Baiacu: conheça espécies e veja como pescar esse peixe venenoso!

Baiacu: conheça espécies e veja como pescar esse peixe venenoso!

Você que saber mais sobre os baiacus? Confira aqui suas características, curiosidades, espécies e dicas de pesca!


O peixe baiacu

pesca de baiacu

Tetraodontidae ou baiacus, como popularmente são chamados, são peixes icônicos, os únicos do oceano capazes engolir água e ar para incharem seu corpo a até três vezes o seu tamanho original. Eles podem ser encontrados em águas ao redor do mundo todo, e são constantemente pescados por sua carne, que é tradicionalmente usada na culinária asiática.

Apesar de ser bastante consumido, esse peixe possui um poderoso veneno capaz até de levar pessoas para a morte. Neste artigo, você irá aprender tudo sobre este incrível peixe, desde a vida, espécies, sobre seu veneno letal, como encontrá-los e pescá-los.

Conheça o peixe baiacu

o peixe baiacu e seus espinhos

O nome "baiacu" tem sua origem no termo do tupi antigo "baîaku", que significa 'algo venenoso'. Esse peixe é comum em águas fluviais na América do Sul, e principalmente no Brasil, onde pode ser pescado e apreciado como um tradicional ingrediente do sashimi. Conheça mais dessa fascinante espécie de peixe a seguir.

Características gerais

Também chamado de "Peixe Balão", a característica mais notável do baiacu é a sua capacidade de inflar seu corpo ao se sentir ameaçado. Este é um mecanismo de defesa que assusta predadores com a mudança repentina de tamanho.

Caso o predador o ataque mesmo assim, esse peixe possui um dos venenos mais poderosos que existem no mundo animal. Uma pequena quantidade é capaz de matar até um ser humano. Por isso, é indispensável retirar todas as partes venenosas do peixe antes de prepará-lo para consumo.

Existem cerca de 125 espécies descobertas até o momento, duas delas estão bastante presentes no Brasil, estas são: Colomesus asellus, que habita água doce e pode chegar a até 12 centímetros; e Colomesus Psittacus, que habita tanto a água de rios quanto de mares, e cresce até 30 centímetros. A seguir ainda há uma infinidade de fatos e curiosidades sobre o baiacu para se conhecer!

Reprodução do baiacu

A reprodução do baiacu acontece durante o período de cheia, entre os meses de setembro e janeiro. Após ser fecundada, a fêmea libera de 3 a 7 ovos, que flutuam até a superfície e eclodem dentro de uma semana. Os filhotes então terminam seu desenvolvimento e vão mais para o fundo ao encontro de outros baiacus.

Também há espécies em que o macho cuida dos filhotes. Ao eclodirem, os alevinos saem dos ovos e permanecem em uma cavidade que é guardada pelo macho, essa condição dura cerca de uma ou duas semanas. Após isso, o macho deixa o local e os filhotes saem para o alto mar.

Alimentação

Baiacus são onívoros, ou seja, não é exagero dizer que eles comem de tudo. Com uma rápida pesquisa pode-se encontrar vídeos desse peixe comendo desde rãs até lacraias ou caranguejos. Isso se dá principalmente por causa de seus dentes, plenamente capazes de mastigar coisas duras. Em seu habitat natural, o baiacu costuma se alimentar de moluscos, crustáceos e outros invertebrados, mas além disso ele se alimenta de plantas e até de detritos.

Quando em cativeiro, eles podem recusar alimentos secos. Ao invés disso, deve-se fornecer alimentos vivos ou congelados. Além disso, é recomendado dar regularmente caramujos, mariscos de casca dura ou até areia calcária para que o baiacu gaste seus dentes, já que eles sempre estão em crescimento, e podem acarretar problemas no peixe caso fiquem grandes demais.

