar, trazendo a fertilidade e a beleza com bastante intensidade.

Os seus cuidados quanto ao solo e à irrigação são simples, mas outras manutenções mais estruturais não podem ser adiadas. Com todas essas precauções, a sua quaresmeira será a estrela da sua rua, oferecendo charme e exuberância para toda a vizinhança!

Autor deste artigo

Estudante de Letras e apaixonada por jardinagem e decoração. Entrar em contato com a natureza, cuidar do ambiente em que eu vivo e manter minha rotina em ordem são atividades que me trazem um grande bem-estar, e poder compartilhar esse conhecimentos é ainda melhor.

Últimos posts


As 10 melhores tequilas de 2021: José Cuervo, El Jimador e mais!

As 10 melhores tequilas de 2021: José Cuervo, El Jimador e mais!

Pensando em apreciar uma deliciosa tequila? Confira neste artigo as 10 melhores tequilas, os tipos de envelhecimento e como escolher a ideal para seu gosto.


Os 10 melhores whiskys de 2021: Jack Daniels, Ballantines e muito mais!

Os 10 melhores whiskys de 2021: Jack Daniels, Ballantines e muito mais!

Se você aprecia um bom whisky, confira aqui as opções mais recomendadas do mercado atual e aprenda a escolher a garrafa ideal para você!


As 10 melhores chapinhas de 2021: de cerâmica, de titânio, de turmalina e mais!

As 10 melhores chapinhas de 2021: de cerâmica, de titânio, de turmalina e mais!

Em busca de uma chapinha? Neste artigo, confira os 10 melhores modelos de 2021, como escolher a ideal para o seu cabelo e outras dicas de compra.


Os 10 melhores matizadores de 2021: da Salon line, Kamaleão color e mais!

Os 10 melhores matizadores de 2021: da Salon line, Kamaleão color e mais!

Indecisa sobre qual matizador comprar? Confira aqui os melhores matizadores para as diversas cores de cabelo, quando usar, tempo de duração e dicas de compra!


Os 10 melhores repetidores de sinal WiFi de 2021: da Intelbras, Xiaomi, Multilaser e muito mais!

Os 10 melhores repetidores de sinal WiFi de 2021: da Intelbras, Xiaomi, Multilaser e muito mais!

Veja aqui um guia básico para encontrar um bom repetidor de sinal Wi-Fi, uma seleção de ótimos modelos para todos os orçamentos e onde comprar!


Palavras do momento

Palavras-chave do momento no PortalVidaLivre


Ciclismo