Habitats

Baiacus habitam águas do mundo todo, mantendo-se longe apenas das mais frias, próximas aos polos. Sendo um peixe pelágico, ou seja, que não precisa do fundo dos oceanos para sobreviver, ele costuma habitar profundidades de até 300 metros, preferindo sobretudo, estarem próximos a recifes.

No Brasil, a espécie popularmente conhecida como "Baiacu Amazônico" habita a bacia amazônica. Já o "Baiacu Papagaio", que é uma espécie de água salgada, pode ser encontrada por toda a costa nacional.

Conheça espécies do peixe baiacu

Foram descobertas até o momento cerca de 125 espécies de baiacu. Algumas delas podem chegar a quase um metro de comprimento, enquanto outras são tão pequenas que seu tamanho máximo é 2 centímetros, apenas. Mas todas contam com espécimes belos e coloridos. A seguir, você conhecerá alguns deles!

Baiacu arara

O Baiacu Arara é nativo do Oceano Atlântico Ocidental, mas também pode ser encontrado na costa africana. Vive em regiões costeiras, de baixa profundidade, e em estuários. Quando adulto, tendo hábitos pelágicos, prefere permanecer em alto mar e costuma viver solitariamente ou em pequenos grupos.

Ele chega a atingir 60 centímetros de comprimento e seu corpo não possui escamas. Seu dorso tem coloração variável, que vai desde um tom de verde-amarelado até azul-acinzentado. Já as laterais são esbranquiçadas e apresentam pequenos espinhos.

Baiacu de água doce

Seu nome científico é Colomesus asellus, mas também é conhecido como Baiacu Amazônico. O Baiacu de água doce pode ser encontrado principalmente na bacia amazônica, em canais principais dos rios Amazonas e Solimões, mas além disso, nos rios Pará, Tocantins, Negro, Madeira, entre outros. Essa espécie prefere águas com níveis elevados de oxigênio, e consegue tolerar água levemente salobra.

Crescendo até 13 centímetros e vivendo por volta de cinco anos, esse peixe é usado bastante como ornamental em aquários. Isso ocorre pois sua pele tem belos tons de dourado com manchas pretas, o que confere a ele uma beleza peculiar.

Baiacu pintado

Habitante dos mares asiáticos, os Baiacus Pintados (Dichotomyctere nigroviridis) podem ser encontrados desde as costas da Indonésia até o norte da China. Chegando a viver mais de 10 anos em cativeiro, é comum serem encontrados com 12 centímetros de comprimento, mas podem chegar a até 17. Quando adultos, costumam viver em rios e córregos de água doce ou até em planícies alagadas. Já os jovens são encontrados em água salobra.

Sua dieta consiste primariamente de caramujos, mas ela pode também abranger moluscos, crustáceos e também plantas. Essa espécie também pode recorrer à prática de comer escamas de outros peixes.

Quando criados em aquários, eles podem atacar outros peixes que não sejam da mesma espécie, portanto, é preferível ter um aquário apenas com esse baiacu.

Baiacu de espinho

Também conhecidos como Peixe Ouriço, e de nome científico Diodontidae, essa espécie pode ser encontrada tanto no Pacífico Oriental quanto no Atlântico Ocidental, e também no Oceano Índico Ocidental. Eles são a imagem mais comum que vem à mente quando pensamos em baiacus, já que possuem espinhos por todo o corpo.

Esse é o traço que mais os diferem de seus relativos com menos espinhos. Geralmente, podem ser encontrados com 40 centímetros de comprimento, mas os espécimes maiores chegam a até 91 centímetros. Sua pele é num tom verde-amarelada no dorso e amarela no ventre.

Quando jovens, esses peixes favorecem os ambientes pelágicos, portanto, permanecem em alto mar, diferentemente de quando chegam à fase adulta, quando preferem lagunas e recifes de corais de até 50 metros de profundidade. Nestes, os Baiacus de Espinho costumam se esconder embaixo de pedras durante o dia.

Tratando-se da dieta, esse peixe costuma se alimentar de ouriços do mar, caramujos e crustáceos. Para pescá-lo, é melhor tentar de noite, pois ele é um animal de hábitos noturnos e costuma caçar só quando escurece. E gosta de permanecer sozinho, sendo um peixe de hábitos solitários, exceto quando está no período de acasalamento.

Baiacu-papagaio

O Baiacu Papagaio, cujo nome científico é Colomesus psittacus, é umas das espécies de baiacu que podem nadar tanto em água doce quanto em água salgada. Eles podem ser encontrados por toda a costa do Brasil e também na Amazônia. Além disso, ele também costuma habitar mangues e outras regiões que possuam água salgada ou salobra.

Sua dieta é exclusivamente carnívora e consiste em sua maioria de moluscos. Quando em cativeiro, alimentam-se de caramujos, mariscos e também camarões.

Baiacu-panela

De nome científico Sphoeroides spengleri, mas popularmente conhecido também como Baiacu-mirim, essa espécie pode ser encontrada desde Massachusetts (EUA) até Santa Catarina. Esses peixes vivem apenas em água salgada, permanecendo em costas e recifes. Em termos de profundidade, eles variam entre 2 a 74 metros.

Sua pele tem coloração amarronzada e possui diversas pintinhas negras espalhadas, característica que o difere das demais espécies. Seu corpo alcança apenas 16 centímetros de comprimento, no máximo. Com dieta carnívora, ele se alimenta principalmente de crustáceos e moluscos, como camarões, caranguejos e estrelas-do-mar.

Dicas de pesca do peixe baiacu

Pescar o peixe baiacu

Estes não são peixes difíceis de serem pescados, mas mesmo assim, é sempre bom ter informações sobre o método mais fácil de fazê-lo! Abaixo, nós selecionamos ótimas dicas e recomendações para que você possa pescá-los com mais facilidade.

Melhores iscas para peixe baiacu

Como dito na sessão de alimentação, esses peixes gostam de comida viva ou congelada, e isso também se estende para as iscas que você deve usar na hora de pescá-los.

Se você optar por iscas vivas, saiba que os baiacus gostam bastante de camarão, mexilhão, verme de sangue, pedaços de mugil e lula. Tratando-se de iscas artificiais, você pode usar as Poppers e iscas softs de plástico.

Linhas e anzóis recomendados para o peixe baiacu

Não são necessários equipamentos muito potentes para pescar baiacus. Falando de linha, já que esses peixes não são bons nadadores, uma vara de pesca leve com uma linha relativamente resistente já bastam. Se tratando de anzóis, é recomendado que se utilize um com haste longa, com uma chumbada para afundá-lo a profundidades onde os peixes estão.

Como pescar o peixe baiacu

Uma vez que você encontrá-lo, o baiacu não é muito difícil de ser pescado. O primeiro passo é jogar iscas na água (recomenda-se usar camarões mortos ou outro animal que faça parte da dieta do peixe), o cheiro forte de presa irá atraí-los para perto. Em seguida, você deve abaixar a sua linha na área onde as iscas estão, e mantê-la firmemente tensionada, isso aumentará a sensibilidade às mordidas, e você sentirá caso o baiacu morda sua isca.

Ao sentir a mordida, você deve dar um suave tranco para prender o anzol na boca do peixe. Esse momento é de extrema importância, pois baiacus são excelentes em roubar iscas, então o tranco deve ser rápido, para que ele não escape.

Tendo fisgado o baiacu, puxe-o até você. Ele não deve oferecer muita resistência já que não nada muito bem. Uma vez fora da água, use luvas para pegá-lo, dessa maneira você previne todo tipo de contato com a pele do peixe, já que esse é um dos locais onde a perigosa toxina está presente. Tome cuidado ao retirar o anzol, pois seus dentes são bastante afiados. Pode-se inclusive usar alicates para fazer esse procedimento.

Caso você pretenda consumir o baiacu depois, não o coloque no gelo depois de pescá-lo, pois o frio deixará a pele do peixe dura, dificultando a remoção da mesma e dos demais órgãos que contém o veneno. Ao invés disso, você deve guardá-lo em um balde com água.

Curiosidades do peixe baiacu

Baiacu inflado

Baiacus são animais formidáveis, e os fatos interessantes sobre eles não param por aqui! A seguir, você poderá ler uma série de curiosidades a respeito desses peixes.

Pode ser pescado com iscas artificiais

Além das iscas Popper, as iscas Soft de plástico podem muito bem ser usadas para pescar baiacus. Na verdade, as iscas Soft têm grande similaridade aos invertebrados que muitas espécies desse peixe costumam comer, então eles naturalmente se sentem atraído por elas. Confira as 10 Melhores Iscas Artificiais agora se quiser conhecer mais sobre seus tipos e aplicações.

Não é um peixe difícil de pescar

Baiacus são peixes fáceis de serem pescados. Seu tamanho pequeno faz com que não seja necessário muito esforço para içá-los, e sua baixa velocidade de nado o torna uma presa fácil de lidar ao ser fisgada. Tudo isso os tornam alvos ideais para principiantes, inclusive há programas de introdução à pesca que ensinam até crianças a pescarem esses peixes.

Baiacu tem uma dentição forte

A poderosa dentição do baiacu é, na verdade, a origem do seu nome científico: Tetraodontidae, que vem do grego significando "quatro dentes". Contando com seus dois dentes de baixo e os dois de cima, que se juntam no meio em uma forma similar a um bico, ele pode lidar com praticamente tudo que há embaixo da água, quebrando cascos de lagostas e mastigando até sedimentos em busca de nutrientes.

Baiacu é um peixe comum nas águas brasileiras

Há grande abundância desse peixe em águas brasileiras. Ele pode ser encontrado ao longo de toda costa do país, habitando recifes de corais, mangues e também rios de água doce pela Amazônia.

Baiacu é o peixe que mais rouba iscas

Com uma dentição extremamente forte, os baiacus são peixes campeões quando o assunto é roubar iscas. Muitos pescadores os odeiam por terem a sua isca roubada, tentando pescar outros tipos de peixes. Por isso, é importante prestar atenção às mordidas na sua isca quando você estiver pescando.

Veneno do peixe baiacu

Baiacu de espinho inflado

Apesar de ser muito consumido, o baiacu carrega em seu corpo um dos venenos mais mortais do mundo. Mil vezes mais poderoso que o cianeto, é indispensável que os órgãos venenosos do peixe sejam descartados antes de usá-lo para fazer refeições. A seguir você pode conhecer um pouco mais sobre essa toxina mortal.

Baiacu é um dos peixes mais venenoso do mundo

A toxina venenosa do baiacu chama-se Tetrodotoxina, apenas 2 gramas dessa substância são suficientes para levar uma pessoa a óbito. A quantidade total encontrada no peixe pode matar até 30. Não foram descobertos antídotos até o momento, mas com socorro rápido, a intoxicação pode ser tratada.

Isso é feito através de uma lavagem gástrica e medicação desintoxicante. As partes que contém essa toxina são a pele, o fígado, os ovários e os testículos.

O veneno de baiacu pode matar pessoas

O veneno do baiacu é extremamente letal, e seus sintomas são assustadores. Ao entrar em contato com a toxina, o primeiro sintoma sentido pela pessoa é o amortecimento nos lábios e dedos, estes começam a ter espasmos logo em seguida. Depois, o amortecimento é seguido de fraqueza nos músculos, episódios de diarreia e vômito.

Por fim, há espasmos nos pulmões, que levam a morte. A maioria das vítimas de envenenamento por essa toxina morrem por parada respiratória. As vezes ocorre também a paralisia total do corpo, uma vez que o veneno interrompe a atividade cerebral responsável por controlá-lo. Porém, a pessoa continua consciente a todo momento.

Apesar de tudo isso, o veneno recentemente foi sintetizado para criar um analgésico poderoso. Ao administrar uma quantidade muito pequena, essa medicação pode diminuir por completo dores corporais. O uso dessa medicação é bastante comum em pacientes que possuem câncer.

Conheça produtos voltados para pescaria

Neste artigo apresentamos diversas informações e também como pescar o baiacu. Agora que estamos dentro do assunto de pescaria, que tal conhecer alguns de nossos artigos sobre produtos voltados para o tema? Confira abaixo!

Os 10 melhores molinetes para pesca de praia de 2022: da Daiwa, Okuma e mais!

https://portalvidalivre.com/articles/1810

Deseja encontrar um bom molinete para sua pesca em águas salgadas? Veja este artigo sobre os melhores molinetes do ano e como fazer a escolha certa!

As 10 melhores carretilhas de 2022: da Staright, Romacci, Shimano e mais!

https://portalvidalivre.com/articles/1080

Pensando em melhorar sua pescaria? Veja neste artigo as 10 melhores carretilhas para pesca e dicas de como escolher o modelo perfeito para sua pescaria!

As 10 linhas de pesca de monofilamento mais resistentes de 2022: da Shimano, Vexter e mais!

https://portalvidalivre.com/articles/1285

Está com dúvidas sobre qual linha de pesca de monofilamento comprar? Confira a seguir dicas e informações sobre esse item, além da lista com as 10 melhores!

Conheça as dicas e torne a sua pesca de baiacu mais simples!

Como pescar baiacu no mar

O baiacu é de fato um peixe fascinante! Seu método de defesa que o faz inflar dá a ele um lugar de destaque entre os outros habitantes marinhos, e seu forte veneno dá a ele o lugar de segundo animal mais venenoso da Terra, mas mesmo assim ele é ainda bastante apreciado por sua carne.

Agora que você têm todas as informações e dicas deste artigo, você sabe tudo sobre esse peixe e está pronto para pescá-lo!

Autor deste artigo

Desenvolvedor de Jogos, Mestre de RPG e músico. Sempre fui apaixonado por toda forma de expressão artística, hoje trabalho para dar vida a universos fantásticos através de minhas palavras.

Últimos posts


Plantas com significado espiritual: veja quais são e sua simbologia!

Plantas com significado espiritual: veja quais são e sua simbologia!

Veja aqui as opções de plantas para purificar o ar, recarregar energias e evitar o mau-olhado! Conheça ainda, dicas de cuidados com as plantas espirituais.


Os 10 Melhores Hidratantes Corporais de 2022: Neutrogena, Nivea muito mais!

Os 10 Melhores Hidratantes Corporais de 2022: Neutrogena, Nivea muito mais!

Em busca do produto ideal para hidratar seu corpo? Neste artigo, apresentamos os 10 melhores hidratantes corporais de 2022, como escolher e onde comprar!


As 10 Melhores Marcas de TV de 2022: LG, Samsung, Philips e mais!

As 10 Melhores Marcas de TV de 2022: LG, Samsung, Philips e mais!

Escolher a melhor televisão para a sua casa pode não ser uma tarefa fácil. Então confira aqui dicas de como escolher e veja as 10 melhores marcas de TV de 2022!


Os 10 Melhores Cursos de Trader de 2022!

Os 10 Melhores Cursos de Trader de 2022!

Procurando o melhor curso de trader de 2022? Confira neste artigo as 10 melhores opções do ano e dicas imperdíveis para fazer a melhor escolha para você!


Como desentupir pia de cozinha de maneira fácil: com arame, sal e mais!

Como desentupir pia de cozinha de maneira fácil: com arame, sal e mais!

Pia da cozinha entupida? Aprenda a resolver com dicas e técnicas bem simples e também como evitar que aconteça de novo.


Palavras do momento

Palavras-chave do momento no PortalVidaLivre


Perfume Ar e ventilação Internet e Conexão Treinos